Início » EVIDÊNCIAS » Proteção contra açúcar elevado no sangue e glicação com Benfotiamina (B1)

Proteção contra açúcar elevado no sangue e glicação com Benfotiamina (B1)

diabetes-mortalidade-20110303-size-598

Em 13 de novembro de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

Por décadas, os médicos europeus tem prescrito para pacientes diabéticos uma forma lipossolúvel de vitamina B1 chamada BENFOTIAMINA, para tratar neuropatias e ajudar a prevenir complicações como cegueira, insuficiência renal, ataque cardíaco e amputação de membros.

Benfotiamina impede que níveis elevados de açucar no sangue danifiquem os nervos e pequenos vasos sanguíneos. Inime ainda a formação de produtos finais de glicação avançada tanto em organismos diabéticos como em normais. A glicação não prejudica só pessoas diabéticas, prejudica também o não diabético. A glicação provoca danos não somente no rim, sistema nervoso e retinas em pacientes diabéticos, mas é também um fator contributivo para doenças cardiovasculares, e outras desordens do envelhecimentos em adultos sem diabetes. (Ann NY Acad Sci. 2005 Jun;1043:784-92.; Eur Rev Med Pharmacol Sci. 2007 May;11(3):155-63.; Cell Biochem Biophys. 2007;49(1):48-63.)

Verificaremos como benfotiamina pode ajudar a proteger contra os perigos do açúcar no sangue e reações tóxicas de glicação.

As moléculas de açúcar em excesso por longos períodos causam estragos no tecido humano. Essa maior exposição açúcar nos leva acreditar que seja a principal razão do aumento do número de pessoas com diabetes tipo 2 no mundo.

Estudos com pacientes diabéticos tem demonstrado que a exposição prolongada ao tecido de elevados níveis de glicose, resultada na produção de uma classe de moléculas chamadas de ‘produtos finais de glicação avançada (AGEs). Estas moléculas são proteínas e gorduras que se ligaram a algumas das molélulas de acúcar encontradas em altas concentrações no sangue (Diabetes Obes Metab. 2007 May;9(3):233-45.)

Os danos relacionados com a idade envolve um receptor químico específico que responde à presença de moléculas de idade, por induzir a inflamação, essa molécula é denominada RAGE (Int Rev Neurobiol. 2002;50:37-57.) Cientistas acreditam que mudanças relacionadas à idade poderia vir a contribuir para uma expectativa de vida mais longa – Biogerontology. 2008 Jan 4.

Um dos mais importantes compostos naturais que combate o envelhecimento é a vitamina B1, ou tiamina, e seu derivado natural, benfotiamina. A tiamina é um nutriente bastante conhecido que tem milhares de funções em todo o corpo, principalmente na manutenção da saúde e funcionamento normal das células nervosas (Wiad Lek. 2006;59(5-6):383-7.) Tiamina foi demonstrada em interferir no processo AGE/RAGE em diversas formas (J Biol Chem. 1997 Feb 28;272(9):5430-7; Biochem Biophys Res Commun. 1996 Mar 7;220(1):113-9.)

A clara demonstração da capacidade de tiamina bloquear a produção de AGE e seus efeitos, foi fornecido em laboratório em 1996 por pesquisadores italianos, que submeteram células em altos níveis de glicose com e sem suplementação de tiamina. Os pesquisadores mediram a capacidade das células em funcionar normalmente e também a produção de moléculas de idade. A glicose elevada inibiu a reprodução normal celular e a atividade metabólica, mas com a adição de tiamina ocorreu significativa redução da formação total de AGE e aumento de sobrevida das células, restaurando a atividade reprodutiva em níveis normais (Diabetologia. 1996 Nov;39(11):1263-8.)

Com isso, diversos estudos surgiram confirmando que altas doses de tiamina previnem dados induzidos pela glicação em celulas nervosas e em outros tecidos, como o fígado, onde os danos induzidos pela AGE desempenha papel chave no desenvolvimento de cirrose (Ann NY Acad Sci. 2005 Jun;1043:718-24)

Cientista em Toronto foram capazes de evitar danos de glicação em células do fígado, após a suplementação de tiamina, e concluíram que evitar a deficiência de tiamina pode ser uma importante estratégia para prevenção de cirrose (Chem Biol Interact. 2007 Jan 30;165(2):146-54.)

Pesquisadores indianos demonstraram a atividade anticâncer de tiamina. Descobriram que a timina bloqueia a produção de radicais livres, moléculas de idade e por sua vez evita lesões perigosas ao DNA que podem levar a iniciação do câncer (Amino Acids. 2007 Nov;33(4):615-21.)

Assim, pergunta: porque não simplesmente usar tiamina em altas doses para evitar a formação de AGE em diabéticos, e talvez mesmo em pessoas não diabéticas também? A resposta baseia-se no conceito de biodisponibilidade. Nem todas as moléculas benéficas são igualmente bem absorvidas a partir do trato digestivo, e se uma vez absorvidos, seriam metabolizados e bem interpretados nos tecidos alvos. Nutrientes solúveis em água, como a tiamina são bem absorvidos, mas tendem a não penetrar em lipídios (gordura) – já que óleo e água não se misturam bem. Então estes tipos de nutrientes não são tão bem biodisponíveis para tecidos alvos que são compostos de gordura. Levando em consideração ainda que as membranas celulares em si são essencialmente constituída por moléculas lipídicas (gordura).

Felizmente, há uma forma de tiamina altamente biodisponível, já que é solúvel em gordura, chamada BENFOTIAMINA que atinge melhor distribuição ao longo de todo o corpo (Int.J Clin Pharmacol Ther. 1996 Feb;34(2):47-50.; Exp Clin Endocrinol Diabetes. 2001;109(6):330-6.)

Benfotiamina é melhor que tiamina em penetrar nas membranas celulares e protegendo os tecidos vulneráveis a AGE, ajudando a proteger nervos, retina, rins e outras células. Estudos sugerem que os benefícios da benfotiamina podem ultrapassar muito os da tiamina (Int J Clin Pharmacol Ther. 1998 Apr;36(4):216-21.)

*Todas as referências científicas estão citadas no corpo do texto.

Lifeextension.com


1 Comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: