Início » EVIDÊNCIAS » Esclerose lateral amiotrófica e naltrexona em baixas doses

Esclerose lateral amiotrófica e naltrexona em baixas doses

cerebro6-250x203
Em 09 de dezembro de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.
Dois pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA) avançada experimentaram significante melhora da respiração, comprovada pelo aumento da capacidade vital forçada. Um dos pacientes melhorou 25% dos seus sintomas em dois meses e o outro melhorou 11% dos sintomas. A dose que funcionou melhor foi de 4,5 mg ao deitar e a melhoria da capacidade respiratória continuou estável.
Apresente esta terapia ao seu médico, e solicite orientação médica para que seja aplicada em seu tratamento de saúde.
Referência:
Bihari B First Annual low dose naltrexone conference at the New York Academy of Sciences; June 11, 2005

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: