Início » EVIDÊNCIAS » Fitoceramidas rejuvenesce a pele

Fitoceramidas rejuvenesce a pele

Categorias

Anúncios

 

51a2xjokihl

Em 24/08/2018. Por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Marque sua consulta ligue para – 

35 9 9195 1817

As fitoceramidas são ferramentas do antienvelhecimento muito interessante – é algo relativamente novo nos EUA, e praticamente desconhecido por quase todos profissionais de saúde no Brasil. Elas têm sido usados no Japão há mais de uma década e mais recentemente na Europa.

O que são Fitoceramidas? Fitoceramidas estouraram na cena do anti-envelhecimento nos EUA como uma das maneiras as mais emocionantes e as mais eficazes de melhorar a pele do envelhecimento de dentro para fora. O que são Fitoceramidas? Simplificando, são cápsulas ou pílulas contendo ceramidas derivadas de plantas naturais que são efetivamente administradas à pele nos níveis celulares mais profundos, reabastecendo ceramidas que diminuíram com a idade.

Por que isso é importante? Ceramidas são essenciais para a pele saudável, mas diminuem com a idade. A pele saudável é mais que apenas uma questão de cosmética. Há importantes questões de saúde e bem-estar relacionadas com a manutenção da pele saudável, também.

As ceramidas são lipídios e constituem cerca de 40% da nossa pele. Elas são responsáveis por manter a pele saudável e hidratada. As ceramidas também ajudam a formar uma importante barreira contra o ambiente, bactérias e outros fatores externos. À medida que envelhecemos, as ceramidas não são reabastecidas adequadamente, e infelizmente, elas não podem ser armazenadas no corpo. À medida que os suprimentos diminuem, a pele torna-se menos úmida, menos firme, com menos gordura, o que resulta em desgaste, flacidez, secura e rugas.

Além da idade, outros fatores existem para extinguir as ceramidas de nossa pele, como: estresse, dieta ou nutrição pobre, dormir pouco, consumo exagerado de álcool e fatores ambientais.

Descobriu-se que algumas pessoas com problemas de pele, como eczema, rosácea, psoríase e dermatite tinham baixos níveis de ceramidas na pele. Vários estudos descobriram que aqueles que sofrem de acne tem deficiencia de ceramidas também. A dermatite atópica é uma condição inflamatória da pele (é imunológica). Um estudo verificou que reparar a deficiencia de ceramidas e usar os medicamentos tópicos, pode aliviar a dermatitie atópica (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12140465)

Foi realizado estudo clínico com 580 pacientes com dermatite, os doentes foram divididos em dois grupos, um recebia só corticosteróides tópicos e outro corticosteróides tópicos com ceramidas. Observou-se uma melhoria estatisticamente significativa nos dois grupos de tratamento nas semanas 4 e 8. Indivíduos que usaram ceramidas em combinação com corticosteróides tópicos experimentaram maior alívio, em comparação com aqueles que usaram corticosteróides tópicos sozinhos. (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11722487).

HIDRATAÇÃO

Ceramidas desempenham um papel crucial na hidratação da pele em nível celular, criando um ambiente saudável. Do ponto de vista científico ou farmacêutico, ceramidas estão entre os compostos mais importantes para a proteção da pele e bem-estar. Tendo pele saudável significa que você tem uma contagem adequada de ceramidas!

Ceramidas são esfingolípidos. Os esfingolípidos é um tipo de membro da classe de lípidos. A função principal de um esfingolípidos é proteger a superfície de vários fatores que podem causar o dano. Eles formam uma casca externa estável e resistente que reage tanto mecanicamente quanto quimicamente a materiais exteriores. As ceramidas estão entre as mais simples destas esfingolípidos, amplamente distribuídas em pequenas quantidades em tecidos vegetais e animais. Todos os outros esfingolípidos são na verdade derivados de ceramidas. Embora os lípidos foram identificados na década de 1660, ceramidas (como parte dos esfingolípidos) foram “descobertos” e nomeados no século 19 pelo bioquímico alemão Johann Thudichum. Ele os nomeou após a “Esfinge” porque elas eram igualmente enigmáticas. Os esfingolípidos são, de fato, de grande interesse para os ‘bioquímicos lipídicos’ porque têm propriedades químicas únicas.

As ceramidas vegetais são idênticas às ceramidas humanas e existem vários tipos de ceramidas de origem vegetal (chamadas de fitoceramidas), hoje em uso, incluindo o arroz, bem como trigo, batata-doce e outros. Encontrado naturalmente em alimentos as ceramidas não são hormônios nem estimulantes, e está presente na dieta norte-americana em 0,01%.

Depois de engolir a sua cápsula diária de ceramidas, o sistema digestivo quebra este ingrediente natural e transportado pelo sangue entregam as ceramidas para os níveis mais profundos da pele, reabastecendo. A pele é rejuvenescida de dentro para fora de um mês à 6 semanas.

A diminuição da ceramidas da pele pode estar ligada ao eczema, à acnes, à psoríase e à dermatites, e a terapia com ceramidas está sendo usada para tratar essas afecções (J Am Acad Dermatol. 2014 Jul;71(1):177-84.

A colonização de Staphyloccoccus aureus está correlacionada com a redução das ceramidas. Essa bactéria está presente na superfície da pele e tem uma maior probabilidade de causar infecção quando a barreira da pele é alterada. S. Pyogenes é outra bactéria que causa infecção grave na pele. (J Invest Dermatol. 2002 Aug; 119( 2): 433-9.)

Lembre-se, nossa pele é a primeira linha de defesa contra bactérias, infecções e meio ambiente. As ceramidas são uma parte vital dessa barreira, e quando há menos, a linha de defesa se torna menos efetiva. Ao reabastecer ceramidas, damos um passo para manter a pele mais saudável.

Referências científicas:

  1. Denda M, Koyama J, Hori J, et al. Age- and sex-dependent change in stratum corneum sphingolipids. Arch Dermatol Res. 1993;285(7):415-7.
  2. Boireau-Adamezyk E, Baillet-Guffroy A, Stamatas GN. Age-dependent changes in stratum corneum barrier function. Skin Res Technol. 2014 Feb 12.
  3. Imokawa G, Abe A, Jin K, Higaki Y, Kawashima M, Hidano A. Decreased level of ceramides in stratum corneum of atopic dermatitis: an etiologic factor in atopic dry skin? J Invest Dermatol. 1991 Apr;96(4):523-6.
  4. Yarosh DB, Both D, Brown D. Liposomal ursolic acid (Merotaine) increases ceramides and collagen in human skin. Horm Res. 2000;54:318-21.
  5. Motta S, Monti M, Sesana S, Caputo R, Carelli S, Ghidoni R. Ceramide composition of the psoriatic scale. Biochim Biophys Acta. 1993 Sep 8;1182(2):147-51.
  6. Kim DS, Kim SY, Chung JH, Kim KH, Eun HC, Park KC. Delayed ERK activation by ceramide reduces melanin synthesis in human melanocytes. Cell Signal. 2002 Sep;14(9):779-85.
  7. Jeong HS, Choi HR, Yun HY, et al. Ceramide PC102 inhibits melanin synthesis via proteasomal degradation of microphthalmia-associated transcription factor and tyrosinase. Mol Cell Biochem. 2013 Mar;375(1-2):81-7.
  8. Coderch L, López O, de la Maza A, Parra JL. Ceramides and skin function. Am J Clin Dermatol. 2003;4(2):107-29.
  9. Rabionet M , Gorgas K, Sandhoff R. Ceramide synthesis in the epidermis. Biochim Biophys Acta. 2014 Mar;1841(3):422-34.
  10. Proksch E, Brandner JM, Jensen JM. The skin: an indispensable barrier. Exp Dermatol. 2008 Dec;17(12):1063-72.
  11. Choi MJ, Maibach HI. Role of ceramides in barrier function of healthy and diseased skin. Am J Clin Dermatol. 2005;6(4):215-23.
  12. Guenther GG, Edinger AL. A new take on ceramide: starving cells by cutting off the nutrient supply. Cell Cycle. 2009 Apr 15;8(8):1122-6.
  13. Guillou S, Ghabri S, Jannot C, Gaillard E, Lamour I, Boisnic S. The moisturizing effect of a wheat extract food supplement on women’s skin: a randomized, double-blind placebo-controlled trial. Int J Cosmet Sci. 2011 Apr;33(2):138-43.
  14. Boisnic S. Clinical evaluation of a hydrating food supplement: double blind randomized study versus placebo. HITEX. 2005.
  15. Takagi S, Tojo H, Tomita S, et al. Alteration of the 4-sphingenine scaffolds of ceramides in keratinocyte-specific Arnt-deficient mice affects skin barrier function. J Clin Invest. 2003 Nov;112(9):1372-82.
  16. Leveque JL, Corcuff P, de Rigal J, Agache P. In vivo studies of the evolution of physical properties of the human skin with age. Int J Dermatol. 1984 Jun;23(5):322-9.
  17. Jennemann R, Rabionet M, Gorgas K, et al. Loss of ceramide synthase 3 causes lethal skin barrier disruption. Hum Mol Genet. 2012 Feb 1;21(3):586-608.
  18. Available at: http://www.fda.gov/ohrms/dockets/dockets/95s0316/95s-0316-rpt0275-04-Udell-vol211.pdf. Accessed August 25, 2014.
  19. Yilmaz E, Borchert HH. Effect of lipid-containing, positively charged nanoemulsions on skin hydration, elasticity and erythema—an in vivo study. Int J Pharm. 2006 Jan 13;307(2):232-8.
  20. Asai S, Miyachi H. Evaluation of skin-moisturizing effects of oral or percutaneous use of plant ceramides. Rinsho Byori. 2007 Mar;55(3):209-15.
  21. Boisnic S, Beranger JY, Branchet MC. Cutaneous hydration evaluation after a vegetal ceramide-based cream application on normal human skin tissue model maintained alive, submitted to a dehydration model. HITEX;2003.
  22. Boisnic S, Beranger JY, Branchet MC. Anti-elastase and anti-radicalar effect of ceramides. Product Research Report. HITEX;2005.
  23. Kim DS, Kim SY, Moon SJ, Chung JH, Kim KH, Cho KH, et al. Ceramide inhibits cell proliferation through Akt/PKB inactivation and decreases melanin synthesis in Mel-Ab cells. Pigment Cell Res. 2001 Apr;14(2):110-5.
  24. Bielawski J, Pierce JS, Snider J, Rembiesa B, Szulc ZM, Bielawska A. Comprehensive quantitative analysis of bioactive sphingolipids by high-performance liquid chromatography-tandem mass spectrometry. Methods Mol Biol. 2009;579:443-67.
  25. Charkoudian N. Skin blood flow in adult human thermoregulation: how it works, when it does not, and why. Mayo Clin Proc. 2003 May;78(5):603-12.
  26. Webb AR . Who, what, where and when-influences on cutaneous vitamin D synthesis. Prog Biophys Mol Biol. 2006 Sep;92(1):17-25.
  27. Yu YD, Zhang YZ, Bi WD, Wu T. Functional sensory function recovery of random-pattern abdominal skin flap in the repair of fingertip skin defects. Exp Ther Med . 2013 Mar;5(3):830-4.
  28. Perry AD, Trafeli JP. Hand dermatitis: review of etiology, diagnosis, and treatment. J Am Board Fam Med 2009;22:325-30.
  29. Man MQ, Xin SJ, Song SP, Cho SY, Zhang XJ, Tu CX, et al. Variation of skin surface pH, sebum content and stratum corneum hydration with age and gender in a large Chinese population. Skin Pharmacol Physiol. 2009;22(4):190-9.
  30. Potts RO, Buras EM, Chrisman DA Jr. Changes with age in the moisture content of human skin. J Invest Dermatol. 1984 Jan;82(1):97-100.
  31. Available at: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0003734/. Accessed August 25, 2014.
  32. Del Rosso JQ, Levin J. The clinical relevance of maintaining the functional integrity of the stratum corneum in both healthy and disease-affected skin. J Clin Aesthet Dermatol. 2011 Sep;4(9):22-42.
  33. Yamamura T, Tezuka T. Change in sphingomyelinase activity in human epidermis during aging. J Dermatol Sci. 1990 Mar;1(2):79-83.
  34. Imokawa G. Lipid abnormalities in atopic dermatitis. J Am Acad Dermatol. 2001 Jul;45(1 Suppl):S29-32.
  35. Abeck D, Mempel M. Staphylococcus aureus colonization in atopic dermatitis and its therapeutic implications. Br J Dermatol. 1998 Dec;139 Suppl 53:13-6.
  36. Arikawa J, Ishibashi M, Kawashima M, Takagi Y, Ichikawa Y, Imokawa G. Decreased levels of sphingosine, a natural antimicrobial agent, may be associated with vulnerability of the stratum corneum from patients with atopic dermatitis to colonization by Staphylococcus aureus. J Invest Dermatol. 2002 Aug;119(2):433-9.
  37. Fritz SA, Hogan PG, Hayek G, et al. Staphylococcus aureus colonization in children with community-associated Staphylococcus aureus skin infections and their household contacts. Arch Pediatr Adolesc Med. 2012 Jun 1;166(6):551-7.
  38. Lamagni TL, Neal S, Keshishian C, et al. Severe Streptococcus pyogenes infections, United Kingdom, 2003-2004. Emerg Infect Dis. 2008 Feb;14(2):202-9.
  39. Chamlin SL, Kao J, Frieden IJ, et al. Ceramide-dominant barrier repair lipids alleviate childhood atopic dermatitis: changes in barrier function provide a sensitive indicator of disease activity. J Am Acad Dermatol. 2002 Aug;47(2):198-208.
  40. Novotny J, Hrabalek A, Vavrova K. Synthesis and structure-activity relationships of skin ceramides. Curr Med Chem. 2010;17(21):2301-24.
  41. Available at: http://www.oryza.co.jp/html/english/pdf/ceramide_clinical.pdf. Accessed August 25, 2014
  42. Goldstein AM, Abramovits W. Ceramides and the stratum corneum: structure, function, and new methods to promote repair. Int J Dermatol. 2003 Apr;42(4):256-9.
  43. Feingold KR, Elias PM. Role of lipids in the formation and maintenance of the cutaneous permeability barrier. Biochim Biophys Acta. 2014 Mar;1841(3):280-94.
  44. Harding CR. The stratum corneum: structure and function in health and disease. Dermatol Ther. 2004;17(Suppl):6-15.
  45. Wong DJ, Chang H. Stem Book; 2009: Cambridge, MA. HY Skin tissue engineering.
  46. Rogers J, Harding C, Mayo A, Banks J, Rawlings A. Stratum corneum lipids: the effect of ageing and the seasons. Arch Dermatol Res. 1996 Nov;288(12):765-70.

  47. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12140465

  48. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11722487

  49. J Am Acad Dermatol. 2014 Jul;71(1):177-84.

  50. J Invest Dermatol. 2002 Aug; 119( 2): 433-9

  51. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11306710

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: