Início » EVIDÊNCIAS

Arquivo da categoria: EVIDÊNCIAS

PACIENTE RELATA MELHORAS COM O TRATAMENTO PARA E.L.A

Depoimento de um paciente onde ele relata melhora com o tratamento para ELA, e estabilização da doença.

PARA RECEBER TRATAMENTO E ATENDIMENTO ENTRE EM CONTATO NO WATSAPP – 35 9 8835 4802

Publicado em 21 de Janeiro de 2020 – São Sebastião do Paraíso.

By, Dr Júlio Caleiro

TRATAMENTO DA E.L.A COM USO DO NAD.

By, Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 16 de Janeiro de 2020.

PARA RECEBER ATENDIMENTO E TRATAMENTO –

WATSAPP 35 9 8835 4802wats

 EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com

A esclerose lateral amiotrófica ( ELA ) é causada pela degeneração progressiva dos neurônios motores da medula espinhal, do tronco encefálico e do córtex motor. Até o momento, ainda há falta de medicamentos eficazes. O dinucleotídeo de nicotinamida e adenina (NAD) participa de reações redox e da via de sinalização dependente de NAD. O declínio da NAD no organismo está relacionado a muitas doenças neurológicas, levando ao acúmulo de proteína neurotóxica no sistema nervoso central. Além disso, a suplementação com NADH mostra promover a manutenção do pool de células-tronco neurais / células precursoras neuronais (NSCs / NPCs). Mecanismos reguladores e funções do metabolismo do NAD na ELA ainda são desconhecidos. Assim, hipotetizamos a agregação da proteína que se torna tóxica SOD1 em pacientes de ELA e o destino das NSCs / NPCs na ELA. A doença pôde ser melhorada pela administração de nicotinamida ribosídeo (NR), um precursor de NAD. Neste estudo, tratamos da ELA DO tipo selvagem SOD1 G93A, pela administração oral de NADH* POR 50 DIAS. Os efeitos da NR no peso corporal, na função motora, no início e na sobrevida foram avaliados durante o experimento. A expressão da proteína SOD1 mutante, resposta mitocondrial desdobrada da proteína (UPR mt) proteínas relacionadas, marcadores de mitofagia e proteínas relacionadas ao metabolismo de NAD, foram detectados por imunotransferência. Os efeitos de nas NSCs / NPCs em nichos neurogênicos do cérebro foram identificados pela coloração por imunofluorescência. Nossa investigação elucidou que o tratamento com NAD exibiu melhor resistência. Além disso, observamos que a reposição de NR promoveu a eliminação da proteína neurotóxica mitocondrial SOD1 MUTADA. Enquanto isso, a via da função mitocondrial foi interrompida no cérebro de SOD1. Finalmente, descobrimos que os níveis de proteína relacionada A PROTEÇÃO contra ELA aumentaram significativamente no cérebro de camundongos SOD1 G93A após o tratamento com NR. Em resumo, esses achados revelam que a administração de NR ativa a sinalização UPR mt , modula a proteostase mitocondrial e melhora a neurogênese adulta no cérebro de camundongos SOD1 G93A.

————————————-

REFERÊNCIA:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6949147/

Assista a “5G e os Seres Vivos – parte II” no YouTube

Assista a “5G e os Seres Vivos!” no YouTube

Assista a “REMÉDIO PARA COLESTEROL CAUSA DIABETES” no YouTube

Assista a “DESINFLAME O SEU CORPO E TRATE DOENÇAS COM A MELATONINA” no YouTube

Assista a “Abobrinha trata doenças!” no YouTube