Início » Posts etiquetados como 'mama'

Arquivo da tag: mama

MELHORES TRATAMENTOS ALTERNATIVOS DO MUNDO!

WWW.NUTRICAOBRASIL.ME

Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista

 

Para receber atendimento ou tratamento entre em contato:

WATSAPP 35 9 8835 4802wats    –  EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com

 

Uso prolongado de hormônios da tireoide aumenta em 200% o risco de câncer de mama, diz estudo.

Em 16 de agosto de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

cancer-de-mama

 

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

 

By, Júlio Caleiro – Nutricionsita

“Há uma associação entre o uso em longo prazo de hormônios da tireoide e câncer de mama. Um estudo verificou um aumento de 200% do risco de câncer de mama em mulheres que tomam hormônio da tireoide por pelo menos 15 anos, em comparação com mulheres que não tomam hormônios da tireoide. Como isso é possível? A resposta é simples: o aumento do risco de câncer de mama em mulheres que usam hormônios da tireoide é devido à deficiência de iodo. Se a maioria das mulheres estavam deficientes de iodo, e em seguida, tomam hormônios da tireoide, este tratamento está errado! A suplementação de hormônios da tireoide aumentam as necessidades metabólicas do corpo, e portanto, aumenta a necessidade do corpo por iodo. Se alguém que é deficiente de iodo e lhe é receitado hormônio da tireoide, o uso de hormônios irá agravar o problema por deficiência de iodo. Como já afirmei em meus livros e boletins, eu acredito que a deficiência de iodo pode ser responsável entre um a cada sete mulheres americanas que estão sofrendo com câncer de mama.

Qual é a solução? Se lhe for prescrito hormônio da tireoide, verifique seus níveis de iodo. Se estiver deficiente de iodo, tome iodo simultaneamente com o hormônio da tireoide. O iodo é necessário para o tecido mamário manter sua arquietetura normal, livre de cistos, nódulos e câncer.”

*Dr. David Brownsteinmédico norte-americano, autor do livro ‘Iodine: Why You Need It, Why You Can’t Live Without It’ (Iodo: por que você precisa e por que não pode viver sem), é graduado pela Universidade de Michigan e Wayne State University School of Medicine. É professor clínico de Medicina da Wayne State University School of Medicine. É membro da Academia de Médicos de Família, da Academia Americana de Medicina Preventiva e da Sociedade de Acupuntura de Michigan e da Academia Americana de Acupuntura Médica.

Referência científica:

JAMA. 9.6.1976. Vol. 236, N. 10. 1124

Fonte:

http://blog.drbrownstein.com/taking-thyroid-hormone-increases-breast-cancer-risk-by-200/

“A causa mais comum de cistos nos seios ou doença fibrocística da mama é a deficiência de iodo”, diz o médico Dr. David Brownstein.

mama

Em 03 de novembro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531 8423. São Seb. Paraíso-MG.

Dr. David Brownsteinmédico norte-americano, autor do livro ‘Iodine: Why You Need It, Why You Can’t Live Without It’ (Iodo: por que você precisa e por que não pode viver sem), é graduado pela Universidade de Michigan e Wayne State University School of Medicine. É professor clínico de Medicina da Wayne State University School of Medicine. É membro da Academia de Médicos de Família, da Academia Americana de Medicina Preventiva e da Sociedade de Acupuntura de Michigan e da Academia Americana de Acupuntura Médica.

Sobre o IODO, este médico e professor de medicina ensina que:

 A ligação entre a deficiência de iodo e cistos nos seios tem sido escrito por mais de 70 anos. Sempre que vejo alguém com cistos no tecido glandular, incluindo, tireóide, ovários, útero, seios e próstata, investigo sobre a sua suficiência de iodo. Minha experiência tem demonstrado que a doença de cisto nos seios geralmente não é tão difícil de tratar, uma vez que os níveis de iodo sejam otimizados no paciente. Iodo concentra-se em todo o tecido glandular, incluindo os tecidos mencionados acima. O trabalho principal do iodo é manter a arquitetura normal do tecido glandular. O primeiro sinal da deficiência de iodo é a formação cística no tecido glandular. Se a deficiência de iodo permanece, os cistos tornam-se difíceis e criam nódulos. Ao longo do tempo, o tecido é submetido a hiperplasia glandular. Isto conduz para a última etapa, que a formação de câncer. Esta é a má notícia. A boa notícia é que a suplementação de iodo tem sido demonstrado para impedir essa progressão e, em muitos pacientes, em revertê-la. Raramente, vi a terapia com iodo não conseguir tratar eficazmente a doença fibrocística da mama.”

Referência:

http://blog.drbrownstein.com/iodione-and-fibrocystic-breasts/

“É negligência não otimizar os níveis de vitamina D no tratamento de alguém com câncer”, diz o médico Dr. Joseph Mercola

cancer-de-mama03

Em 20 de outubro de 2013, por Dr. Julio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Dra. Cristine Horner, médica cirurgiã, a qual perdeu a própria mãe por vítima de câncer, é bastante familiarizada com esta patologia. Realizou inúmeras cirurgias reconstrutivas de mama em mulheres que tinham tido mastectomias totais devidos ao câncer de mama, e com isso, realizou várias pesquisas que culminou na criação do livro “Waking the Warrior Goddess: Programa do Dr. Christine Horner de proteger e combater o câncer de mama. Este livro contém todas as abordagens naturais e pesquisas comprovadas para proteger contra e tratamento do câncer de mama.

De acordo com estimativas da American Cancer Society, cerca de 232.300 mulheres serão diagnosticadas com câncer de mama em 2013, e cerca de 39.600 morrerão da doença. São números arrasadores e assustadores!

O médico Dr. Joseph Mercola diz: “Quando se trata de câncer de mama, é importante entender que a obtenção de exames regulares de mamografia não vai impedir nada. Na verdade, a mamografia, que emprega radiação, pode aumentar o risco já que a própria radiação ionizante causa câncer.”

A simples otimização dos níveis da vitamina D3 no corpo, já previne o câncer de mama em 77%, conforme estudo científico.

A Dra. Cristiane Horner diz: “Um estudo europeu publicado em 2012 descobriu que, quando aqueles que têm predisposição genética para câncer de mama (BRCA1 ou BRCA2 gene) passam a ser expostos a qualquer radiação de diagnóstico antes dos trinta anos, o risco de câncer de mama aumenta em 90% (noventa por cento)”.

Dr. Mercola informa ainda que: “apesar do nome, a vitamina D é realmente um poderoso neuro–regulador esteróide com influência epigenética ao longo de mais de 2.000 genes no corpo. Isso é cerca de 10 por cento de todos os seus genes. Há mais de 830 estudos científicos que mostram a eficácia da vitamina D no tratamento de câncer, e, pessoalmente, acredito que é praticamente negligência não otimizar os níveis de vitamina D no tratamento de alguém com câncer.”

Para mais detalhes sobre o câncer de mama, sua prevenção e diagnóstico seguro, sugiro a leitura das matérias abaixo:

https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/03/20/prevencao-ao-cancer-de-mama-evitem-mamografias-periodicas/

Referências

Como se prevenir eficazmente ao câncer de mama?

cancermamagde1

Em 04 de outubro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone: (35) 3531-8423. São Sebastião do Paraíso-MG.

Outubro é o mês da consciência do câncer de mama, uma campanha anual projetado para a conscientização sobre a doença. Sobre esta grave doença, o médico norte-americano e pesquisador da ‘Life-Extension’  Dr. Michael Smith informa o seguinte:

“até o momento, sabemos que a manutenção de um peso saudável, exercício e evitando o álcool são boas maneiras de proteção [ao câncer de mama]. Mas existem outras medidas de proteção que podem ser tomadas? Há certamente. Na verdade, a nova pesquisa sugere que BAIXOS NÍVEIS DE VITAMINA D pode realmente aumentar o risco de câncer de mama. Assim, otimizar o seu nível sanguíneo de vitamina D deve ser uma prioridade, se o seu objetivo é prevenir o câncer de mama e viver uma vida longa e saudável.”

Sabe-se, ainda, que conforme estudo científico: Vitamina D3 reduz o risco de câncer de mama em 77%! (Am J Clin Nutr. 2007 Jun;85(6):1586-91.). Em contrapartida, o médico Dr. Victor Sorrentino informa o seguinte:

Mulheres com deficiência de Vitamina D apresentam risco aumentado em 253% de desenvolvimento do câncer colorretal. – Clin J Am Soc Nephrol. 2008 Jun 11″.

Sabe-se, ainda, que muitas mulheres realizam a prevenção ao câncer de mama por meio de mamografias periódicas. Todavia, Dr. Wilson Rondó, médico especialista em cirurgia vascular, medicina ortomolecular e terapias antioxidantes (The Robert W. Bradford Institute Califórnia – U.S.A.) informa o seguinte:

Mas, por que a mamografia de rotina seria antiética? A mamografia expõe o seu corpo a uma radiação que pode ser mil vezes maior do que a exposição ao RaioX de tórax, o que aumenta a probabilidade do desenvolvimento de câncer. Além disso, na mamografia a leve compressão nos seios, muitas vezes dolorosa para a maioria das mulheres, pode espalhar células cancerosas. Segundo o Dr. Samuel Epstein, um dos tops experts em câncer, “os seios da mulher na premenopausa são altamente sensíveis à radiação. A cada 1 rad de aumento de exposição aumenta-se o risco de câncer de seio em cerca de 1%, o que cumulativamente promove 10% de aumento de risco de câncer de mama a cada década de avaliação”.

O médico Dr. Victor Sorrentino informa também:

E agora lhes pergunto: fazer exames periódicos e tentar detectar precocemente se você está ou não com câncer, adianta alguma coisa no sentido da prevenção, ou seja, de não desenvolver câncer? Isto é que a medicina chama de prevenção?
 
Queridos amigos, prevenção não é diagnóstico precoce, isto é prevenção da morte pelo câncer, pois aqui sim está uma ótima forma de se prevenir de fato a EXISTÊNCIA de câncer de mama e de intestino, que é fazendo suplementação de vitamina D.

“A vitamina D, entre outros, é o melhor anti-câncer que conheço.” (Dr. Lair Ribeiro, médico nutrólogo e cardiologista PhD)

Referências:

  1. http://blog.lef.org/2013/09/low-vitamin-d-increases-breast-cancer.html
  2. youtube.com/watch?v=BS1ZuAcGmrg
  3. http://www.youtube.com/watch?v=AXz8B4p6_B0
  4.  Lappe JM, Travers-Gustafson D, Davies KM, Recker RR, Heaney RP. Vitamin D and calcium supplementation reduces cancer risk: results of a randomized trial. Am J Clin Nutr. 2007 Jun;85(6):1586-91
  5. http://www.blogdodrvictorsorrentino.com/2012/03/esta-e-capsula-que-poderia-estar.html
  6. http://www.drrondo.com/sera-mesmo-a-mamografia-um-beneficio-para-a-sua-saude-desconfie/