Início » EVIDÊNCIAS » Vitamina D é fundamental no tratamento de Esclerose Múltipla

Vitamina D é fundamental no tratamento de Esclerose Múltipla

Esclerose-Múltipla-2

Em 25 de setembro de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

Pacientes em estágios iniciais da Esclerose Múltipla, com baixos níveis de vitamina D tiveram uma maior progressão e severidade da doença, de acordo com um novo estudo conduzido pela HARVARD SCHOOL OF PUBLIC HEALTH. O estudo foi publicado dia 20 de janeiro de 2014, no JAMA NEUROLOGY. Os resultados sugerem que pacientes em estágios iniciais de Esclerose Múltipla poderiam afastar os sintomas da doença, aumentando a ingestão de vitamina D.

Como os níveis baixos da vitamina D são comuns e podem ser facilmente e com segurança aumentados com suplementação oral, estes resultados podem contribuir para melhores resultados do tratamento para muitos pacientes com esclerose múltipla, declarou o principal autor Dr. Alberto Ascherio, professor de epidemiologia e nutrição na Harvard School.

A esclerose múltipla é uma doença do sistema nervoso central. É estimado pela Organização Mundial de Saúde que cerca de 2,5 milhões de pessoas tem Esclerose Múltipla.

Os pesquisadores analisaram dados de 465 pacientes com esclerose múltipla de 18 países europeus, Israel e Canará. Os cientistas analisaram os níveis de vitamina D dos pacientes, que foram medidos no início dos seus sintomas e em intervalos regulares durante um período de 24 meses – correlacionados com os sintomas da doença e progressão ao longo de um período de 5 anos.

Descobriram que em estágio inicial pacientes com esclerose múltipla que tinham níveis adequados de vitamina D tiveram uma taxa 57% menor de novas lesões cerebrais, uma taxa de recidiva de 57% mais baixa, e uma diminuição anual de 25% do volume de lesão do que aqueles com níveis mais baixos de vitamina D. Perda de volume do cérebro também foi menor entre os pacientes com níveis de vitamina D adequados.

A cada momento surgem mais evidências de que a vitamina D é essencial e fundamental no tratamento de pacientes com esclerose múltipla. Quanto mais cedo for iniciado o tratamento a base de vitamina D maiores são os benefícios e proteção contra a doença. Todavia, a qualquer momento pode ser iniciado este tratamento, já que cada organismo tem suas capacidades próprias de regeneração e regulação.

Referência científica:

Alberto Ascherio, Kassandra L. Munger, Rick White, Karl Köchert, Kelly Claire Simon, Chris H. Polman, Mark S. Freedman, Hans-Peter Hartung, David H. Miller, Xavier Montalbán, Gilles Edan, Frederik Barkhof, Dirk Pleimes, Ernst-Wilhelm Radü, Rupert Sandbrink, Ludwig Kappos, Christoph Pohl. Vitamin D as an Early Predictor of Multiple Sclerosis Activity and Progression. JAMA Neurology, 2014; DOI: 10.1001/jamaneurol.2013.5993


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: