Início » EVIDÊNCIAS » A deficiência de Zinco e doenças correlacionadas!

A deficiência de Zinco e doenças correlacionadas!

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
————————————————————-

Image

By Dr. Júlio Caleiro
    
     Agora que estamos no calor não há tanta preocupação com gripes e resfriados, mesmo que estas possam vir acontecer especialmente no inverno, e se o teu sistema imune não estiver forte, com certeza ficará gripado e adquirindo outras doenças relacionado a deficiência de um mineral na alimentação. Com tantas ervas novas e suplementos no mercado, é fácil a perder de vista os princípios para as defesas imunitárias. Mas se você pensou que este mineral serve somente para isso, está muito enganado! É o que veremos a seguir.

    Estou falando do zinco elemento traço! Seu corpo precisa de todos os dias de zinco na quantidade certa, pois em excesso pode ser tão prejudicial quanto muito pouco. O organismo não tem como armazenar o zinco assim como a vitamina C e outras substâncias, por isso depende de um fornecimento diário através da dieta ou suplementação. O zinco é importante para uma série de funções de suporte à vida, incluindo:

        Imunidade forte
        Componente importante das enzimas envolvidas na remodelação de tecidos e prevenção de câncer
        Manutenção de seu humor, clareza mental e sono restaurador
       Próstata e saúde intestinal
       Sentidos do paladar e do olfato

   O zinco é um componente, que participa na modulação de pelo menos 3000 proteínas diferentes do seu corpo, e um componente de mais de 200 enzimas diferentes. Na verdade, o zinco está envolvido em mais reações enzimáticas no organismo do que qualquer outro mineral. O zinco aumenta a produção de células brancas e ajuda a combater a infecção de forma mais eficaz. Ele também aumenta as células ‘assassinas’ que combate o câncer, células específicas que matam células cancerosas, ajuda o sistema imunológico liberar mais anticorpos e incrementa a cicatrização de feridas.

Você pode ser deficiente em zinco!

    Deficiência de zinco leve é ​​relativamente comum, especialmente em lactentes e crianças, mulheres grávidas ou as que amamentam, idosos, pessoas com má absorção gastrointestinal ou doença intestinal, como a doença de Crohn e para aqueles que fazem dietas vegetarianas. Uma série de fatores contribuem para o problema global da deficiência de zinco:

        1ª- Anos de práticas agrícolas comerciais, como a monocultura (plantação de grandes extensões de terra com a mesma cultura ano após ano), deixaram os nossos solos deficientes em minerais naturais, como o zinco.
        2ª Certas drogas evitam a absorção de zinco, tais como os inibidores da ECA ( anti-hipertensivos), diuréticos tiazídicos e ácidos incluindo drogas como Omeprazol e similares, além disso o bicarbonato de sódio usado diariamente como alternativa caseira para má digestão.
        Determinadas dietas, como a dieta vegetariana / vegan, alta ingestão de grãos na dieta, que são pobres em zinco biodisponível e ricos em ácidos fítico, que mais prejudicam a absorção de zinco.

     A Deficiência de zinco leve podem levar a resfriados e gripes frequentes, fadiga crônica, e má saúde geral. Em seu filho(a), quando o crescimento e desenvolvimento é de importância vital e que depende de uma boa nutrição de zinco, se for inadequada pode resultar em distúrbios de humor, falta de memória, aprendizagem prejudicada e baixo rendimento escolar. A deficiência de zinco também pode contribuir para problemas de visão e acne, afetando o paladar, olfato e memória. Manchas brancas nas unhas podem indicar que você está tendo a deficiência de zinco.

O zinco é um mineral chave para sua saúde Imune e se o seu corpo tem pequenas quantidades de zinco, o indivíduo poderá experimentar o aumento da susceptibilidade a uma variedade de agentes infecciosos oportunistas. As células brancas do sistema imune simplesmente não pode funcionar sem zinco. O Zinco afeta múltiplos aspectos de seu sistema imunológico, incluindo neutrófilos, células exterminadoras naturais, fagocitose, produção de citocinas, produção de anticorpos, e até mesmo regulação gênica dentro dos linfócitos que são células do sistema imune. O zinco está envolvido em muitas funções celulares básicas, incluindo a replicação do DNA, a transcrição de RNA, a divisão celular e a ativação e estabilização de membranas celulares.

   As pesquisas sobre o efeito do zinco sobre patógenos é um pouco inconsistente, mas muitos estudos mostram um forte efeito protetor, outros estudos mostram que o zinco pode reduzir o sentimento de frio em 50%, a pessoa sente menos frio em épocas de inverno.

    A revisão da “Cochrane” é (uma coleção de fontes de informação de boa evidência em atenção à saúde inclui à base de dados de Revisões Sistemáticas, nos EUA); concluiu que o zinco reduz muito a duração e gravidade dos sintomas do resfriado comum, e usando o zinco preventivamente ajudou a evitar resfriados levando ao absenteísmo escolar em usar menos antibióticos por crianças. O zinco é a molécula marcardora para as proteínas do Timo ( órgão que produz células de defesa), que são substâncias imunes. Sem zinco não haverá ativação de defesa dessas células imunológicas. Sais de zinco são mortais para muitos patógenos, bactérias e vírus por exemplo a gastroenterite viral é retardada pela ingestão de zinco devido à ação antimicrobiana e antiviral direta dos íons de zinco em seu trato gastrointestinal, principalmente a Infecção pelo vírus sincicial que acomete as crianças com frequência.

Se você está grávida o zinco é ainda mais importante!

   A gestação é um momento que exige um organismo nutricionalmente equilibrado durante a gravidez (e depois na amamentação), quando a ingestão de nutrientes dos alimentos e suplementos são necessários não só para manter o corpo funcionando, mas também para nutrir e apoiar o bebê crescer rapidamente. Porque o zinco é necessário para a divisão celular adequada? É de grande importância vital obter zinco suficiente durante este tempo da mulher. Baixos níveis de zinco tem sido associado com os seguintes problemas:

        O nascimento prematuro
        Bebês de baixo peso
        Retardo do crescimento
       A pré-eclâmpsia

    Um estudo descobriu que a suplementação de zinco na gestação resultou em bebês com circunferência da cabeça significativamente maior, e maior peso ao nascer além de muitas outras funções importantes no seu corpo, resumidos na tabela seguinte:

– O zinco é necessário para o seu organismo utilizar a vitamina B6 e ter um sono adequado: zinco, vitamina B6 e triptofano são necessários para produzir a melatonina, deficiência de zinco leva à insônia e baixos níveis do hormônio natural melatonina.

-Humor: A vitamina B6 é necessária para produzir a serotonina que é crucial para o bom humor, ao gosto correto dos alimentos e e olfato como já relatado: O zinco é necessário para a produção de uma enzima chamada anidrase carbônica (CA) VI, crítica ao gosto e cheiro e a deficiência pode levar a anorexia; portanto o zinco e vitamina B6 é uma ótima parceria!

-Apoptose ou “morte celular programada”: a apoptose excessiva pode ocorrer a partir de muito ou pouco zinco, (é por isso que muitos vírus morrem em um ambiente rico em zinco), e o que nos interessa é a apoptose de células ruins e velhas.

-Saúde dos olhos: Ajuda a prevenir a DMRI (degeneração macular), cegueira noturna e catarata.

-Ajuda os diabéticos a regular a insulina e a saúde da pele: ajuda a prevenir e tratar a psoríase, eczema e acne (com resultados semelhantes aos tetraciclina).

-O tratamento da doença de Alzheimer: grandes melhorias na memória, compreensão, comunicação e resultados de contacto social.
-Melhorou para pacientes com HIV.
-Função sexual masculina: Tratamento de infertilidade masculina, HBP e disfunção erétil; zinco pode governar o metabolismo da testosterona -Reduzir a diarreia em crianças com deficiência do próprio zinco.
-Antioxidante: o zinco retarda processos oxidativos no organismo, embora os mecanismos exatos permanecem desconhecidos.
-Anti-inflamatório: O zinco pode reduzir a inflamação crônica e risco de aterosclerose ( entupimento de vasos sanguíneo)

    Dietas com baixa ingestão pode conduzir a um número de problemas de saúde, incluindo a deficiência de zinco severa, que por sua vez pode levar ao raquitismo e nanismo. De acordo com a nutricionista Dra. Loren Cordain:

   ” Os altos níveis de fitatos em pães ázimos integrais pode causar uma deficiência de zinco o que por sua vez, é responsável por nanismo hipogonadal, juntamente com outros problemas de saúde associados a deficiências de zinco. Na Europa onde imigrantes paquistaneses consumiam altos níveis de pães integrais, havia raquitismo entre as crianças e continua a ser um problema atualmente. “

    Por que isso os grãos ricos em ácidos fítico (como são as leguminosas, sementes e de soja) são conhecidos por diminuir a absorção de minerais tais como cálcio, ferro, magnésio e zinco. Populações ocidentais com maior risco são aqueles com dietas ricas em grãos não refinados, legumes, proteína de soja e muito cálcio, e pobre em proteína animal.

   A  Proteína ajuda na absorção de zinco. As proteínas animais aumentam a absorção de zinco em geral. Dietas vegetarianas e veganas, muitas vezes ricos em grãos e leguminosas contém ácido fítico e pode aumentar o risco de deficiência de zinco, esta é apenas uma das muitas razões que eu não recomendo comer um monte de grãos e exagerar para tentar compensar a falta da ingestão de proteína animal.

Como otimizar seus níveis de zinco?

    Como sempre, é melhor otimizar sua nutrição através da implementação de uma dieta rica em alimentos integrais ( sem exageros) para receber a dose diária de zinco. Produtos de origem animal são de longe os mais ricos em zinco na dieta, como você pode ver na tabela abaixo. As Ostras por exemplo contem a escala de até 182 mg por porção, acompanhado da vitela, abóbora, Rosbife, Chocolate, e a carne de porco. A carne de porco como falei em publicações anteriores, tendo os cuidados já mencionados!

Alimentos e quantidades de zinco(mg)
-Ostras 100 gramas 16-182
-Vitela 100 gramas de fígado 12
-As sementes de abóbora (assado) 100 gramas 10
-Rosbife 100 gramas 10
-Tahini (sementes de gergelim) 100 gramas 10
-Chocolate 100 gramas 9,6-
-Cordeiro 3 onças 7,4
-Amendoim torrado e o (óleo) 100 gramas 6,6
-Castanha de caju torrado (seco) 100 gramas 5,6
-Carne de porco 100 gramas 5,0
-100 gramas de amêndoas 3,5
-Queijo cheddar 100 gramas 3,1
-Coxa de frango 100 gramas 2,9
-Peito de frango 100 gramas 1,0

    Se por qualquer razão você não está recebendo o suficiente de zinco, ou um é vegetariano, ou não tem acesso ao alimentos listados na tabela acima, você pode querer adicionar um suplemento de zinco. Mas que tipo de suplemento deve tomar?

Formas de quelatos de zinco são melhor absorvidos

    Há uma série de formas de zinco disponíveis no mercado, alguns melhor do que outros. O organismo não absorve facilmente o zinco, a menos que o zinco seja primeiro ligado a uma outra substância. A quelação é um processo por vezes utilizado para ligar a outras substâncias de zinco para torná-lo mais absorvível e biodisponível. Em quelação, as moléculas orgânicas foram carregadas eletricamente, o que lhes permite atrair o zinco. Uma das vantagens das formas de quelatos é que não vão ficar com antagonismo ao cálcio, que pode ser um problema para os sais de zinco, tais como o sulfato de zinco, competindo na absorção do cálcio gerando então um outro problema.

    O sulfato de zinco é uma das formas inorgânicas de zinco, ou sais de zinco, evite este! Estes não são tão eficazes como as formas biologicamente quelados. O sulfato de zinco pode causar a irritação do estômago. Outra variedade inorgânica é óxido de zinco, que é a forma de zinco usados ​​em filtros solares. São Perigosos!

    Outras formas boas de zinco incluem o gluconato de zinco, que é feita essencialmente através da fermentação de glucose, acetato de zinco, preparada combinando o zinco com ácido acético, e o citrato de zinco, feita através da combinação do zinco com o ácido cítrico. Veja as quantidades na tabela a seguir para faixas etárias.

Idade aleitamento Gravidez-  Masculino – Feminino
0-6 meses 2 mg -2 mg
7 meses a 3 anos 3 mg -3 mg
4-8 anos 5 mg -5 mg
9-13 anos 8 mg – 8 mg
14-18 anos 11 mg- 9 mg a 12 mg -13 mg
Aultos 13 a 15mg

 

    Estas doses recomendadas são de zinco elementar, e cada forma de zinco (sulfato de zinco, citrato de zinco, gluconato de zinco, etc), contém uma quantidade diferente de zinco elementar.

    Por exemplo, aproximadamente 23% de sulfato de zinco é composto de zinco elementar. Portanto, 220 mg de sulfato de zinco iria dar-lhe cerca de 50 mg de zinco elementar. Você deve levar isso em consideração se você estiver usando um suplemento, bem como o fato de que a pessoa média recebe cerca de 10 a 15 mg de zinco por dia a partir dos alimentos que consomem, ao menos os listados acima. Você vai ter que usar a tabela para determinar se você está na extremidade superior ou inferior da faixa, com base em seus hábitos alimentares e complementar de acordo.

Medicamentos que interferem no zinco

    Alimentos e medicamentos podem interferir com a absorção, por isso o tempo de uso do suplemento é importante. Por exemplo, a cafeína pode interferir com a absorção de zinco em até 50 %, de modo que você vai querer evitar a tomar o seu suplemento com uma xícara de café. Em contraste, a aminoácidos cisteína e metionina melhoraram a absorção de zinco, o que significa tomar o seu suplemento de zinco com uma proteína de soro de leite de alta qualidade ( whey protein) poderia excelente para impulsionar tua imunidade.

    Embora seja importante para obter zinco adequada, o equilíbrio é fundamental. Tomando demais também pode causar problemas, Geralmente tomar doses relativamente altas ao longo do tempo podem chegar a níveis tóxicos. O uso crônico excessivo sem orientação do Nutricionista a ingestão de zinco pode suprimir a absorção de ferro e de cobre levando a deficiências desses minerais, ocasionando várias outras doenças.

    Em conclusão, o zinco é um mineral muitas vezes esquecido, por profissionais para adicionar ao seu arsenal contra gripes e outras doenças. É seguro e barato! Assim como ter certeza que você está recebendo o suficiente de zinco, também não deve esquecer o quão importante é os seus níveis de vitamina D, na qual são para mantê-lo saudável durante todo o ano!


3 Comentários

  1. silvane disse:

    Gostei muito da matéria sobreo zinco. Li e reli pois achei muito importante.
    Pena que a maior parte da população não sabe disso.

  2. mari jose machado colombo disse:

    nunca imaginei que o zinco fosse tao emportante obrigada voce me ajudou muito.

  3. Jose Carlos Augusto De Paula Filho Jose Carlos Augusto De Paula Filho disse:

    Muito boa,nao imaginava que o zinco tinha tanta importancia assim

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: