Início » EVIDÊNCIAS » (Informativo) – NEUROFIBROMATOSE 1 e 2 PODEM E DEVEM SER TRATADAS COM VITAMINA D3!

(Informativo) – NEUROFIBROMATOSE 1 e 2 PODEM E DEVEM SER TRATADAS COM VITAMINA D3!

Categorias

Anúncios

Publicado em 24 de Janeiro de 2018 – São Sebastião do Paraíso -MG –

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423


neuro

By, Júlio Caleiro – Nutricionista

 

A neurofibromatose, também conhecida como Doença de Von Recklinghausen, é uma doença hereditária que se manifesta por volta dos 15 anos e que provoca o crescimento anormal de tecido nervoso pelo corpo, formando pequenos tumores externos, chamados de neurofibromas.

Geralmente a neurofibromatose é benigna e pode ser dividida em dois grupos:

  • Neurofibromatose tipo 1: causada por mutações no cromossomo 17 que reduzem a produção de neurofibromina, uma proteína utilizada pelo organismo para evitar o surgimento de tumores. Este tipo de neurofibromatose também pode provocar perda de visão e impotência;
  • Neurofibromatose tipo 2: provocada por mutações no cromossomo 22, diminuindo a produção de merlina, outra proteína que suprime o crescimento de tumores em indivíduos saudáveis. Este tipo de neurofibromatose pode causar perda de audição.

A neurofibromatose não tem cura, mas pode ser tratada com cirurgia e radioterapia para diminuir o número e tamanho dos tumore, pela medicina convencional. Porém, sob tratamento alternativo o uso da vitamina D vêm se mostrando cada vez mais promissora na diminuição dos sintomas da doença, bem como regressão das manchas (fibromas), o aparecimentos dos pequenos nódulos na pele e também dos problemas ósseos. Abaixo segue alguns resumos de estudos que foram feitos, inclusive na renomada clínica Mayo.

 

Estudos:

1- Deficiência de vitamina D associada a número de neurofibromas na neurofibromatose
“A baixa concentração sérica de vitamina D e o número de neurofibromes dérmicos relatados por pacientes com NF1 correlacionados (rho de Spearman = -0,572, p <0,00001). A ocorrência de baixas concentrações séricas de vitamina D em pessoas com NF1, especialmente aquelas com muitos neurofibromas dérmicos, podem fornecer novos pontos de vista patogênicos e ter importantes implicações terapêuticas “.

2- Alta rotatividade óssea e acumulação de osteóide em pacientes com neurofibromatose
“Os pacientes com NF1 exibem níveis séricos de 25- (OH) -leclociferol ( vitamina d) significativamente baixos e diminuição da DMO em comparação com os indivíduos de controle …. Para abordar a questão e saber se a normalização da homeostase de cálcio melhora a DMO em pacientes com NF1, tratamos quatro pacientes com colecalciferol por 1 ano, o que resultou em um aumento significativo da DMO.
CONCLUSÃO: Em conjunto, nossos dados fornecem a primeira análise histomorfométrica completa de pacientes com NF1. Além disso, eles sugerem que os baixos níveis de vitamina D contribuem significativamente para os defeitos esqueletais associados à doença “.
(Resumo: Os pacientes com NF1 têm níveis significativamente mais baixos de vitamina D e menor densidade da massa óssea. A substituição da vitamina D ajuda a corrigir os problemas ósseos).

“A aplicação da pomada de vitamina D3 na pele, em combinação com frequência de rádio pulsada intensa, pode ser benéfica no tratamento de lesões pigmentadas associadas à neurofibromatose 1 (NF1)”. – Mayo Clinic

Outros artigos: 

Ajudar a saúde dos ossos (e dentes)
“As pessoas com NF1 ( neurofibromatose 1) parecem metabolizar a vitamina D de forma diferente do resto da população. O resultado é que os indivíduos com NF1 efetivamente podem ter uma deficiência de vitamina D.  O efeito negativo principal e prejudicial reflete na saúde óssea. O osso é um tecido que diminui ao longo da vida e precisa de vitamina D para manter saudável. A boa notícia é que estudos em andamento estão apontando para a possibilidade de que indivíduos com NF1, devam tomar quantidades elevadas adicionais de suplementos de vitamina D, onde vão observar um efeito positivo na saúde óssea. Não há evidências de que a vitamina D possa ser prejudicial para alguém com NF1. “- vitaminas de alimentos, etc.

————————————————————————————————————

Referências:

1-https://www.inspire.com/groups/neurofibromatosis-network/discussion/food-vitamins-etc/

2-https://www.mayoclinic.org

3-http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19415373

4-http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16571643

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: