Início » Artigos publicados por Dr. Júlio Caleiro (Página 4)

Arquivo do autor:Dr. Júlio Caleiro

Vitamina B1 e seus inúmeros benefícios!

k31663382

Em 17 de fevereiro de 2016, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Para orientação expressa ou atendimento, enviar email para  – juliocaleiro@hotmail.com  ou ligue 35 3531-8423

Vitamina B1 (Tiamina) é uma coenzima utilizada pelo corpo para metabolizar o alimento em energia e na manutenção adequada do coração e da função nervosa. Tiamina é usada para digerir e extrair energia a partir dos alimentos que ingerimos, transformando nutrientes em energia utilizável na forma de ‘ATP’. Quando os níveis de tiamina são baixos, os carboidratos e proteínas (aminoácidos) não podem ser usados adequadamente pelo corpo para realizar diversas funções importantes.

A tiamina quando em combinação com as demais vitaminas do complexo B, regulam funções importantes do sistema cardiovascular, endócrino e digestivo. A vitamina B1 é utilizada por quase todas as células do corpo.

A deficiência de B1 pode provocar fraqueza, fadiga crônica, complicações cardíacas, psicose e danos nos nervos.

Vejamos mais alguns sintomas provocados pela deficiência de B1:

Anorexia

Colite

Problemas digestivos

Danos nos nervos

Inflamação do nervo (nevrite)

Fadiga

Diminuição da memória de curto prazo

Confusão

Irritabilidade

Fraqueza muscular

Alterações mentais, tais como apatia ou depressão

Efeitos cardiovasculares, ex: coração ampliado.

Vejamos alguns dos benefícios da vitamina B1

1. Mantém o metabolismo saudável: tiamina é necessária para fazer o ATP, a principal moléculas transportadora de energia do corpo, dentro das mitocôndrias das células. A ingestão de tiamina é também dado aos pacientes para ajudar a corrigir distúrbios metabólicos associados a doenças genéticas.

2. Evita danos nos nervos: a tiamina é necessária para converter carboidratos dessa nossa comida em energia para o corpo, especialmente para o cérebro e sistema nervoso. Tiamina contribui também para o desenvolvimento adequado das bainhas de mielina, que envolvem os nervos para protegê-los de danos e morte.

3. Promove um sistema cardiovascular saudável: tiamina é essencial para produção do neurotransmissor chamado acetilcolina. Ele é usado para transmitir mensagens entre os nervos e músculos, e nosso coração, sendo um dos principais músculos depende desses sinais cruciais. A fim de manter a função cardíaca adequada e ritmos do batimento cardíaco saudáveis, os nervos e músculos devem ser capazes de utilizar a energia do corpo para manter essa sinalização entre músculos e nervos.

4. Aumenta a imunidade: Tiamina ajuda na secreção de ácido clorídrico, que é essencial para a digestão completa de partículas de alimentos e de absorção de nutrientes. Digestão saudável permite que o corpo extraia nutrientes dos melhores alimentos, os quais são usados para aumentar a imunidade.

5. Trata o Alcoolismo: tiamina ajuda a diminuir o risco no desenvolvimento da doença específica cerebral chamada síndrome de Wernicke-Korsakoff (WKS). WKS incluem sintomas como movimentos musculares involuntários, danos nos nervos, letargia e dificuldade para caminhar. Esse distúrbio do cérebro está relacionado a baixos níveis de tiamina e é muitas vezes visto em alcoólatras. Acredita-se que entre até 80% de alcoolicos tem deficiência de tiamina. Altas doses de tiamina também pode ajudar a diminuir os sintomas de abstinência de alcool.

6. Evita distúrbios cerebrais: tiamina auxilia na prevenção de dano cerebral chamado de síndrome cerebelar. Altas doses de tiamina evitam certos distúrbios de memória. Além disso, tiamina promove diminuição do risco da doença de Alzheimer.

7. Melhora a aprendizagem: tiamina é essencial para o aumento da concentração, energia, combatendo o estresse crônico, e possivelmente a prevenir a perda da memória. Estudos tem relacionado a deficiencia de tiamina a problemas de aprendizagem.

8. Ajuda a manter o bem-estar: tiamina melhora a capacidade do corpo para suportar o stress, razão pela qual as vitaminas B são muitas vezes chamadas de ‘anti-stress’. A falta de energia pode contribuir para um humor pobre, e baixa motivação. A tiamina é necessária para impulsionar o humor e defender contra a depressão e ansiedade.

9. Ajuda a prevenir problemas de visão: alguns estudos mostram que tiamina pode ajudar a prevenir problemas de visão, como catarata e glaucoma. Isto é devido à sua capacidade de influenciar a relação entre nervo e o músculo, o que é importante na transmissão de informações dos olhos para o cérebro.

Das formas disponíveis de vitamina B1 sugiro a suplementação pela forma BENFOTIAMINA. Benfotiamina é melhor que tiamina em penetrar nas membranas celulares,  ajudando a proteger nervos, retina, rins e outras células. Estudos sugerem que os benefícios da benfotiamina podem ultrapassar muito os da tiamina (Int J Clin Pharmacol Ther. 1998 Apr;36(4):216-21.)

Referências:

Jpn J Pharmacol. 1974 Dec;24(6):825-9.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/4377016

Subcell Biochem. 2012;56:199-227

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16550223

Congest Heart Fail. 2013 Jul-Aug;19(4):214-22

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23910704

Alcohol Res Health. 2003;27(2):134-42.

https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/druginfo/natural/965.html

Psychopharmacology (Berl). 1997 Jan;129(1):66-71.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9122365

Vitamin B1/ Thiamine Deficiency, Benefits & Foods

http://www.cortjohnson.org/blog/2013/07/05/is-simple-relief-from-fibromyalgia-mecfs-found-early-reports-spark-interest/

http://thyroidpharmacist.com/articles/thiamine-and-thyroid-fatigue

 

Vitamina D3 combate o vírus da dengue, conclui estudo.

dengue-fever

Em 16 de fevereiro de 2016. Por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

Estudo conclui que a vitamina D3 promove queda significativa de células infectadas pelo vírus da dengue, sem afetar a viabilidade celular. Além disso, a vitamina D3 reduz significativamente as citocinas pró-inflamatórias (substâncias que promovem inflamação no organismo).

Concluem os pesquisadores que a vitamina D3 representa um composto antiviral potencialmente útil.

Referência científica:

Antiviral Res. 2012 Apr;94(1):57-61

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22387385

Restrição de ‘metionina’ pode reverter qualquer câncer!

São Sebastião do Paraíso -MG – Tel consultório – 35 3531 8423 – Para receber orientações envie emails para – juliocaleiro@hotmail.com

metionina
Restrição de metionina pode reverter qualquer câncer! – Colaboração especial do renomado pesquisador – (Gustavo Molina – Buzz) São Paulo – SP.

——————–

By Júlio Caleiro – Nutricionista

Quarenta anos atrás um estudo foi publicado mostrando pela primeira vez que muitos canceres humanos têm o que foi chamado de “Dependência Absoluta de Metionina”, que significa que se você tentar cultivar células em vitro sem lhes dar o aminoácido metionina, células normais prosperam normalmente, mas as células cancerosas morrem!
células normais da mama crescem com ou sem metionina, mas as células cancerosas precisam que a metionina seja adicionada para proliferarem! O que tem a ver com a metionina? Tumores geram compostos gasosos contendo enxofre, (fétido) de forma interessante podem ser detectadas até por cães especialmente treinados! Há cães farejadores que detectam câncer de pulmão, de pele, de intestino devido a formação de enxofre em maior grau no paciente oncológico.

A ‘Metionina dependência’ não é apenas presente em linhas celulares in vitro. Os próprio tumores biopsiados de pacientes mostram que muitos canceres parecem ter um defeito bioquímico que os torna dependentes de metionina, incluindo alguns tumores do cólon, mama, ovário, próstata e pele. As empresas farmacêuticas estão lutando para ser o primeira a sair com uma droga que diminui os níveis de metionina. Mas sabemos que a metionina é proveniente principalmente de alimentos, a melhor estratégia pode ser a de reduzir os níveis de metionina, ou seja a nutrição é a ferramenta principal neste sentido. Diminuindo a ingestão de metionina eliminando alimentos ricos em metionina, o que terá um impacto direto tanto para controle do crescimento do câncer como para a extensão do tempo de vida.

Aqui está o pensamento consensual: a cessação do tabagismo, o consumo de dietas ricas em folhas e verduras, e outras medidas de estilo de vida podem prevenir a maioria dos tipos de câncer! Infelizmente, a maioria das pessoas não fazem isso, e como resultado, centenas de milhares de pessoas desenvolvem câncer metastático cada ano pelo mundo. Os tratamento de quimioterapia tem efeitos apenas alguns poucos tipos de câncer metastático! Infelizmente, a grande maioria dos canceres metastáticos comuns tais como câncer da mama, da próstata, do cólon, e do pulmão são letais. Por isso, precisamos desesperadamente de novas estratégias de tratamento para o câncer metastático, e essa se chama ‘restrição de metionina’ na dieta, o que pode vir a ser uma excelente estratégia.

Então, onde está metionina é encontrada? A metionina está presente nos alimentos proteicos, uns possuem bem mais que outros. Sugiro que as pessoas procurem seu nutricionista para adequar um plano alimentar de restrição e ênfase, para que realmente o paciente possa beneficiar de um tratamento alternativo como esse, sem efeitos deletérios para a saúde. Há também os compostos em produtos de origem animal que pode realmente estimular o crescimento do tumor. A proteína animal também pode aumentar os níveis do hormônio semelhante à insulina, que pode promover o aumento de câncer, o chamado IGF-1. Combinados, isto poderia ajudar a explicar por que as folhas e as dietas ricas à base de hortaliças têm sido eficazes e potencialmente em reverter alguns processos cancerosas! Somente para fins de exemplo, os morangos apresentam efeitos maravilhosos contra o câncer esofágico, e framboesas pretas contra o cancro oral!

Então, porque os oncologista não prescrevem uma dieta baixa em metionina? Apesar de muitos estudos promissores pré-clínicos e clínicos nos últimos anos de restrição da metionina dietética e outras abordagens dietéticas para o tratamento do câncer, estas ainda não ganharam ampla aplicação em clínica, pois a maioria dos médicos e investigadores não são familiarizados com abordagens nutricionais para o câncer, o que na verdade é uma tarefa dos Nutricionistas. Muitos outros especialista ainda consideram a nutrição ou a estratégia de restrição do aminoácido metionina como uma” ideia antiga, uma vez que foi descoberto já por várias décadas! No entanto é uma excelente estratégia de tratamento, porém isso pode levar décadas se não séculos antes de ser aplicada em clínica. A restrição de metionina na dieta quer isoladamente ou em combinação com outros tratamentos, pode vir a ter um grande impacto em pacientes com câncer!

—————————————————-

Referências:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22342103

http://www.integrativeoncology-essentials.com/2014/07/kill-cancer-restricting-methionine-rich-foods/

 

VITAMINA D3, CONTRA O ZIKA VÍRUS’!

Publicado em 05 de Fevereiro de 2016 – São Sebastião do Paraíso -MG –

zika

By; Júlio Caleiro

Uma excelente saída para o ZIKA VÍRUS é melhorar os níveis de vitamina D3 no organismo! As Gestantes devem estar com bons níveis acima de 60ng. Seu médico já solicitou exames de vitamina D3 para averiguar se seus níveis estão dentro dos patamares excelentes, para que você possa ter um sistema imune equilibrado? A vitamina D3 é um anti-viral potente!

Para orientações expressa -envie emails para – juliocaleiro@hotmail.com

———————————————–

Referências:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3308600/

 

 

PANELAS ‘TEFLON’, PFOA (ácido perfluorooctanóico), E DOENÇAS RELACIONADAS

Publicado em 27 de Janeiro de 2016 – São Sebastião do Paraíso -MG. Para receber maiores informações, orientações expressa para tratamentos enviar emails para – juliocaleiro@hotmail.com  Tel Consultório – 35 3531 8423

—————————————————

PFOA

By; Júlio Caleiro – Nutricionista

PFOA está presente em muitos produtos embalados e também alguns que devem ser levados ao microondas, como por exemplo pipoca de microondas, comidas embaladas, e principalmente panelas TEFLON. A Pipoca de microondas contém o PFOA ( ácido perfluorooctanóico) pois está presente na embalagem da pipoca de microondas e no óleo presente do recipiente. Em vez disso, prepare a pipoca a “maneira antiga” no fogão mesmo, usando óleo de coco virgem se possível. Alguns danos à saúde já foram muito bem documentados. Muitos pesquisadores reuniram para determinar o efeito do PFOA na saúde humana e depois de sete anos de pesquisas, cujos resultados estão detalhados em mais de três dezenas de publicações e revisados, ficou demonstrado que o PFOA causa algumas doenças relatadas abaixo:

A colite ulcerativa
Colesterol alto acima de 700
Hipertensão induzida pela gravidez
Hipotireoidsmo
Câncer de rim e testículos.

A toxicidade do fígado, perturbação do metabolismo lipídico, imunológico e endócrino. Efeitos neuro-comportamentais adversos, toxicidade e morte neonatal.
Tumores em múltiplos sistemas, câncer testicular e câncer de rim.
Disfunção hepática, Hipotireoidismo, Colesterol muito alto e colite ulcerativa.
Menor tamanho e baixo peso ao nascimento, Obesidade, resposta imune reduzida, níveis mais baixos de hormônios e puberdade tardia.

As panelas ‘Teflon’ são feitas basicamente por PFOA! Use panelas de cerâmica 100%! E para piorar, produtos ‘loss Oral-B’ e outros produtos de cuidados pessoais contêm o PTFE ou “ingredientes” perfluorados”. O politetrafluoretileno (PTFE, por sua sigla em Inglês), um polímero fluorado sintético muito usados para retirar manchas de roupas, também está presente em alguns produtos de higiêne bucal como citado acima, e pode causar as mesmas patologias já citadas. Existem outros métodos naturais para higiêne bucal natural sem os riscos para saúde, e com eficácia

————————————————————

Referências:

1- Clean Water Action, PFC Fact Sheet

2- EWG Skin Deep Cosmetics Database

3- Environmental Working Group May 15, 2003, “Canaries in the Kitchen: DuPont has Known for 50 Years”

4- C8 Science Panel Research Studies

ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA – TRATAMENTO ALTERNATIVO

São Sebastião do Paraíso -MG – PARA RECEBER UMA ORIENTAÇÃO EXPRESSA – ENTRE EM CONTATO COM EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com  ou pelo telefone – 35 3531 8423

OSTEOARTRITE, CALDO DE OSSO E ATIVIDADE FÍSICA!

caldo-de-mocoto

São Sebastião do Paraíso -MG – Publicado em 16 de Janeiro de 2016 – Tel consultório – 35 3531 8423.

Para receber uma orientação expressa envie emails para – juliocaleiro@hotmail.com

—————————————————–

By, Júlio Caleiro – Nutricionista

A osteoartrite é uma forma de doença reumática degenerativa caracterizada pela perda da cartilagem na articulação. Ela também tem um componente inflamatório. A osteoartrite é uma causa comum de incapacidade entre os idosos, afetando milhões de pesssoas pelo mundo. Enquanto a osteoartrite geralmente envolve as articulações distais dos dedos das mãos e pés também o quadril e joelho. Ao contrário da crença popular se você tem osteoartrite, o exercício é absolutamente crucial para o seu bem-estar. Infelizmente, muitas pessoas com dor nas articulações não exercitam e de acordo com com pesquisas recentes. De acordo com o pesquisador-chefe somente 8% e 13% entre homens e mulheres respectivamente fazem atividade física.

A alimentação é a chave principal!

Fazer ajustes em sua dieta também é importante tanto para a perda de peso como para controlar a inflamação e promover a saúde dos ossos e cartilagens. O Caldo de osso alimento básico caseiro é excelente se você tem artrite, pois contém uma série de nutrientes importantes para ossos e articulações, incluindo minerais, componentes de colágeno e cartilagem, silício, glucosamina e sulfato de condroitina, em doses ajustadas e sinérgicas. Dois estudos recentes confirmaram que as pessoas que realizam uma dieta baseada em alimentos processados, fritos ricos em açúcar e carne vermelha são mais propensos a desenvolver artrite reumatóide (uma doença auto-imune), em oposição aos que comem muitas frutas frescas, legumes, aves e peixes. Alguns suplementos podem também ser úteis no controle da dor e inflamação associada com a artrite, como a cúrcuma o ácido hialurónico, astaxantin dentre vários outros.

Como os exercícios beneficiam a osteoartrite?

A ideia de que o exercício são ruins para as juntas é um grande erro! Não há nenhuma evidência para apoiar essa crença! É apenas um mito! Em vez disso, as evidências sugerem que o exercício tem um impacto positivo sobre os tecidos articulares. É importante ressaltar que o exercício pode ajudar a reduzir a dor nas articulações e pode ajudá-lo a executar tarefas diárias. Além disso, se você se exercita o suficiente para perder peso ou manter um peso ideal, em primeiro lugar isso vai reduzir o risco de desenvolver a osteoartrite grave! Taxas de artrite quase duplicou em pessoas obesas e sobrepeso, porque o excesso de peso coloca mais pressão sobre as articulações. Isto não só pode causar osteoartrite, também pode piorar a situação de forma exponencial. Uma suplementação específica de vários nutrientes juntamente com o caldo de osso acima citado pode regredir por completo a artrite. Em casos de artrite autoimune, além dessas técnicas nutricionais a aplicabilidade de suplementos como vitamina D, magnésio, boro, k2, Tumeric, Astaxantina, proporção correta de omega3 e 6, SÃO DE EXTREMA importância e vários outros suplementos que são de grande importância. Para receber uma orientação expressa envie emails acima ou agende sua consulta.

Após diagnóstico do seu médico e o tratamento medicamentoso, procure  também um nutricionista funcional para adequar seu tratamento!

O fisioterapeuta ou professor de Educação Física para a prescrição de exercícios regulares.

——————————————–

Referências: