Início » 2014 » março

Arquivo mensal: março 2014

Anúncios

Ferro excessivo e sobrecarga no organismo. Suplementos com ferro podem ser tóxicos e perigosos.

Imagem

By Ed; Dr. Júlio Caleiro,  Nutricionista. Publicado em 30 de Março de 2014

Ferro excessivo e sobrecarga no organismo, suplementos de ferro podem tóxicos e perigosos.

A Verificação de sobrecarga de ferro é feito através de um simples exame de sangue chamado de teste de ferritina sérica.
O teste mede a molécula transportadora de ferro, uma proteína que se encontra no interior das células chamada ferritina, que armazena o ferro. Se os seus níveis de ferritina são baixos,isso significa que seus níveis de ferro também são baixos.
A faixa saudável de ferritina sérica encontra-se entre 20 e 80 ng / ml. Abaixo de 20  você é deficiente de ferro, e acima de 80, você tem um excesso de ferro.

Os níveis de ferritina pode ir muito alto, a níveis mais de 1.000, mas qualquer coisa acima de 80 provavelmente vai ser um problema. A faixa ideal é de 40-60 ng / ml. Como um exemplo os níveis elevados de ferro podem prejudicar a sua saúde, lesar o pâncreas por exemplo e desenvolver diabetes. Altos níveis de ferritina / ferro são também um dos principais fatores em casos de doenças hepáticas especialmente a hepatite C. Muitos pacientes que apresentam os sintomas da hepatite C melhoram drasticamente uma vez que seus níveis de ferritina são reduzidos.

O que você pode fazer se seus níveis de ferro são muito altos?

Felizmente a solução para diminuir o seu nível de ferro é relativamente simples. Apenas doar o seu sangue!
A maioria de nós pode fazer isso, mas se você já teve a doença no passado que o impede de fazê-lo, o seu médico pode prescrever uma receita para flebotomia terapêutica. No entanto em vez de remover um litro de sangue, 300 a 500mls. Um litro, é uma percentagem significativa do volume de sangue e poderá sentir cansado e desgastado por um número de dias. Muitos se sentem melhor só removendo 200 a 300 mls.

Cuidado com suplementos tóxicos que contenha ferro.

Para aqueles que vem lutando contra a anemia por deficiência de ferro, a melhor fonte de ferro é a carne vermelha de alta qualidade, de preferência gados alimentados com capim orgânico. Se isso não for disponível ou você simplesmente prefere não comer carne vermelha poderá então tomar um suplemento de ferro em seu lugar. Mas com cautela! Sulfato ferroso por exemplo é uma forma de ferro encontrado em muitospolivitamínicos incluindo multivitaminas para crianças, é um metal inorgânico relativamente tóxico que pode levar a problemas significativos.

O maior perigo é a overdose aguda, que pode ser letal! Uma forma segura de suplemento é o de ferro carbonila. Ao que tudo parece nunca houve uma overdose relatada de ferro carbonila, ao contrário do sulfato ferroso. No entanto, você ainda deve manter suplementos de ferro longe das crianças e preferir sempre os alimentos ricos em ferro.

Lembre-se, você não deve tomar suplementos de ferro, incluindo ferro carbonila se você tem:
• Hemocromatose ( sobrecarga de ferro )
• Hemosiderose
• anemia hemolítica (como eu descrevi no início)

Conhecimento é Poder! É importante saber sobre a deficiência de ferro e sobrecarga de ferro como muitos médicos são ignorantes sobre esse fato, ou simplesmente não se aplicam seus conhecimentos ao recomendar testes ferritina regular.
————————————————————————————-
Referências:
1-   Discover Fit & Health

 

Anúncios

A mais poderosa terapia para acabar com o Câncer!

carbo

 

By, Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista. Publicado em 29 de Março de 2014 – Sao Sebastião do Paraíso MG- Brasil.

A mais poderosa estratégia essencial que conheço para acabar com o câncer, é mantando as células do câncer de fome, privandos-as de sua fonte de alimento principal, o que em grande parte tipicamente, é o açúcar! Ao contrário de todas as outras células do corpo, que ‘queimam’ carboidratos ou gorduras para obtenção de combustível, as células cancerosas perdem a flexibilidade metabólica e só podem prosperar se houver presença de açúcar suficiente. Foi realmente justo  o Dr. ‘Otto Warburg’, como ganhador do ‘Prêmio Nobel’  há mais de 75 anos atrás quando descobriu isso, mas praticamente nenhum oncologista realmente usa essas informações e nem conhece o trabalho deste renomado cientista. Não se enganem sobre isso, a primeira coisa que o paciente de câncer deve pensar, é procurar um(a) Nutricionista para a prescrição dietoterápica neste sentido, se você quer evitar ou tratar o câncer DE VERDADE! Mas, se você tem os níveis de insulina alterados dentro de uma classificação diferenciada da classificação convencional, e resistência à leptina (que 85% das pessoas tem) o correto é cortar todas as formas de açúcar/ do tipo frutose e carboidratos de grãos da sua dieta, isso matará de fome as células cancerosas e poderá ficar livre do câncer em semanas. Ainda vai escolher a quimioterapia convêncional?

——————————————————————————————

Referências:

Credit-Suisse October 22, 2013
2   PLOS Medicine February 2, 2008
3   PLOS Medicine February 2, 2008
4   New York Times February 8, 2008
5   CNN Health March 11, 2014
6   Bloomberg September 9, 2013
7   Bloomberg September 9, 2013
8   EWG Farm Subsidies
9   AlterNet January 10, 2014
10   AlterNet January 10, 2014
11   MedicineNet January 28, 2014
12   CDC Preventing Chronic Disease 2014
13   JAMA Intern Med. February 3, 2014
14   New York Times March 1, 2011

 

Pacientes Diabéticos TIPO II com RETINOPATIA DIABÉTICA PROLIFERATIVA (RD) podem obter benefícios através da suplementação de VITAMINA C com TAURINA.

Imagem

By; Dr Júlio Caleiro – Nutricionista.  Publicado em 26 de Março de 2014, São Sebastião do Paraíso -MG.

Pacientes Diabéticos TIPO II com RETINOPATIA DIABÉTICA PROLIFERATIVA (RD) podem obter benefícios através da suplementação de VITAMINA C com TAURINA.

“O estudo revela a atividade antioxidante da combinação de taurina com vitamina C, apresentando efeitos positivos sobre os índices de carboidratos, metabolismo lipídico e características hepatoprotetora em pacientes com diabetes mellitus tipo II com a RD. Levando-se em consideração as peculiaridades das relações e correlação entre parâmetros funcionais, clínicos e bioquímicos, os resultados de estudos experimentais em animais, é aceitável em usar a Taurina + Vitamina C como parte do tratamento conservador de pacientes com diabetes mellitus tipo II com a RD”.

—————————————————————————————————

Referência:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24632640

Baixas doses de naltrexona e seus resultados surpreendentes no tratamento de câncer, HIV/AIDS e doenças autoimunes!

Honest_Medicine-small2

Em 21 de março de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório (35) 3531-8423.

Câncer: A partir de meados de 2004, o médico Dr. Bernard Bihari relatou ter tratado mais de 300 pacientes que tiveram câncer, que não responderam ao tratamento padrão. Desse grupo, cerca de metade, após o tratamento de 4 a 6 meses com baixas doses de naltrexona, começaram a demonstrar uma parada no crescimento do câncer, e destes, mais de um terço tiveram sinais claros e objetivos de redução do tumor.

HIV/AIDS: Em setembro de 2003, o médico Dr. Bihari tratou 350 pacientes com AIDS usando baixas doses de naltrexona juntamente com terapias aceitas para AIDS. Ao longo dos 7 anos, 85% desses pacientes não apresentavam níveis detectáveis do vírus HIV – uma taxa de sucesso muito superior que a maioria dos tratamentos atuais da AIDS, e sem efeitos colaterais significativos. É interessante notar que muitos dos pacientes com HIV/AIDS tem vivido sem sintomas durante vários anos, tendo apenas utilizado baixas doses de naltrexona, sem outros medicamentos.

Doenças autoimunes: dentro do grupo de pacientes que apresentaram uma doença autoimune, TODOS experimentaram uma parada na progressão da doença. Em muitos pacientes, houve uma remissão dos sintomas da doença. O maior número de pacientes no grupo de doença autoimune eram pessoas com esclerose múltipla, dos quais havia cerca de 400 na prática do médico Dr. Bihari. Menos de 1% dos pacientes experimentaram um ataque em esclerose múltipla, enquanto mantiveram a terapia com baixas doses de naltrexona.

Considerando os resultados surpreendentes acima, por que um medicamento de tão baixo custo é completamente ignorado no tratamento de doenças graves pela medicina convencional? Muitas pessoas que estão acamadas poderiam ter sua vida e saúde completamente restauradas, conforme é a experiência do médico Dr. Bihari e tantos outros médicos pelo mundo (ex: Dr. Burt Berkson, Dra. Maira Gironi, Dra. Jacquelyn McCandless, e etc).

As dosagens do naltrexona, nesta terapia, variam de 1.5mg à 4.5mg, com necessidade de prescrição médica ou de dentista.

Consulte o médico de sua confiança para avaliar a possibilidade de se iniciar esta terapia.

Referências:
1. http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2009/05/26/powerful-breakthrough-beats-cancer-and-autoimmune-diseases.aspx

2. http://www.lowdosenaltrexone.org/index.htm#What_diseases_has_it_been_useful_for

3. http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2011/09/19/one-of-the-rare-drugs-that-actually-helps-your-body-to-heal-itself.aspx

4. http://www.lowdosenaltrexone.org/bbihari_cv.htm

5. http://www.youtube.com/watch?v=x54Jccr8GT8

Vacina ‘HPV’ é causa direta de graves doenças!

vacina-sus-hpv

Em 18 de março de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Em meados de 2012, o “Vaccine Adverse Event Reporting System” (VAERS) recebeu 119 relatos de mortes após a vacinação HPV, bem como: 894 relatos de deficiência, 517 eventos adversos potencialmente fatais, 9.889 atendimentos de emergência, 2.781 hospitalizações.

Os documentos obtidos a partir Food and Drug Administration (FDA)-EUA, nos termos detalhados da’ Freedom of Information Act (FOIA)’ 26 mortes foram relatados ao governo após a vacinação HPV entre 1 de Setembro de 2010 e 15 setembro de 2011. Foram 26 mortes relatadas de jovens meninas previamente saudáveis, após a vacinação do Gardasil em apenas um ano. Outros efeitos secundários graves relatados durante esse tempo foram: Convulsões, Paralisia, Cegueira, Pancreatite fulminante, Perda e problemas de fala de memória a curto prazo, síndrome de Guillain- Barre e cistos ovarianos. Entre maio de 2009 e setembro de 2010, foram registrados 16 mortes após a vacinação do Gardasil (HPV). Para esse período também houve 789 relatos de reações adversas ao Gardasil, incluindo 213 casos de invalidez permanente e 25 casos diagnosticados da Síndrome de Guillain Barre. (Judicial Watch informou outras reações).

Lembrando que das 100 cepas existentes, a vacina só contém 4 delas, as mais inofensivas (http://www.news-medical.net/news/2008/11/12/32/Portuguese.aspx). Com todas reações relatadas, será que vale a pena o risco para uma proteção tão pequena? Reflita e pesquise sobre o assunto, e tire suas conclusões pessoais.

Abaixo segue opinião do médico Dr. Victor Sorrentino sobre a vacina HPV:

Com o início desta mega campanha nacional para vacinação contra o HPV de milhões de meninas indefesas entre 11 e 13 anos de idade em todo o Brasil, é necessário que as pessoas tenham acesso a todas as informações, prós e contras. E já que não tenho visto médicos brasileiros alertarem a população, vou ser obrigado a mais uma vez ter coragem de servir como alerta a vocês que me acompanham!

Apesar de ser uma vacina rodeada de suspeitas, mortes, efeitos adversos e muita controvérsia, o governo planeja vacinar ao menos 80% de todas as meninas entre 9 e 13 anos, e não está fornecendo aos pais uma real idéia dos riscos para que estes tomem uma decisão informada.

Aconselho que todos os que puderem ter acesso a estes posts, compartilhem com seus familiares e conhecidos, para que todos possam buscar informações e decidir com livre arbítrio se querem ou não, aceitam ou não esta “imposição”!

Vocês poderão ver os problemas da vacina contra o HPV na europa e nos EUA (aparentemente ignorado pelo governo brasileiro) e todos os detalhes, incluindo o gasto de dinheiro público de mais de 1 BILHÃO DE REAIS, gasto para comprar e injetar uma vacina extremamente controversa.

Não emitirei opinião própria, entretanto como “para bons entendedores meia palavra basta”, pelo menos insisto para que procurem no “Dr. Google” as palavras chave “VACINA HPV PERIGO ou EFEITOS” e façam seus próprios julgamentos, vejam a quantidade de vídeos de meninas espalhados pela internet, depoimentos e documentos “secretos“…

(FONTE: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=790067817689989&set=a.673196836043755.1073741826.554836787879761&type=1&theater)

Parte do texto extraído da íntegra do site do Dr. J Mercola!

Referências:

1. http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2012/11/13/hpv-vaccine-scrutiny.aspx

2. Courier Mail October 23, 2011

3. Archives of pediatrics & adolescent medicine January 2012;166(1):82-8

4. http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2012/01/24/hpv-vaccine-victim-sues-merck.aspx

5. http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2013/07/16/hpv-vaccine-effectiveness.aspx

6. http://www.noticiasnaturais.com/2014/03/estudo-de-vacinas-contra-o-hpv-revela-perigos-inevitaveis-de-doencas-auto-imunes/

7. http://www.greenmedinfo.com/blog/study-reveals-unavoidable-danger-hpv-vaccines

8. http://www.otempo.com.br/cidades/vacina-contra-hpv-causa-rea%C3%A7%C3%A3o-1.807531

9. http://www.news-medical.net/news/2008/11/12/32/Portuguese.aspx

10. http://www.noticiasnaturais.com/2014/03/estudo-de-vacinas-contra-o-hpv-revela-perigos-inevitaveis-de-doencas-auto-imunes/

Todo câncer pode ser curado em algumas semanas, explica o naturopata PhD – Dr. Leonard Coldwell.

003

Em 15 de março de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531-8423. Para tratamento expresso – envia emails para: juliocaleiro@hotmail.com

 Dr. Leonard Coldwell, médico naturopata – PhD, professor,  autor de 19 livros, curou sua própria mãe de hepatite C, cirrose hepática e câncer de fígado em estado terminais (com o prognóstico de seis meses de vida) há mais de 40 anos atrás. Dr. Coldwell tratou mais de 35.000 pacientes na Alemanha com câncer em fase terminal, com elevado índice de sucesso.

Como já informado nesta página em outra matéria, o câncer não se desenvolve em ambientes ricos em oxigênio. Além disso, o câncer só se desenvolve em ambientes ácidos. Logo, alcalinizar o corpo é o primeiro passo para o tratamento efetivo do câncer. Dr. Otto Warburg, o bioquímico renomado e ganhador do Prêmio Nobel, já  nos alertava com a hipótese de que as células cancerosas não podem crescer em um ambiente rico em oxigênio. Suas palestras revelavam que quando a oxidação falha e a fermentação é substituída pela energia de uma célula, o caminho para o câncer está aberto. Dr. Warburg disse que: “a principal causa do câncer é a substituição da respiração de oxigênio normal das células do corpo por uma respiração celular anaeróbio (sem oxigênio)”.

Assim como aplicada na terapia do Dr. Leonard Coldwell, o Dr. Hunninghake explica também o uso da vitamina C em altas doses para o tratamento do CÂNCER:

 Em nosso segundo ano Riodan IVC e Conferência de Câncer realizada há algumas semanas no Japão, tivemos o Dr. H. Chen, que foi o autor, junto com Mark Levine, sobre altas doses de vitamina C como fonte para criação de peróxido de hidrogênio no espaço extracelular que rodeiam as células tumorais. Pensa-se que seja o peróxido de hidrogênio, ou o efeito pró-oxidante da vitamina C que causa a propriedade anti-tumor. É também este mesmo efeito pró-oxidante que, de fato, ajuda o seu corpo a se livrar de doenças infecciosas.

Assista a entrevista do Dr. Leonard Coldwell abordando a cura do câncer em algumas semanas:

Referências:

http://mercola.fileburst.com/PDF/ExpertInterviewTranscripts/InterviewHunninghake-on-Vitamin-C.pdf

Não trate a sua sede com medicamentos!

copo-dagua

Em 13 de março de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Dr. Fereydoon Batmanghelidj, médico e pesquisador em gastroenterologia, apresenta 13 sintomas gerados pela desidratação crônica. Situações em que a simples e suficiente ingestão de água regularmente trataria sem qualquer medicação ou preveniria. Diz o médico:

A desidratação crônica (aquela não intencional) é origem da maioria das dores e doenças degenerativas no corpo humano. O corpo manifesta desidratação de todas as maneiras como nós, na medicina, inventamos doenças. A boca seca não é o melhor (ou o primeiro) sinal de desidratação e ficar a espera da sede está errado. Sede deve ser evitada. Quando o corpo não recebe a água e você tem dor, este é um sinal de desidratação. A boca pode não estar seca. Dor no corpo pode ser chamado de crise de água no corpo. Se você tem azia, seu corpo está lhe dizendo que falta água em seu trato gastrointestinal. Você teve uma refeição pesada, não havia água suficiente para liquefazer e quebrar a comida e ser absorvida, e com isso, sobrevém a dor.

O médico diz que o consumo regular de água irá:

a) Prevenir e reverter o envelhecimento prematuro
b) eliminar a dor, incluindo azia, dor nas costas, artrite, colite, angina e dores de cabeça (enxaqueca);

 

Dr. Batmanghelidj relaciona os seguintes sintomas da desidratação crônica, que seria totalmente revertido com ingestão de água:

  1. Fadiga e perda de energia: a desidratação dos tecidos provoca baixa atividade enzimática.
  2. Obstipação: quando os alimentos mastigados entram no cólon, é preciso muito líquido para permitir a formação adequadas de fezes. Na desidratação, o cólon leva muita água para outras partes do corpo.
  3. Distúrbios digestivos: na desidratação crônica, a secretação de sucos digestivos é menor.
  4. Anormalidade na pressão sanguínea: o volume de sangue no corpo não é suficiente para preencher completamente todo o conjunto de artérias, veias e capilares.
  5. Gastrite e úlceras do estômago: para proteger suas mucosas em serem destruídas pelo ácido digestivo, o estomago precisa produzir uma camada de muco. Para isso ser feito corretamente, é preciso água.
  6. Problemas respiratórios: as mucosas da região respiratória são ligeiramente úmidas para proteger o trato respiratório de substancias que podem estar presentes no ar inalado.
  7. desequilíbrio ácido-alcalino: desidratação ativa uma desaceleração enzimática produzindo acidificação.
  8. Excesso de peso e obesidade: podemos comer demais, por estarmos ansiando alimentos ricos em água. A sede muitas vezes é confundida com a fome.
  9. Eczema: seu corpo precisa de umidade suficiente para suar adequadamente, a quantidade necessária para diluir as toxinas com o fim de não agredir ou irritar a pele.
  10.  Colesterol: quando a desidratação provoca a retirada de líquido do interior das células, o corpo tenta impedir esta ação produzindo mais colesterol.
  11. Cistite e infecções urinárias: se as toxinas contidas na urina não são suficientemente diluídas, elas atacam as mucosas urinárias.
  12.  Reumatismo: desidratação aumenta de forma anormal a concentração de toxinas no sangue e fluídos celulares, e as dores aumentam na mesma proporção do aumento de toxinas.
  13. Envelhecimento precoce: o corpo de um recém-nascido é composto de 80% de líquido, mas esse percentual cai para não mais do que 70% em um adulta, e continua a diminuir com o a idade.

 Você não está doente, você está com sede. Não trate a sede com medicamentos.- Dr. F. Batmanghelid

Considerando que somos por volta de 70% de água (uma criança é 80% de água), e assim como o médico homeopata e ortomolecular, Dr. Ícaro Alvares Alcântara, autor do livro “Qualidade de Vida”, recomendo o consumo de um copo de água a cada hora. 

Qual a quantidade de água que você ingeriu hoje? Será que está com desidratação crônica?

Sobre a qualidade da água a ser ingerida, sugiro que assistam a entrevista do médico brasileiro Dr. Marco Marcondes:

 Referências

  1. TREATMENT ESSENCIALS, Practicing Natural Allopathic Medicine, Dr. Mark Sircus
  2. http://www.watercure.com/
  3. http://icaro.med.br/livros/qualidadedevida.pdf
  4. http://www.naturalscience.org/fileadmin/portabledocuments/report_water_en.pdf
  5.  

    https://www.sciencebasedmedicine.org/the-water-cure-another-example-of-self-deception-and-the-lone-genius/