Início » EMAGRECIMENTO, NUTRICÃO ESPORTIVA E SUPLEMENTAÇÃO

EMAGRECIMENTO, NUTRICÃO ESPORTIVA E SUPLEMENTAÇÃO

By Dr. Júlio Caleiro – Fone do consultório: 35-3558-1919.

SAIBA PORQUE O WHEY PROTEIN ISOLADO NÃO É RECOMENDADO!

Sabe-se que há três formas de Whey Protein: isolado, concentrado e hidrolisado. O Whey Protein ISOLADO é derivado de leite pasteurizado e processado em calor e recebe tratamento ácido. Passa por um processo que remove a gordura, que, por sua vez remove alguns dos componentes mais importantes de suas propriedades imunológicas, como fosfolipídios, fosfatidilserina, CLA e minerais alcalinizantes. Todas as imunoglobulinas IgG, que são uma excelente fonte de glutamina e glutamilcisteína, que também estão ligados ao glóbulo de gordura são perdidas no processamento.

Assim, esse processamento os torna deficientes e excessivamente acidificantes. EM RAZÃO DISSO, WHEY PROTEIN ISOLADO PODE CAUSAR UM SÉRIO RISCO À SAÚDE À LONGO PRAZO. Se cronicamente consumido em grandes quantidades sem alimentos alcalinizantes, pode acidificar o corpo e com o tempo pode levar a acidose metabólica com conseqüências que incluem a perda de tecido muscular e ósseo, e aumento à vulnerabilidade a doença degenerativa, e de cânceres, já que as células cancerosas se desenvolvem regularmente em meios ácidos, com menos oxigênio.

Ademais, o corpo não tem a capacidade de assimilar eficazmente e corretamente proteína na forma isolada. Para ser mais claro: se você possuir conhecimentos de bioquímica estará familiarizado com isômeros ópticos. As proteínas nos alimentos e no nosso corpo estão na forma “L”, Levógiro, e o processamento usado para produzir o soro de leite na forma ISOLADA produz isômeros prejudiciais na forma “D”, ‘dextrógira’, que NÃO estão projetados para estarem em nosso corpo. O depósito dessas proteínas “D” no osso, cérebro e músculos está associado ao envelhecimento precoce, doença de Alzheimer e de Parkinson.

Assim como é indicado evitar-se de gordura trans deve ser evitado, também, o Whey Protein isolado, pois contém proteínas pútridas (a partir do queijo ácido) em que alguns especialistas consideram que trazem mais prejuízos que a própria gordura trans. Logo, pelas razões expostas, o Whey Protein Isolado não é uma boa escolha àqueles que pretendem um corpo saudável.

Referências:

1. American Journal of Clinical Nutrition May 2011; 93(5): 997-1005
2. http://fitness.mercola.com/sites/fitness/archive/2011/05/11/whey-protein-shown-superior-to-other-milk-proteins-for-building-muscle.aspx
3. http://fitness.mercola.com/sites/fitness/archive/2012/07/20/whey-protein-on-resistance-exercise.aspx
4. http://mercola.fileburst.com/PDF/ExpertInterviewTranscripts/InterviewOri-on-Whey-Protein.pdf
5. Alkalize or Die, autor Dr. Theodore A. Baroody.
6. The prime cause and prevention of cancer, Dr. Otto Heinrich Warburg.
7. http://www.bibliotecapleyades.net/salud/salud_defeatcancer67.htm

______________________________________________________________________

By Dr. Júlio Caleiro

PHOLIA NEGRA tem eficácia similar à da SIBUTRAMINA, comprova USP

A Pholia negra ficou famosa há dois anos por ajudar a vencer a gordura teimosa ao redor da cintura. Produzida com um extrato de plantas do gênero Ilex Paraguariensis, seus efeitos foram recentemente comparados ao da SIBUTRAMINA, remédio usado para controlar o apetite e proibido pela ANVISA por agir no sistema nervoso central. O teste em ratos foi realizado pelo Departamento de Veterinária e Zootecnia da USP. As cobaias alimentadas com ração e pholia negra tiveram uma perda de 10% do sobrepeso em 30 dias, resultado similar ao produzido pela sibutramina. “A vantagem do suplemento é não apresentar riscos de toxidade”, diz a farmacêutica bioquímica Joseth Gimenes, de São Paulo. Em humanos, é possível esperar uma perda de 02 quilos por mês.

Referências:
1. Bernardi, M.M.; Spinosa, H.S; Ricci, E.L; Reis-Silva, M; Silva, A.C., Dalmolin, D.P. Departamento de Patologia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo. Relatório de Pesquisa, Julho de 2011

2. Pedroso, G.L.; Mendes, R.H.; Persch, K.; Jahn, M.P.; Kucharski, L.C.2010. Efeito do extrato aquoso de Ilex paraguariensis sobre o metabolismo de ratos machos. Rev HCP., 30: 241-246

3. Revista Boa Forma, editora Abril, edição 315, fevereiro/2013.

4. http://www.portalemforma.com.br/emagrecimento/pholianegra-tem-eficacia-similar-a-da-sibutramina-comprova-usp/9867

_____________________________________________________________________________________
Astaxantina reduz fadiga causada por exercício e reduz substancialmente o acúmulo de gordura!

By. Dr. Júlio Caleiro

Pesquisadores japoneses verificaram que ratos suplementados com o potente antioxidante natural, astaxantina, queimaram os ácidos graxos como fonte de energia de maneira mais eficiente, e foram capazes de exercitar muito mais tempo, e ainda, diminuíram substancialmente o acúmulo de GORDURA em comparação aos ratos que não receberam o componente.

Pesquisas anteriores mostraram que a astaxantina reduz o dano oxidativo de exercício extenuante nos músculos esqueléticos e no coração. Outra pesquisa também informa que a astaxantina pode melhorar a saúde cardiovascular e prevenir o câncer, entre outros benefícios.

Produzido por certas algas marinhas, a astaxantina é um antioxidante mais potente do que outros carotenóides, tais como beta-caroteno.

Referências:
1. Ikeuchi M, Koyama T, Takahashi J, Yazawa K. Effects of astaxanthin supplementation on exercise-induced fatigue in mice. Biol Pharm Bull. 2006 Oct;29(10):2106-10.
2. Aoi W, Naito Y, Sakuma K, et al. Astaxanthin limits exercise-induced skeletal and cardiac muscle damage in mice. Antioxid Redox Signal. 2003 Feb;5(1):139-44.
3. Higuera-Ciapara I, Felix-Valenzuela L, Goycoolea FM, et al. Astaxanthin: a review of its chemistry and applications. Crit Rev Food Sci Nutr. 2006;46(2):185-96.
4. Hussein G, Sankawa U, Goto H, Matsumoto K, Watanabe H. Astaxanthin, a carotenoid with potential in human health and nutrition. J Nat Prod. 2006 Mar;69(3):443-9.

__________________________________________________________________________________

EMAGRECIMENTO

By, Dr. Júlio Caleiro

Piceatannol combate o acúmulo de gordura corporal

Pesquisadores da Universidade de Purdue testaram a capacidade de um composto conhecido como piceatannol, o qual é responsável pela prevenção da formação de células adiposas maduras, bloqueando as vias necessárias para o seu crescimento. Piceatannol é um análogo químico do resveratrol, composto encontrado nas uvas e nas frutas vermelhas, responsável pela prevenção de doenças cardiovasculares, neurodegenerativas e câncer. Resveratrol é convertido em piceatannol em humanos após o seu consumo.

A pesquisa publicada no Journal of Biological Chemistry testou piceatannol em pré-adipócitos (células de gorduras imaturas). Por um período de 10 dias ou mais, essas células passam por vários estágios antes de atingir a maturidade. São células precursoras que ainda não acumularam lipídeos, mas tem o potencial de se tornarem adipócitos (células que armazenam gorduras). Segundo o autor do estudo, Kee-Hong Kim, esse processo no qual as células de gorduras na fase inicial tornam-se células adiposas maduras, conhecida como adipogênese, é um importante alvo molecular para retardar ou evitar o acúmulo de adipócitos e evitar, provavelmente, o ganho de gordura corporal.

Kim e sua equipe descobriram que o piceatannol se liga aos receptores de insulina dos pré-adipócitos durante a fase inicial da adipogênese, bloqueando a capacidade da insulina de controlar ciclos celulares e ativar genes necessários para as fases posteriores da formação de células de gordura. Piceatannol altera o tempo de expressão dos genes, funções gênicas e a ação da insulina durante a adipogênese.

Esse estudo revelou uma função antiadipogênica do piceatannol e destaca os receptores e a sinalização de insulina como novos alvos para a prevenção e tratamento da obesidade.

Referência:

1. Kwon, J.Y., Seo, S.G., Heo, Y.S., Yue, S., Cheng, J.X., Lee, K.W., Kim, K.H. Piceatannol, a natural polyphenolic stilbene, inhibits adipogenesis via modulation of mitoticclonal expansion and insulin
receptor-dependent insulin signaling in the early phase of differentiation. J Biol Chem. 2012 Jan 31.

2. http://www.lef.org/newsletter/2012/0410_Grape-Compound-May-Block-the-Formation-of-Fat-Cells.htm

__________________________________________________________________________

Image

Leptina é um hormônio produzido nas células gordurosas para regular o apetite. Já a insulina é um hormônio produzido no pâncreas, permitindo que outras células possa absorver a glicose para  formação de energia. Se seu corpo produz muita insulina, indica que o indivíduo possui intolerância à glicose , levando a uma condição chamada diabetes tipo 2. O Excesso da produção de leptina pode causar ganho de peso.

Significado: Níveis de insulina são determinadas pela leptina. A Leptina também controla níveis dos hormônios da tireóide t3, t4, temperatura corporal, o acúmulo de gordura no abdômen e a capacidade de queimar essa gordura.

Efeitos

A Inflamação desempenha um papel na progressão do diabetes. Entretanto a Leptina controla a produção de substâncias inflamatórias potentes de nossas células de gordura desencadeando uma inflamação generalisada. A obesidade tem sido associada com a causa do diabetes tipo 2, mas o motivo não era totalmente conhecido; Uma pesquisa recente sobre efeitos inflamatórios da leptina no corpo levaram os cientistas a sugerir que leptina pode ser o elo perdido.

Resistência de leptina

A Leptina “diz” para sua gordura onde ir; Portanto se seu corpo é resistente à leptina, sua gordura se acumulará em sua barriga, dando-lhe a “forma de maçã” que está ligada ao diabetes 1 e 2; uma outra condição é a esteatose hepática onde a condição clínica é o acúmulo de gordura no fígado, prejudicando a capacidade do fígado de controlar a função de insulina saudável.

Importância da leptina

A Leptina controla a parte do cérebro também e que regula as hormonas da tiróide. Ela afeta o sistema nervoso, pressão arterial, resposta ao estresse adrenal, níveis de cortisol, evita em níveis saudáveis evita a osteoporose e diabetes.

Resumo

A secreção de leptina normal depois de uma refeição irá suprimir a fome, queimar gordura e reduzir a gordura acumuladas. No entanto, se você é resistentes à leptina, essa mensagem pode não chegar ao cérebro e se limita a níveis baixos de leptina. Conseqüentemente, você continuará permanecer com fome e armazenar gorduras (ao invés de queimar). Além disso, seu nível de açúcar será elevado, e irá aumentar a resistência à insulina.

Solução

Criar uma sensibilidade de leptina PARA melhorar os níveis de insulina e a capacidade do cérebro de “ouvir” o que seu corpo precisa, e o que não precisa! Seu cérebro vai controlar o armazenamento de gorduras e usá-las quando induzir a queima por restrição calórica. Uma dieta de gorduras boas e nivelamento de açúcar vindo dos alimentos irá melhorar os níveis de insulina e leptina, a sensibilidade e síntese de hormônios.

JÚLIO CALEIRO-

 

Image

 

 

10 principais informações para FISIOCULTURISTAS

By; Dr. Júlio Caleiro

Não importa a sua genética ou os objetivos que você definiu para si mesmo, você precisa seguir as regras de nutrição bodybuilding se seu treinamento é rídigo!

Com certeza a nutrição pode ser um assunto complicado – tais como: carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, para não mencionar tipo refeição, creatina,  prateleiras e prateleiras suplementos exóticos pode fazer bagunçar a sua cabeça.

Pare de vacilar. Vou mencionar algumas regras de nutrição para ajudar a guiá-lo através “de campo minado”   relacionadas à alimentação e suplementos. Este artigo abrangente de técnicas alimentação será fácil de você seguir para uma estratégia avançada que passareo para asua precisão e eficiência. Se você quer aumentar a massa, começar rasgando e definindo ou simplesmente manter seu peso, você vai encontrar as respostas aqui comigo.

Nas próximas semanas colocarei 10  dicas nutricionais para fazer o máximo proveito do seu treino e outros componentes importantes para seu treino de musculação.

1 – Sobre a o exagero de PROTEÍNAS

Recomendo aos bodybuilders tomar  pelo menos uma grama de proteína por quilo de peso corporal por dia. As necessidades de proteína para culturistas individuais podem variar, mas esse mínimo garante quantidades suficientes  para construir músculos. Se o seu peso corporal é baixo ou se as suas necessidades calóricas para a manutenção de peso corporal são altas, então você pode precisar de proteína ainda a mais do que os fisiculturistas normal.

2 – NÃO a overdose em proteínas!

Alguns bodybuilders e profissionais desenvolveram uma mentalidade que quantidades excessivas de proteínas são melhores. Se você está comendo mais do que 2 g de proteína por quilo de peso corporal por dia, então provavelmente você está consumindo mais proteína do que seu corpo pode usar para a construção muscular. Excesso de proteína será simplesmente quebradas e queimadas como energia (ou armazenado como gordura corporal). A proteína é difícil para o seu corpo a quebrar porque é uma molécula complexa, por isso é uma fonte ineficiente de energia. Manter o consumo de proteína em alta, mas não exagere! Confie em outros alimentos para musculação incluindo carboidratos, para manter o peso durante as fases de crescimento e ver o resultado no espelho da definição e muscular.

3- TOME SUPLEMENTAÇÃO DE CARBOIDRATOS.

Seu corpo pode usar proteínas, carboidratos e gorduras para a energia, mas quando você está treinando duro, utiliza preferencialmente carboidratos. Basicamente, os carboidratos são cadeias de moléculas de glicose, e o corpo pode facilmente absorver o açúcar em energia. Uma dose adquada de carboidratos torna mais fácil para o seu corpo para alimentar-se, poupando proteínas e gorduras para utilizações mais específicas.

4 -Enfatiza carboidratos complexos

Hidratos de carbono complexos são construídos de longas cadeias de açúcares. Estes tipos de carboidratos são digeridos facilmente, mas eles tem uma queima lenta porque o corpo tem que quebrá-los para usá-los. Os carboidratos complexos são um combustível mais duradouro do que os carboidratos simples, há menos chance de ser armazenado como gordura corporal. Durante uma fase de construção de massa, se esforçam para levar em 3 g de carboidratos por quilo de peso corporal por dia, elaborado principalmente a partir de fontes complexas, como legumes, massas, batatas, arroz, inhame e aveia. Durante as fases de corte, reduzir o consumo de carboidrato total, contando mais fortemente os de queima lenta que carboidratos complexos, incluindo arroz integral, inhame e aveia.

5 – Carboidratos simples

Exceto após os treinos, um fisiculturista deve minimizar o consumo de calorias de carboidratos simples (açúcar). Carboidratos simples pode ser rapidamente absorvida, especialmente em líquidos com pouca ou nenhuma gordura ou alimentos sólidos para abrandar a sua passagem através do trato gastrointestinal. Quantidades significativas de carboidratos simples proporcionam a liberação de insulina, e que é desejado depois de um treino, mas não em outras vezes, porque pode estimular o organismo a armazenar esses açúcares como gordura corporal. Os alimentos que são ricos em açúcar estão entre os piores para bodybuilders que procuram manter a gordura corporal baixa.

6- LIMITE gordura saturada e evite as gorduras TRANSATURADAS ( TRANS)

Excessos desses dois tipos de gordura aumentam o risco de coração e outros problemas de saúde, e eles também podem minar os esforços da musculação. As gorduras trans são comumente encontrados em alimentos processados, como bolachas, biscoitos e outros produtos de panificação. As gorduras saturadas são prevalentes em menor qualidade (fattier) nos cortes de carnes. Mas algumas gorduras saturadas tais como os TCM ( TRIGLICÉRIDEOS DE CADEIA MÉDIA), podem potencializar o treino, além de aumentar a oxidação lipídica diária e durante a musculação. O óleo de coco Extra Virgem é uma fonte segura e benéfica.

7 Consumir gorduras SAUDÁVEIS

Os alimentos que contêm gorduras insaturadas, particularmente monoinsaturados, são excelentes para fisiculturistas. Não tenha a noção de que uma dieta de musculação deve ser baixo teor de gordura – que só deve ser baixa em gorduras saturadas e trans. Omega-3 os ácidos graxos, encontrados em peixes e óleos de linhaça, são importantes para criar um ambiente favorável hormonal para a construção de tecido muscular. Outras gorduras insaturadas, como os encontrados em azeitona, abacate, nozes, sementes e óleos de oliva, também fornecem bodybuilders com inúmeras vantagens de fortalecimento muscular. Devem representar 15-20% de sua dieta diária. O óleo de canola é contra indicado.

8 -CALORIAS

Ao preparar uma dieta de fisiculturismo, macronutrientes são muitas vezes divididas em porcentagens. Por exemplo, uma recomendação dietética off-season poderia ser a de obter por volta 50% de calorias provenientes de carboidratos, 30% de proteínas e 20% de gorduras. Para fazer isso exatamente, você tem que ter uma informação valiosa: Cada grama de carboidratos tem aproximadamente quatro calorias, cada grama de proteína tem quatro calorias e cada grama de gordura tem nove calorias. Este diferencial de calorias deve fazer parte para todos os fisiculturistas, mesmo aqueles que não estão em uma dieta de baixo teor de gordura, precisa prestar atenção às calorias de gordura, bem como aos carboidratos e proteínas.

9- Beba pelo menos um galão 2.6 lit de água por dia

Ingestão de água constante mantém os nutrientes que se deslocam na corrente sanguínea e nas células musculares. A água também é uma fonte importante de muitos minerais, e use água com o PH acima de 7, para manter a neutralidade sanguínea e evitar que o sangue fique ácido. Mas não beba de uma vez em uma sessão – distribua ao longo do dia, e começe a tomar água 3 horas antes do treino numa quantidade um pouco maior. Isto é mais importante ainda para bodybuilders que estão sob dietas ricas em proteínas, bem como aqueles que utilizam creatina, queimadores de gordura ou outros suplementos que afectam a hidratação. A água é a essência da vida, e sua importância para fisiculturistas não pode ser negligenciado. Beber um litro de água com as principais refeições e tentar ultrapassar a recomendação da distribuição, não exagere durante as princiapais refeições.

A água é essencial para a saúde geral, bem como para o crescimento muscular. Manter o corpo bem hidratado geram benefícios e melhora degradação de proteínas para a digestão.

10 -COMA FIBRAS

A maioria dos alimentos musculação são notoriamente pobre em fibras, no entanto, fisiculturistas precisam de muita fibra para fazer ganhos ideais. Bodybuilders deve obter o máximo de sua fibra dietética ATRAVÉS de carboidratos complexos, frutas e legumes. Esforce-se para tomar em 30 g de fibras por dia, e ainda mais quando você está em uma dieta de alto teor calórico. Se a sua dieta não fornece esse valor, então considere a suplementação diária com um produto de fibra.

JÚLIO CALEIRO


4 Comentários

  1. Primo,cada vez mais as pessoas estão fazendo loucuras com suplementos,tomando sem saber a quantia.Que acabem fazendo um processo de acumulo de gordura.E com estudos sabemos que tudo tem a quantidade e a hora de ingerir.Mas as pessoas querem tudo de um dia para o outro e acabam fazendo loucuras.Parabens e obrigado por aprender com vc,algo muito importante que hoje usamos no dia dia.abraços….!!

  2. Josué disse:

    Parabéns, muitas informações valiosas e expostas de uma forma realista, afinal não há mágica.

  3. Mario Lopes disse:

    Informações preciosas não só para pessoas ativas ms para conhecimento geral,,, e fora impirismo,,,,,, PARABÉNS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: