Início » EVIDÊNCIAS » O ‘MILAGROSO’ EFEITO DO AMINOÁCIDO (HISTIDINA) EM PACIENTES PORTADORES DE ESCLEROSE LATERAL AMIOTÓFICA. ATUAÇÃO HISTAMINÉRGICA NA E.L.A

O ‘MILAGROSO’ EFEITO DO AMINOÁCIDO (HISTIDINA) EM PACIENTES PORTADORES DE ESCLEROSE LATERAL AMIOTÓFICA. ATUAÇÃO HISTAMINÉRGICA NA E.L.A

Categorias

Anúncios

Publicado em 26 de Junho de 2019 – São Sebastião do Paraíso -MG

Para receber atendimento ou tratamento entre em contato:  

WATSAPP 35 9 8835 4802wats

 EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com

Atenção – Além da L- Hisitina em boas doses com o protocolo de ativos naturais em altas doses, o uso do remédio HCL – ABXL, pôde crescer novos axônios e neurônios,  parecendo gerar mais força e evitando a progressão da E.L.A. 

Referência- FrontPharmacol 2019.


propiedades-histidina

CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA TAMBÉM OS 3 MELHORES ATIVOS PARA TRATAR A E.L.A 

https://nutricaobrasil.wordpress.com/2019/02/12/os-3-melhores-ativos-para-tratamento-da-esclerose-lateral-amiotrofica/


Segue a matéria abaixo….

By, Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista

A histamina é um modulador imunológico, neuroprotetor e agente remielinizante, atua beneficamente nos músculos esqueléticos e promove características antiinflamatórias na microglia da esclerose lateral amiotrófica ( ELA ). Suplementos e remédios que potencializam a liberação endógena de histamina estão sendo testadas para doenças neurológicas, principalmente na ELA. As associações das vias histamínicas em pacientes com ELA e a eficácia de uma estratégia terapêutica mediada por histamina em pacientes, foram bem sucedidas com resultados muito bons.

O “milagroso” EFEITO DA HISTIDINA EM PACIENTES PORTADORES DE ESCLEROSE LATERAL AMIOTÓFICA.

Foi aplicado histidina em boas doses no estudo relatado com protocolo de outros bioativos em doses elevadas. A histidina em boas doses é precursoa direta da histamina permeável ao cérebro, e na fase sintomática inicial ou final da ELA o uso da histidina foi capaz de reverter os principais sinais patológicos da doença. Foi testado a ação da histamina em células do tipo neurônio motor SOD1-G93A em cultura.

Os resultados:

Foram identificados 13 genes relacionados à histamina desregulados na medula espinhal de dois subgrupos de pacientes com ELA , entre os quais genes envolvidos no metabolismo, receptores, transporte e secreção de histamina. Alguns genes relacionados à histamina se sobrepunham com regiões genômicas alteradas pelo número de cópias do DNA e com variantes patogênicas ligadas a esclerose lateral amiotrófica. O tratamento com histidina  demonstrou ampla eficácia no melhoramento dos sintomas da ELA, entre as quais se destacam maior tempo de vida, desempenho motor melhorado, a microgliose, a atrofia muscular e a sobrevivência de neurônios motores in vivo e in vitro.

A esclerose Lateral amiotrófica continua a ser um desafio, apesar de muitos esforços na realização de ensaios clínicos bem-sucedidos e na formulação de soluções terapêuticas! Ao aprender com os fracassos atuais e lutar pelo sucesso, cientistas e médicos estão checando todas as possibilidades para procurar por tratamentos eficazes. Como a doença é muito complexa e heterogênea e além disso, tem como alvo não apenas os neurônios motores, mas também vários tipos de células diferentes, incluindo células musculares, gliais e imunes, a resposta correta à ELA é concebivelmente uma estratégia de múltiplas drogas ou o uso de moléculas de amplo espectro, e que a HISTIDINA vem desempenhando essa função “milagrosamente”, in vitro e in vivo. O objetivo do presente artigo foi informar os paciente e reunir evidências sobre novas perspectivas sobre a ELA e sua patogênese, apresentar paradigmas recentes e inovadores para a terapia. Em particular, a histidina e regular corretamente a produção de HISTAMINA em pacientes de ELA podendo assim tentar devolver melhor qualidade de vida e quicá, impedir a evolução da doença conforme os estudos relatados mostraram.

VALE RESSALTAR QUE O USO DO SUPLEMENTO HISTIDINA DEVE SER DADO EM BOAS DOSES E VÁRIAS VEZES AO DIA CONFORME ANÁLISES, JUNTAMENTE COM OUTROS ATIVOS QUE JÁ FORAM TESTADOS CONTRA A ELA.

—-> Veja também a ‘HISURTELLA’ NO TRATAMENTO DA E.L.A —-> https://nutricaobrasil.wordpress.com/2019/08/03/a-hirsutella-sinensis-no-tratamento-da-esclerose-lateral-amiotrofica/

NÃO TOME SUPLEMENTOS SEM ORIENTAÇÃO DO SEU NUTRICIONISTA OU MÉDICO.

PARA RECEBER ATENDIMENTO E O TRATAMENTO COMPLETO, ENTRE EM CONTATO NO TELEFONE (WATSAPP) OU EMAIL.

WATSAPP 35 9 8835 4802wats

 EMAIL – juliocaleiro@hotmail.com

————————————————————–

Referências.

1-J Cachexia Sarcopenia Muscle. 2019 Apr 24.
2-Pharmacol Ther. 2019 21 de junho.
3-Frente Immunol. 30 de novembro de 2017;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: