Início » Posts etiquetados como 'cérebro'

Arquivo da tag: cérebro

MELHORES TRATAMENTOS ALTERNATIVOS DO MUNDO!

WWW.NUTRICAOBRASIL.ME

Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista

 

Para receber atendimento ou tratamento entre em contato:

WATSAPP 35 9 8835 4802wats    –  EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com

 

Cromo pode rejuvenescer o cérebro!

esclerose-500x261

Em 06 de fevereiro de 2015, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

 

Para receber atendimento ou tratamento entre em contato:  

WATSAPP 35 9 8835 4802wats

 EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com


 

By, Júlio Caleiro

Alguns anos atrás, um cientista afirmou que o envelhecimento está associado com a diminuição da atividade da insulina no cérebro. Essa tese, inclusive, está em sintonia com a nova teoria sobre a doença de Alzheimer, que pode ser considerada como uma forma de diabetes, o diabetes tipo 3.

Assim, nesta hipótese pressupõe-se que melhorando a eficácia da insulina, o hipotálamo, um importante centro de controle do cérebro, deve permanecer mais funcionalmente jovem. Foi verificado que a suplementação de cromo poderia muito bem rejuvenescer o hipotálamo dos indivíduos mais velhos. – Med Hypotheses. 1994 Oct;43(4):253-65.

Mais recentemente, outros pesquisadores verificaram que o cromo pode ter um efeito antidepressivo. Cientistas da Universidade de Oxford (Inglaterra) demonstraram em animais de laboratório que a suplementação de cromo aumenta a atividade de neurotransmissores associados ao controle do humor. Concluíram os investigadores que o cromo facilita o transporte de determianados aminoácidos dentro do cérebro e do sistema nervoso central. – Pharmacopsychiatry. 2003 Sep;36(5):176-80.

Das diversas formas de cromo existentes sugiro a Polinicotinato de cromo (cromo ligado à niacina), que é a forma ligada a uma maior longevidade/expectativa de vida. As doses são terapêuticas, logo necessita de acompanhamento médico ou de nutricionista.

Referências científicas:
1. McCarty MF. Longevity effect of chromium picolinate – ‘rejuvenation’ of hypothalamic function? Med Hypotheses. 1994 Oct;43(4):253-65.

2. Franklin M, Odontiadis J. Effects of treat- ment with chromium picolinate on peripheral amino acid availability and brain monoamine function in the rat. Pharmacopsychiatry. 2003 Sep;36(5):176-80.

3. http://www.drrondo.com/sera-a-doenca-de-alzheimer-o-diabetes-tipo-3/

4. https://nutricaobrasil.wordpress.com/2014/06/26/cromo-ligado-a-niacina-pode-aumentar-significativamente-a-expectativa-de-vida/

Vitamina K2 é nutriente essencial para a saúde cerebral, protegendo neurônios e promovendo a produção de mielina.

timthumb

Em 06 de janeiro de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

O cérebro contém uma das mais altas concentrações de vitamina K2 do corpo, depois do pâncreas, gandulas salivares, e esterno (cartilagem que sustenta as costelas). A significativa capacidade da vitamina K2-MK7 (menaquinona) para prevenir os danos dos radicais livres nos neurônios é uma importante razão para o cérebro acumular este nutriente. Estudo científico sugere que tomar vitamina K durante a gravidez pode ajudar a prevenir paralisia cerebral no recém nascido – J Neurosci 2003 Jul 2, 23(13): 5816-26.

Além disso, comprovou-se que a vitamina K2 no cérebro contribui para a produção de mielina. BR J Nutr 1996 Jan, 75(1): 121-27. A mielina é um material isolante que forma uam camada protetora ao redor das células do cérebro e nervos, assim como o revestimento exterior de plástico sobre um fio elétrico. A esclerose múltipla é uma condição em que a mielina no cérebro e medula espinhal ficam danificadas. Isso pode eventualmente afetar todo o corpo, tais como perda de coordenação e controle muscular, dormência, visão turva e muito mais.

Tomar vitamina k2 ajuda a prevenir Esclerose Múltipla? Animais não desenvolvem Esclerose Múltipla, porém, uma pesquisa concentrou se em uma doença semelhante em animais, chamada encefalomielite autoimune experimental. Esta doença é um modelo animal amplamente aceita de esclerose múltipla. Verificaram que a vitamina k2 reduziu significativamente a severidade da esclerose múltipla, quando feita a suplementação antes do aparecimento dos sintomas – J Neuroimmunol 2005 Dec 30, 170 (1-2): 11-20.

Entre as formas da vitamina K, vale a pena informar que a forma predominante no cérebro é a vitamina k2 (e não a k1). O cérebro acumula preferencialmente mais de 6 vezes a quantidade de vitamina k2 do que vitamina k1 – Br J Nutr 1996, 75: 121-27.

Assim, considerando a prevalência de k2 no cérebro, e as condições mentais e neurológicas implicadas em sua deficiência, e a proteção que este nutriente oferece, é preciso procurar atender as necessidades do nosso cérebro para este importante nutriente. Caso contrário, sua deficiência torna-se porta de entrada para inúmeras patologias.

*Este artigo está baseado no livro “Vitamin K2 and the Calcium Paradox” da pesquisadora Dra. Kate Rhéaume-Bleue.

Referências:

  1. J Neurosci 2003 Jul 2, 23(13): 5816-26
  2. BR J Nutr 1996 Jan, 75(1): 121-27
  3. J Neuroimmunol 2005 Dec 30, 170 (1-2): 11-20
  4. Br J Nutr 1996, 75: 121-27.

Curcumina alivia a inflamação do cérebro e estimula novas células cerebrais

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
——————————————————————–

14634169

Em 28 de agosto de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. F: (35) 3531-8423.

PARA UMA ORIENTAÇÃO EXPRESSA – ENVIE EMAILS PARA: juliocaleiro@hotmail.com
———————————–

A curcumina funciona de forma semelhante ao agente anti-depressivo, em que estimula a produção de neurotransmissores, como serotonina e dopamina, as quais são muitas vezes desequilibradas na depressão (Scientific World Journal. 2009 Nov 1;9:1233-41).

Além disso, a curcumina alivia a inflamação do cérebro, e estimula a neurogênese, isto é, a formação de novas células no cérebro (Mol Ther. 2011 Oct;19(10):1769-79.; Brain Res. 2007 Aug 8;1162:9-18.). Essa função da curcumina é, sem dúvida alguma, extremamente importante em diversas doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, e doenças auto-imunes, Esclerose Múltipla, e ainda, em casos de depressão (Neurosci Lett. 2010 Nov 5;484(3):201-5.; Nature. 2011 Aug 3;476(7361):458-61; Int Immunopharmacol 9.5 (2009): 575-81; Adv Exp Med Biol. 2007;595:425-51; Adv Exp Med Biol. 2007;595:197-212; J Alzheimers Dis. 2006 Sep;10(1):1-7).

Tempos atrás, acreditavam que o cérebro humano não seria capaz de formar novos neurônios na vida adulta. No entanto, novas pesquisas e estudos desde então, tem refutado essa idéia. Os adultos podem desenvolver novos neurônios em uma região do cérebro chamada hipocampo,onde as memórias são armazenadas. Essa renovação de células cerebrais beneficiam a saúde cerebral em diversos aspectos, podendo reverter estados patológicos graves, como algumas mencionadas no parágrafo anterior.

As doses de curcumina para fins terapêuticos (para tratamento e prevenção de doenças) devem ser avaliadas caso a caso, por meio de um rigoroso acompanhamento médico ou de nutricionista apto a esta natureza de terapia.

*As Referências científicas já constam no corpo do texto.

ALOE VERA pode melhorar o crescimento de vasos sanguíneos danificados no CÉREBRO

brain

By Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3558-1919.

Um estudo examinou o efeito do componente do Aloe (beta-sitosterol) nos vasos sanguíneos danificados dos gerbilos. Os resultados demonstraram que há aumento na formação de novos vasos sanguíneos no cérebro danificado por isquemia/reperfusão. O beta-sitosterol também aumentou a função de proteínas relacionadas com a angiogênese (desenvolvimento de vasos sanguíneos). A administração de uma dose diária de beta-sitosterol , durante um período de 19 dias, melhorou significativamente a recuperação de movimentos em animais.

Os resultados sugerem que o ALOE VERA pode melhorar o estado de vasos sanguíneos danificados no cérebro e pode, assim, melhorar a função cerebral.

Agende sua consulta!

Referências:
1. Planta Medica, 2002, Vol. 68, Iss 4, pp 330-335
2. LIFEEXTENSION.COM

Dieta cetogênica pode ser eficaz contra câncer no cérebro

Tumor-cerebral

By Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531-8423.
email – juliocaleiro@hotmail.com

Foi publicado um artigo na Revista PLoS ONE um estudo informando que a dieta cetogênica é auxiliar importante na radioterapia para o tratamento do glioma maligno. O estudo liderado pela Doutora Adrieene C. Scheck, médica – PhD, pesquisadora em Neuro-Oncologia, verificou os efeitos da dieta cetogênica em conjunto com a radioterapia para o tratamento de gliomas malignos, um tipo agressivo e mortal de câncer no cérebro.

No estudo, os ratos com gliomas malignos foram divididos um grupo ingerindo dieta cetogênica e outro seguindo uma dieta comum, e ambos os grupos receberam radioterapia. Descobriram que dos ratos alimentados com uma dieta cetogênica, nove dos onze sobreviveram sem sinais de recidiva do tumor, mesmo depois de terem cessado a dieta cetogênica e retornados a dieta padrão, e mesmo depois de 200 dias. Nenhum dos ratos da dieta padrão sobreviveram mais de 33 dias.

Uma teoria por detrás do sucesso do tratamento é que a dieta cetogênica pode reduzir a estimulação do fator de crescimento do tumor, e com isso reduz a inflamação e edema em torno dos tumores. Dra Scheck acredita que o estudo tem implicações promissoras no tratamento de gliomas malignos humanos, e diz: “nós descobrimos que a dieta cetogênica aumenta significativamente o efeito anti-tumoral de radiação, o que sugere que ela pode ser útil como um adjuvante para o tratamento padrão atual de gliomas malignos humanos. A dieta cetogênica pode ser facilmente adicionada em tratamentos de tumores cerebrais como uma terapia adjuvante.”

Agende sua consulta e trate de sua saúde pelos princípios da nutrição avançada!

Referência científica:
Mohammed G. Abdelwahab, Kathryn E. Fenton, Mark C. Preul, Jong M. Rho, Andrew Lynch, Phillip Stafford, Adrienne C. Scheck. The Ketogenic Diet Is an Effective Adjuvant to Radiation Therapy for the Treatment of Malignant Glioma.PLoS ONE, 2012; 7 (5): e36197 DOI:10.1371/journal.pone.0036197

“Dieta funcional” é capaz de reverter doenças cerebrais e manter um cérebro saudável

topo-alimentosfuncionais

Brain-Food-Debbie

By Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. F: (35) 3531-8423

O médico norte-americano Doutor Mark Hyman, autor de vários livros sobre nutrição e saúde, fundador e diretor médico do Centro UltraWellness em Lenox, Massachusett – USA, informa que: nutrição ideal é o fator mais importante para manter o cérebro saudável. A pessoa consome em média um litro de pesticidas neurotóxicos em um ano, e há 3.500 aditivos diferentes colocados em nossa cadeia alimentar.

Ele explica que problemas cerebrais, tais como a depressão, ansiedade, distúrbio bipolar, distúrbio de déficit de atenção (ADD), doença de Alzheimer, doença de Parkinson, e de humor podem ser evitadas, melhoradas ou mesmo curadas por meio de um programa alimentar, suplementos nutricionais, exercícios e mudança no estilo de vida.

Segundo o Dr. Hyman, os carboidratos são os mais importantes alimentos para a função e saúde em longo prazo do cérebro. Após aplicar o programa alimentar específico [dieta funcional], o médico relata o seguinte:

“Para minha surpresa foi quando tratei pessoas com problemas relacionados à insulina, ou alergias alimentares ou ter desintoxicado pessoas de metais pesados, seus problemas mentais também foram embora! Seu humor melhorou, a depressão elevada e demência foram revertidas. Havia crianças com autismo que começaram a falar novamente, e outros que tratei asma e alergias também se recuperaram. Passaram do caos do cérebro para uma função cerebral interna saudável.”

Referências:
http://www.lef.org/magazine/mag2009/mar2009_Mark-Hyman-Healing-Broken-Brain-Syndrome_01.htm