Início » EVIDÊNCIAS » TRATE A ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA, TERAPIA ANTIOXIDANTE – DETOX – ALTERNATIVA!

TRATE A ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA, TERAPIA ANTIOXIDANTE – DETOX – ALTERNATIVA!

Categorias

Anúncios

PUBLICADO EM 10 DE ABRIL DE 2018 – SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO – MG

Para receber um tratamento envie emails para – juliocaleiro@hotmail.com

Ou ligue no telefone – 35 3531-8423 –

————————————————————————————

 

ELA2

Terapia de desintoxicação para ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA! 

 


By, Ed. Júlio Caleiro – Nutricionista Generalista

Terapia de desintoxicação – Desintoxicação é vital para pacientes portadores de ELA, pois há evidências consideráveis ​​e crescentes de que as toxinas ambientais desempenham um papel importante em vários distúrbios neurológicos, incluindo ELA, doença de Alzheimer, doença de Parkinson e esclerose múltipla. A exposição a toxinas ambientais, incluindo metais tóxicos e produtos químicos, é conhecida por produzir neuro-degeneração . Essas toxinas devem ser eliminadas para que o corpo inicie um processo de regeneração celular. Leia abaixo as formas mais eficazes de livrar o organismo de substâncias tóxicas, metais pesados e produtos químicos tóxicos.

Nosso mundo tóxico!
Estamos atualmente sendo expostos a centenas de milhares de compostos tóxicos na forma de produtos químicos inorgânicos e metais tóxicos. Essas substâncias estão em toda parte, do ar que respiramos, dos alimentos que comemos, da água que bebemos, da água em que nos banhamos, dos remédios que usamos, das vacinas que damos a nossos filhos, da fumaça que inalamos, dos produtos de limpeza os pesticidas e inseticidas com os quais entramos em contato – a lista continua e enorme. Pacientes que estão acometidos de ELA devem fazer o protocolo de tratamento para intensificar a varredura dessas substâncias através de enzimas presente no organismo chamas de catalase, superóxido dismutase 2 e glutation peroxidase, e também na ativação do sistema de quelação pelos suplementos. Para isso entre em contato no email acima para adquirir orientação expressa ou receber o tratamento.

Nossos corpos se tornaram um local virtual de despejo de centenas desses metais e produtos químicos tóxicos. Estudos indicam que temos entre 400 e 800 resíduos tóxicos de metal e químicos armazenados em nossas células de gordura e nossos tecidos e órgãos. É ainda pior para aqueles que usam drogas ilícitas, que contêm mais toxinas do que imaginamos. Mais frequentemente esses vão eventualmente precisar de desintoxicação completa para ajudar no processo de eliminação dessas substâncias e ajudar que o paciente não tenha recaídas para drogadição.

Altamente recomendado: Uma análise de minerais no tecido capilar (HTMA) é um teste de rastreio simples e não invasivo que pode ser usado para descobrir se você tem um problema com metais pesados inicialmente, onde o Dr. Júlio Caleiro estará analisando e incrementando isso ao tratamento. Isso é especialmente útil para a prescrição do programa de tratamento com os suplementos para a mudanças de estilo de vida.

Relatório de teste de análise de cabelo

Um teste ESPECÍFICO QUE SERÁ SOLICITADO ajudará o paciente a encontrar toxicidades ocultas, ajudará a identificar a fonte de exposição a metais pesados ​​e sugerirá maneiras de equilibrar os minerais essenciais e de eliminar os metais tóxicos através da terapia que será proposta individualmente a cada paciente. É importante notar que as pessoas podem melhorar e muito com a desintoxicação, mesmo quando diagnosticadas com uma doença grave, como a ELA dentre outras patologias, e ajudar o DEPENDENTE QUÍMICO não ter recaídas e sair mais facilmente do vício. Remoção de metais tóxicos pode aliviar alguns dos sintomas da doença, e às vezes até retardar a progressão da doença por completo! Este exame pode fornecer as informações extras necessárias para assumir o controle adicional de sua saúde. Eu recomendo também um teste de análise mineral do tecido capilar específico algumas vezes ao ano, como forma de receber informações que você podemos usar para ajustar o programa de tratamento suplementar e acelerar seu retorno à saúde ou diminuir seus sintomas de uma vez. De acordo com Dr. Andrew Hall Cutler, PhD., Livros-texto médicos padrão mencionam que tanto o mercúrio quanto o envenenamento por chumbo podem ser facilmente confundidos com ELA. Com isso em mente, parece prudente que qualquer pessoa que apareça com ELA seja examinada quanto à toxicidade por metais pesados e tratada. Estudos mostram até reversão completa da doença ou dos sintomas já predispostos. Pode-se realmente fazer algo sobre o envenenamento por metais pesados, enquanto a maioria das pessoas com ELA eventualmente sucumbe à progressão da doença e à morte. O Dr. Cutler menciona que ele conhece pessoalmente vários casos em que os pacientes foram diagnosticados erroneamente com ELA, quando de fato sofreu intoxicação por metais pesados! As pessoas foram tratadas da toxicidade de metais pesados e recuperaram sua saúde completamente. Isso inclusive foi publicado em artigos científicos, ou seja, doenças mimetizadas por influência de metais pesados, e na ELA coincide exatamente pois a enzima mutada SOD1 é a enzima específica na varredura de radicais livres, onde nesses pacientes encontra-se mutada não realizando sua função corretamente sendo a causa específica de ELA esporádica.

Para mais informações e para solicitar a análise mineral do tecido capilar entre em contato com o Dr. Júlio Caleiro no email e telefones acima. A Agência de Proteção Ambiental estimou que não podemos metabolizar a maioria desses produtos químicos e metais. Então, o que acontece com eles depois de termos sido expostos? Eles se acumulam em nossas células adiposas, em nossos órgãos como o fígado, os rins e o cérebro, em nossas glândulas, como a tireóide e as glândulas supra-renais, e no sistema nervoso central desencadeando tais doenças. Juntos, esses produtos químicos e metais resultam em uma condição de sobrecarga tóxica crônica em nossos corpos. À medida que essas toxinas se acumulam, elas bloqueiam os locais receptores de minerais essenciais, de modo que minerais como ferro, cálcio e magnésio não podem ser utilizados e absorvidos. Isso causa disfunção enzimática, deficiências nutricionais, desequilíbrios hormonais, distúrbios neurológicos, danos à química do cérebro e pode até levar a distúrbios autoimunes, câncer e outras condições crônicas debilitantes.

Uma Predisposição Genética para a Sobrecarga Tóxica?

Então, por que algumas pessoas que foram expostas a essas toxinas desenvolvem distúrbios neurológicos, enquanto outras não? Para alguns, pode ser uma questão de grau – quanto mais toxinas você estiver exposto no decorrer de sua vida, mais eles se acumulam nos órgãos e tecidos adiposos do corpo, até que, por fim, o corpo experimenta uma sobrecarga tóxica. Outros sugeriram que algumas pessoas podem ter um erro inato (genético) no “metabolismo do metal”, o que significa que não podem desintoxicar metais prejudiciais como outros, e assim essas toxinas continuam se acumulando no corpo. Para constar, 95% das crianças autistas por exemplo, não têm a proteína metalotioneína, que desintoxica metais pesados ​​e, sem essa proteína as toxinas se acumulam em seus tecidos. É concebível que outras pessoas também possam ter esse distúrbio do metabolismo do metal, resultando em desafios neurológicos e outras desordens que é o caso da ELA.

As fontes mais comuns de toxicidade química e de metais.

Os metais pesados ​​que mais comumente causam intoxicação são ferro, chumbo, cádmio (encontrado nos cigarros), arsênico e mercúrio. Outros incluem alumínio, antimônio, cromo, cobalto, cobre, manganês, níquel, selênio, estanho, tálio e urânio. Outras fontes de envenenamento incluem pesticidas, inseticidas, fungicidas, guerra química, radiação e produtos químicos comuns como benzeno, dióxido de carbono, clorofórmio, diclorobenzeno, DDT, formaldeído, hexano, tolueno, tricloroetileno (TCE) e xileno.

Assuma o controle do seu ambiente!

Neste relatório, concentro-me em um fenômeno comum, mas não bem compreendido, dos efeitos tóxicos de químicos ambientais e poluentes, e como eles podem afetar a saúde do seu corpo e produzir doenças neurológica como ALZHEIMER, ELA, PARKINSON e outras. Então, se você está experimentando sintomas neurológicos, confira as toxinas comuns que você pode ser exposto, tanto em casa como no trabalho, e tomar medidas para reduzir a sua exposição. E por último mas não menos importante, desintoxique seu corpo desses metais pesados, produtos químicos e outras toxinas que podem estar escondidos em seus tecidos corporais. Ao seguir estes passos, você irá percorrer um longo caminho para salvar sua saúde.

Fique longe de toxinas!

Se você estiver com sintomas de ELA ou qualquer outro distúrbio neurológico, a partir deste ponto:

1. Não fume.
2. Não use drogas recreativas.
3. Não beba álcool.
4. Use produtos de limpeza domésticos e pesticidas ambientalmente seguros.
5. Use equipamento de proteção para reduzir a exposição a riscos no local de trabalho.
6. Desintoxique seu corpo.

Existem outras 2 dezenas que podemos nos expor.

Tratamentos para sobrecarga tóxica!
O principal tratamento de desintoxicação para a maioria dos metais pesados ​​é a terapia de quelação . Agentes quelantes são substâncias que passam pelo corpo para atrair e ligar metais pesados. Os metais são então excretados. Os agentes quelantes são geralmente administrados em forma de comprimidos ou em cápsulas, mas também podem ser administrados por via intravenosa, por supositório ou por injeção. Geralmente leva de muitos meses para a terapia de quelação para remover metais tóxicos.

Agentes quelantes naturais incluem combinações de ervas, aminoácidos e outros suplementos nutricionais não aqueles da medicina que podem ocasionar efeitos graves. A desvantagem para a maioria destes é o tempo que leva para realmente limpar o corpo de metais e produtos químicos tóxicos, mas são seguros e fazem a varredura por completo. Por exemplo, certos elementos tóxicos podem ser removidos tomando combinações específicas de minerais e vitaminas. Um regime diário de seis comprimidos de um tipo específico de magnésio, mais cálcio específico na sua quelação em doses certas , e o / magnésio tomado com suco de limão fresco foi demonstrado livrar o corpo de arsênico – eventualmente. Mas a esse ritmo, pode levar meses para eliminar todos os produtos químicos e metais do corpo.

Produtos químicos e metais pesados ​​não são removidos somente pelo jejum, devem ser acompanhados de alguns suplementos quelantes!

Um olhar mais atento aos quelantes
Os quelantes mais comuns prescritos pela profissão médica são EDTA, DMPS e DMSA. Esses quelantes são medicamentos que salvam vidas em casos de intoxicação por metais AGUDO. Destes, o DMSA e o DMPS, em especial, acarretam riscos de danos e só devem ser usados ​​como último recurso. O EDTA é geralmente administrado por via intravenosa, embora recentemente tenha sido disponibilizado em forma de comprimidos. Normalmente, vinte a trinta ou mais tratamentos IV são necessários para eliminar toxinas do corpo, e as sessões duram de 90 minutos a 3 horas. Os efeitos colaterais podem incluir tontura, dor de cabeça, náusea leve ou irritação no local do IV, por isso não aplico este tipo de quelação pois os efeitos são bem agudos!

O EDTA oral administrado em forma de comprimido é mais fácil e mais conveniente do que a versão IV, mas grandes quantidades devem ser tomadas para que ele tenha um efeito benéfico. Infelizmente, tomar essas grandes quantidades pode causar efeitos colaterais em pessoas sensíveis, por isso, deve ser usado com cuidado e só deve ser usado por um período de tempo prescrito. Principalmente estes produtos de quelação oral com EDTA são projetados para remover o colesterol e depósitos de cálcio nas artérias e remover metais tóxicos apenas como uma função secundária.

O DMPS também pode ser tomado por via oral, intravenosa ou como um supositório, embora seja mais comumente administrado como uma infusão ou injeção. É uma droga experimental e NÃO foi aprovada pelo FDA. Sua principal utilidade é o envenenamento por metais graves, quando todos os outros métodos de desintoxicação foram esgotados.

Tem havido relatos de efeitos colaterais graves e devastadores com a DMPS, uma vez que ela trabalha muito rapidamente ao excretar os metais tóxicos na corrente sanguínea e da corrente sanguínea para os rins. Alguns cientistas acreditam que os efeitos colaterais severos experimentados por algumas pessoas são o resultado do excesso de mercúrio ou outros metais sendo despejados na corrente sanguínea de uma só vez, o que sobrecarrega os órgãos de excreção, ou seja, o fígado e os rins. Em vez de serem adequadamente excretados, esses metais tóxicos são redistribuídos e reabsorvidos pelos órgãos vitais, onde envenenam o sistema imunológico e o sistema nervoso central.

Os efeitos colaterais em pessoas que geralmente toleraram o DMPS incluem tontura e fraqueza, diminuição da pressão arterial e sintomas semelhantes aos da gripe.

NÃO É RECOMENDADO para pessoas que ainda têm seus recheios de amálgama, pois o DMPS pode entrar rapidamente na saliva e começar a dissolver os metais na boca, resultando em envenenamento agudo.

Contra-indicações para o DMPS:

1. Enchimentos de amálgama
2. Alergia a fármacos sulfa ou sulfitos
3. Níveis elevados de cádmio, ferro ou selénio
4. Níveis elevados de cobre

Se você considerar o DMPS, certifique-se de não ter nenhum dos fatores de risco acima. Certifique-se de que seu sistema gastrointestinal, fígado e rins estejam funcionando adequadamente. Se você não puder eliminar as toxinas, você as reabsorverá.

Antes de realizar qualquer tratamento DMPS, recomendo que você visite o site http://www.dmpsbackfire.com . Este site altamente informativo fornece informações detalhadas sobre vários quelantes químicos, bem como histórias de casos.

DMSA vem em forma de cápsula ou supositório e é considerado muito mais seguro que o DMPS. Em estudos de pesquisa, o DMSA provou ser três vezes menos tóxico que o DMPS. Seu nome comercial é Chemet.

O DMSA é comumente prescrito oralmente. A administração oral é geralmente mais segura, porque um paciente pode monitorar a dose e testar os efeitos colaterais. Os efeitos colaterais do DMSA incluem diarréia, náusea, vômito, perda de apetite e erupções cutâneas. Tal como acontece com outros fármacos quelantes, a função renal e hepática deve ser monitorizada de perto.

Alternativas Naturais à Terapia Quelante Tradicional
Os seguintes produtos de desintoxicação podem ser uma alternativa segura aos quelantes tradicionais usados ​​na terapia de quelação para remoção de metais pesados ​​e poluentes químicos. Use argila de banho de bentonita purificada para desintoxicar metais e produtos químicos. Uma vez que você tenha uma linha de base a partir dos resultados da análise do tecido capilar, você pode embarcar em um programa de desintoxicação para remover os íons de metais pesados ​​que são tóxicos para o seu corpo. A argila de bentonita de sódio pode ser uma maneira muito simples e eficaz de remover metais pesados contaminantes dos tecidos superficiais do corpo.
Quando você mistura argila de bentonita com água, ela cria uma grande área de superfície carregada negativamente. Quando o corpo está em uma banheira de água morna, a água quente abre os poros da pele, e as partículas tóxicas carregadas positivamente são atraídas pelos poros da pele, para serem absorvidas pela argila. Porém não o faça por conta, entre em contato no email acima para a prescrição e o tempo correto para o início da terapia.

A maioria das toxinas químicas e metálicas tem uma carga positiva, enquanto a argila tem uma carga negativa. Assim, as toxinas não resistem a ser atraídas para o barro. A argila bentonítica tem uma grande capacidade de absorver muitas vezes o seu próprio peso em toxinas. Em outras palavras, banhos de barro foram mostrados literalmente puxar poluentes através da pele, livrando-se de muitos meses e anos de acumulações tóxicas, revertendo assim as doenças e sintomas da ELA e outras doenças correlacionadas. É importante que você encontre uma argila de bentonita sódica que tenha sido purificada, de modo que não contenha mofo, levedura, bactéria ou fungo. Além disso, ajuda a usar uma argila que se mistura bem e se dispersa facilmente com água morna para obter máxima eficácia. Algumas argilas não se misturam bem na banheira, deixando-o com uma limpeza complicada e confusa.

Glutationa – um importante desintoxicante usado em pacientes de E.L.A
A glutationa é uma cadeia curta de aminoácidos chamada peptídeo. É composto por três aminoácidos: glicina, glutamina e cisteína. A glutationa é um dos principais agentes na desintoxicação do corpo de muitos poluentes tóxicos, incluindo metais tóxicos e produtos químicos. A deficiência de glutationa prejudica a capacidade do corpo de se livrar de toxinas, sejam elas ambientais ou subprodutos do metabolismo celular, um dos melhores suplementos a ser usado aos pacientes de ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA em altas doses. Se tivermos níveis baixos de glutationa, lentamente nos tornamos tóxicos, armazenando venenos em nossos tecidos, órgãos, músculos e cérebro. Nós simplesmente não podemos desintoxicar eficazmente se os nossos níveis de glutationa são muito baixos, não importa qual a forma de desintoxicação que realizamos.

A glutationa é produzida por todas as células do corpo e é o principal agente antioxidante e desintoxicante do corpo. Em uma revisão, quase 80% das pessoas com doenças crônicas foram consideradas deficientes em glutationa. De fato, baixos níveis de glutationa estão envolvidos em todos os estados de doença. Por quê? – porque quanto mais pesada a carga tóxica acumulada no corpo, maior o esgota de glutationa. Por exemplo: Uma molécula de mercúrio usa uma molécula de glutationa. Como todos os distúrbios degenerativos crônicos são desencadeados, em parte, pela carga tóxica, não é de se admirar que os níveis de glutationa sejam um marcador tão importante.

A glutationa é um suplemento extremamente difícil de absorver. A maioria dos suplementos orais é inútil, porque o trato digestivo destrói o nutriente antes que ele possa ser absorvido, o Dr. Júlio prescreverá a dose certa pelo peso do paciente e gravidade da doença, na forma sublingual. Suplementos como o NAC podem ajudar seu corpo a produzir mais glutationa, mas o efeito é moderado. É por isso que a terapia intravenosa já foi considerada a única terapia que realmente funciona ou na forma sublingual. De acordo com o Dr. Marcus Laux, é importante encontrar um suplemento oral de glutationa que seu corpo possa realmente absorver. Ele sobrevive à viagem através de seus intestinos porque a glutationa está contida em pequenas bolsas microscópicas chamadas lipossomas. Assim, a glutationa entra na corrente sanguínea intacta. Segundo o Dr. Laux, os lipossomas foram recentemente testados em estudos científicos rigorosos, e foram encontrados para ter uma incrível taxa de absorção de 90%. Isso é comparável à terapia de glutationa intravenosa, por uma fração do custo.

Um estudo de cultura de células foi realizado em g lutathione na Escola de Medicina Robert Wood Johnson por Gail Zeevalk, PhD. O estudo mostrou a natureza neuroprotetora da glutationa a partir de danos causados ​​pelos conhecidos neurotóxicos maneb (fungicida) e paraquat (herbicida).

Terapia de sauna infravermelho adequada FAR pode ser favorável para:

Desintoxicação
Melhoria da saúde do sistema imunológico
Melhoria da saúde cardiovascular
Stress Releif
Gerenciamento de peso e celulite
Alívio da dor
Embelezamento da Pele

As saunas infravermelhas DISTANTES ajudam a realizar a desintoxicação da seguinte maneira: Existe uma camada de gordura e óleo logo abaixo da superfície da pele. A luz infravermelha FAR ressoa com as moléculas de água dentro dessas células lipídicas ou gordurosas. Esta ativação vigorosa da molécula de água estimula as células adiposas a excretar toxinas. Essas toxinas serão liberadas através dos canais de suor da pele, como resultado da alta temperatura da sauna. Como o suor e o óleo são secretados, as toxinas dissolvidas nelas também são secretadas. Ao excretar essas toxinas e depois lavá-las do corpo, a carga tóxica no corpo diminui e a saúde celular melhora e reverter os sintomas da ELA e demais doenças. As glândulas de óleo ajudam a remover as toxinas solúveis em óleo que o corpo teria dificuldade em eliminar. Criamos um mundo repleto de toxinas solúveis em óleo, como gasolina, solventes, pesticidas, ingredientes em pastas de dente, produtos para cuidados pessoais, etc., que o corpo não consegue descartar com eficiência. Quanto mais tempo a pele é aquecida, mais as toxinas solúveis em óleo são eliminadas.

Aquecedores de Bio-ressonância ™

A Thermal Life® Sauna utiliza aquecedores cerâmicos Bio-Resonance ™ especialmente projetados que fornecem o nível ideal de exposição infravermelha distante, não importa onde você esteja no processo de desintoxicação. Uma característica especial do aquecedor de bio-ressonância é a natureza dos raios infravermelhos que são emitidos. FAR infravermelho é uma banda de energia eletromagnética, assim como a luz visível e a luz ultravioleta são.

A diferença entre a luz visível e o infravermelho distante é que não podemos ver o infravermelho distante. O infravermelho distante afeta o corpo de forma diferente da luz ultravioleta ou infravermelha próxima. As lâmpadas de calor emitem perto do infravermelho, que é absorvido apenas pela superfície da pele. FAR, por outro lado, é absorvido pelo corpo até uma profundidade de 1 e meia polegada. É experimentado como uma sensação de calor mais suave que é bastante agradável.

Raios infravermelhos FAR também estimulam a produção de endorfinas, os “hormônios da alegria”, e têm sido prescritos para a dor por um longo tempo. A tecnologia de aquecimento por bio-ressonância garante uma experiência agradável e desintoxicante.

O EFEITOS ESPETACULARES DO  R-ALFA LIPÓICO EM PACIENTES DE E.L.A e outras!

(Não é qualquer ácido lipóico!)

Ácido R-lipóico para remoção de íons de metal do cérebro, sendo tanto solúvel em água quanto lipossolúvel, o ácido R-lipóico passa pela barreira hematoencefálica e tem demonstrado quelar metais como o mercúrio, que pode se ligar a células gordurosas e neurônios do cérebro. Também foi mostrado para ajudar a diminuir metais do fígado também. O ácido R-lipóico também prolonga a vida de outros antioxidantes como vitamina C, vitamina E, selênio e CoQ10 no organismo que em altas doses reverte sintomas graves de doenças citadas. Isso é importante porque uma carga de metais pesados ​​cria mais atividade de radicais livres. Quanto mais tempo um antioxidante puder eliminar esses radicais livres, menos a reação de “limpeza de desintoxicação” poderá durar. Existem duas formas de ácido alfa-lipóico, uma forma S e uma forma R. Os pesquisadores acreditam que o R-Form pode ser “até 12 vezes mais eficaz” do que o ácido alfa-lipóico comum que contém um subproduto sintético, que pode inclusive piorar a situação clínica do pacientes, onde a maioria dos suplementos são feitos e não adianta absolutamente nada!

 

Procure o Dr. Júlio Caleiro  através dos telefones e email citado para atendimento e tratamento.

JULIOCALEIRO@HOTMAIL.COM

——————————————————————————

Referência:

1- COPYRIGHT EVENBETTERHEALTH- 2018

 

 

 

 

 

 

TRATAMENTO ALTERNATIVO – Não se destina a substituir as recomendações ou conselhos do seu médico ou médico. Por favor, consulte um médico sobre a aplicabilidade de qualquer opinião ou recomendação com relação aos seus sintomas ou condição de saúde.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: