Início » 2014 » julho

Arquivo mensal: julho 2014

Anúncios

L-Arginina beneficia a saúde do coração em vários aspectos

doença-cardíaca

 

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

 

Em 25 de julho de 2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

 

Doença cardíaca é uma das principais causas de morte no mundo. Estudos mostram que L-Arginina ajuda as células endoteliais criarem óxido nítrico suficiente para promover o fluxo de sangue e saúde cardiovascular ideais. É precursor do óxido nítrico. Além disso, L-arginina promove a desintoxicação de amônia do organismo.

Infelizmente, com  a idade a sinalização de óxido nítrico diminui como parte normal do envelhecimento. Se você é um adulto saudável, seu corpo produzirá cerca de 2 à 4 gramas de L-Arginina por dia. A necessidade do seu corpo deste aminoácido pode variar, dependendo de sua saúde geral e uma variedade de fatores, incluindo dieta. A capacidade do corpo produzir L-arginina diminui com a idade, até mesmo logo após os 30 anos de idade. No momento em que se atinge 50 anos de idade, se você um típico adulto saudável, você já estará com uma grande deficiência, e a dieta torna-se ainda mais importante.

A pesquisa científica está repeleta de estudos que comprovam os benefícios da L-arginina para a saúde cardiovascular, em quase todos os ângulos. Vejamos alguns:

  1. Ajuda relaxar os vasos sanguíneos, promovendo um fluxo de sangue ideal – Altern Med Rev. 2005 Mar;10(1):14-23.
  2. Tem efeito protetor na hipercolesterolemia. – Indian Pacing Electrophysiol J. 2009;9(1):45-52
  3. Mantém a pressão arterial em níveis ideais. – Altern Med Rev. 2006 Mar;11(1):23-9.
  4. Melhora a recuperação após cirurgia de ponte de safena. Metabolism. 2009 Sep;58(9):1270-6
  5. Reduz o risco de doença arterial coronariana. J Med. 1999;30(3-4):131-48
  6. Previne da aterosclerose. Int J Cardiol. 2007 Apr 4;116(3):300-8
  7. Trata insuficiência cardíaca.Cardiol J. 2010;17(5):464-70
  8. Beneficia pacientes com desordens de isquemia do miocárdio. Indian J Biochem Biophys. 2009 Dec;46(6):498-502
  9. Ação protetora em pacientes com angina instável e após enfarte do miocárdio. Oxid Med Cell Longev. 2009 Sep-Oct;2(4):231-7
  10. Melhora recuperação após o transplante de coração. Am J Clin Nutr. 2010 May;91(5):1261-7.
  11. Auxiliador importante no tratamento de hipertensão pulmonar hipóxica. Am J Physiol Lung Cell Mol Physiol. 2009 Jun;296(6):L1042-50.
  12. Reduz o risco cardíaco de contraceptivos orais. Gynecol Endocrinol. 2010 Dec;26(12):861-8 

*Todas as referências científicas estão citadas no corpo do texto.

Anúncios

Carne de animais que vivem sob confinamento, pode ser muito prejudicial à saúde.

youtube=http://www.youtube.com/watch?v=enwU5jIXSlU

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

By, Ed Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 24de Julho de 2014. – São Sebastião do Paraíso – MG. Brasil.

——————————————————-
No ano passado, usando dados coletados pelo órgão federal chamado NARM (Sistema Nacional de Acompanhamento Resistência Antimicrobiana), o Grupo de Trabalho Ambiental (EWG) descobriram bactérias resistentes a antibióticos em:

81% peru moído
69% de costeletas de porco
55% de carne moída
39%das peças de frango cru

Apesar dos riscos para a saúde e ambientais bem documentados, a maioria dos consumidores ainda não sabem que 90% de toda a carne de frango e ovos vendidos em os EUA e no mundo vêm de confinamentos (CAFOs) que são hoje um grande gerador de doenças, tanto para os animais quanto para o ser humano.

Hoje, quase 65 bilhões de animais em todo o mundo, incluindo vacas, galinhas e porcos, são amontoados em operações de alimentação de animais sob confinamento, conhecidos como “CAFOs”. Estes animais são presos e torturados em condições de superlotação, insalubres e de cuidados cruéis, o que torna-os praticamente perigosos para nossa alimentação.

Como observado pelo ‘Instituto Cornucópia’, o preço de um (1) frango caiu dramaticamente nas últimas décadas, tornando-se a carne mais barata disponível, como resultad o consumo dobrou desde 1970.
O frango possui uma fonte saudável de alta qualidade nutricional porém como se vê, é praticamente impossível sob produção em massa, ter frangos seguros para alimentação, e que sejam realmente alimentos nutritivos de forma ideal, e por preços baixíssimos! Procure frango criados livremente, se possível sem ração e que se alimenta em pastos livre, o preço será pouco maior, porém a garantia de saúde não tem preço. Frango caipira!

———————————————–

Referência:

Dr Mercola; MD.
Cornucopia Institute July 7, 2014
2 CDC Threat Report 2013 Summary
3 Cornucopia Institute July 7, 2014
4 Food Poisoning Bulleting July 8, 2014
5 Reuters July 9, 2014
6 NPR July 9, 2014
7 Fox News June 17, 2014
8 BBC News June 15, 2014
9 Medicinenet.com July 8, 2014
10 Foodsafetynews.com August 12, 2011
11 Foodsafetynews.com August 12, 2011
12 Realmilk.com July 29, 2012

CARNE DE ANIMAIS EM CONFINAMENTO PODE SER MUITO PREJUDICIAL AO ORGANISMO HUMANO

By, Ed Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 24 de Julho de 2014. – São Sebastião do Paraíso – MG. Brasil.

——————————————————-
No ano passado, usando dados coletados pelo órgão federal chamado NARM (Sistema Nacional de Acompanhamento Resistência Antimicrobiana), o Grupo de Trabalho Ambiental (EWG) descobriram bactérias resistentes a antibióticos em:

81% peru moído
69% de costeletas de porco
55% de carne moída
39%das peças de frango cru

Apesar dos riscos para a saúde e ambientais bem documentados, a maioria dos consumidores ainda não sabem que 90% de toda a carne de frango e ovos vendidos em os EUA e no mundo vêm de confinamentos (CAFOs) que são hoje um grande gerador de doenças, tanto para os animais quanto para o ser humano.

Hoje, quase 65 bilhões de animais em todo o mundo, incluindo vacas, galinhas e porcos, são amontoados em operações de alimentação de animais sob confinamento, conhecidos como “CAFOs”. Estes animais são presos e torturados em condições de superlotação, insalubres e de cuidados cruéis, o que torna-os praticamente perigosos para nossa alimentação.

Como observado pelo ‘Instituto Cornucópia’, o preço de um (1) frango caiu dramaticamente nas últimas décadas, tornando-se a carne mais barata disponível, como resultad o consumo dobrou desde 1970.
O frango possui uma fonte saudável de alta qualidade nutricional porém como se vê, é praticamente impossível sob produção em massa, ter frangos seguros para alimentação, e que sejam realmente alimentos nutritivos de forma ideal, e por preços baixíssimos! Procure frango criados livremente, se possível sem ração e que se alimenta em pastos livre, o preço será pouco maior, porém a garantia de saúde não tem preço. Frango caipira!

———————————————–

Referência:

Dr Mercola; MD.
Cornucopia Institute July 7, 2014
2 CDC Threat Report 2013 Summary
3 Cornucopia Institute July 7, 2014
4 Food Poisoning Bulleting July 8, 2014
5 Reuters July 9, 2014
6 NPR July 9, 2014
7 Fox News June 17, 2014
8 BBC News June 15, 2014
9 Medicinenet.com July 8, 2014
10 Foodsafetynews.com August 12, 2011
11 Foodsafetynews.com August 12, 2011
12 Realmilk.com July 29, 2012

LEITE PASTEURIZADO E UHT, VERSUS LEITE CRU, IN NATURA

Publicado em 23 de Julho de 2014 – São Sebastião do Paraíso -MG

leite

 

 

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

 

By Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista –

Não sou muito fã de leite de vaca, mas na forma in’natura cru, pode ser um alimento quase completo, principalmente para crianças. O grande vilão talvez seja o leite pasteurizado e UHT( caixinha). Por exemplo, o leite cru está carregado com bactérias saudáveis ​​que são boas para o trato gastrointestinal boas quantidades de ômega-3 e pobre em ômega-6, que é a relação benéfica entre estes dois ácidos graxos essenciais.

O leite cru é um alimento com mais de 60 enzimas digestivas, possui fatores de crescimento, e as imunoglobulinas (anticorpos). Estas enzimas são destruídas durante a pasteurização ( aquecimento) ou seja o leite pasteurizado e UHT, o que torna muito mais difícil de digestão inclusive. Carregado com vitaminas (A, B, C, D, E e K) em formas altamente disponível o leite cru é possui uma combinação equilibrada de minerais (cálcio, magnésio, fósforo e ferro), cuja absorção é aumentada por lactobacilos vivos. Também é rico em ácido linoleico conjugado (CLA), que combate o câncer e aumenta o colesterol não oxidado saudável. Rico em gorduras benéficas, aminoácidos e proteínas numa forma altamente disponível, todos estes 100% digeríveis, Também contém fosfatase, uma enzima que ajuda e auxilia a absorção de cálcio nos ossos, e a enzima lipase que contribui para hidrolisar e absorver gorduras. A pasteurização do leite, por outro lado, destrói enzimas, reduz vitaminas, desnatura as proteínas do leite, destrói a vitamina B12 ativa e vitamina B6, mata as bactérias benéficas e efetivamente promove agentes patogênicos. Viva o LEITE CRU!
—————————————————————
Referências:
Modern Farmer March 25, 2014
2 Milkmaps.com
3 RealMilk.com
4 Medicinenet.com July 8, 2014
5 Foodsafetynews.com August 12, 2011
6 Foodsafetynews.com August 12, 2011
7 Realmilk.com July 29, 2012

LEITE PASTEURIZADO E UHT, VERSUS LEITE CRU IN’NATURA

Publicado em 23 de Julho de 2014 – São Sebastião do Paraíso -MG

leite

 

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

 

By Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista –

Não sou muito fã de leite de vaca, mas na forma in’natura cru, pode ser um alimento quase completo, principalmente para crianças. O grande vilão talvez seja o leite pasteurizado e UHT( caixinha). Por exemplo, o leite cru está carregado com bactérias saudáveis ​​que são boas para o trato gastrointestinal boas quantidades de ômega-3 e pobre em ômega-6, que é a relação benéfica entre estes dois ácidos graxos essenciais.

O leite cru é um alimento com mais de 60 enzimas digestivas, possui fatores de crescimento, e as imunoglobulinas (anticorpos). Estas enzimas são destruídas durante a pasteurização ( aquecimento) ou seja o leite pasteurizado e UHT, o que torna muito mais difícil de digestão inclusive. Carregado com vitaminas (A, B, C, D, E e K) em formas altamente disponível o leite cru é possui uma combinação equilibrada de minerais (cálcio, magnésio, fósforo e ferro), cuja absorção é aumentada por lactobacilos vivos. Também é rico em ácido linoleico conjugado (CLA), que combate o câncer e aumenta o colesterol não oxidado saudável. Rico em gorduras benéficas, aminoácidos e proteínas numa forma altamente disponível, todos estes 100% digeríveis, Também contém fosfatase, uma enzima que ajuda e auxilia a absorção de cálcio nos ossos, e a enzima lipase que contribui para hidrolisar e absorver gorduras. A pasteurização do leite, por outro lado, destrói enzimas, reduz vitaminas, desnatura as proteínas do leite, destrói a vitamina B12 ativa e vitamina B6, mata as bactérias benéficas e efetivamente promove agentes patogênicos. Viva o LEITE CRU!
—————————————————————
Referências:
Modern Farmer March 25, 2014
2 Milkmaps.com
3 RealMilk.com
4 Medicinenet.com July 8, 2014
5 Foodsafetynews.com August 12, 2011
6 Foodsafetynews.com August 12, 2011
7 Realmilk.com July 29, 2012

Taurina trata diabetes e promove o controle de glicose no sangue

Em 19 de julho de 2014, Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. 

 

Revista-Pilates-Diabetes1

 

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

 

É sabido que as concentrações de taurina são mais baixos entre as pessoas com diabetes (Am J Clin Nutr.1995 May;61(5):1115-9.). Estudos em animais verificou-se que taurina previne o aparecimento de diabetes tipo 2 (Curr Opin Clin Nutr Metab Care.2006 Jan;9(1):32-6.).

Concentrações normais de taurina são essenciais no controle de diabetes e no impacto de suas consequências. Os estudos com animais foi descoberto que as concentrações adequadas de taurina ajudou a controlar o diabetes, reduzir a glicose no sangue e restaurar a sensibilidade a insulina (Exp Mol Med. 2012 Nov 30;44(11):665-73). Taurina ajuda a prevenir e até mesmo reverter muitas consequências associados com diabetes. Por exemplo, a suplementação de uma certa dose de taurina em adultos, em apenas 14 dias, foi capaz de reverter anomalias induzida por diabetes, como a rigidez arterial (Diab Vasc Dis Res. 2010 Oct;7(4):300-10.). Isto é importante para a longevidade de diabéticos, uma vez que estes tipos de anomalias são os culpados pelo aumento do risco de morte por doença cardiovascular.

Estudos em animais também ficou comprovado que taurina promove uma importante proteção a saúde cardíaca, especialmente em razão de taurina aumentar o transporte de glicose do sangue para as células do músculo do coraçãoExp Clin Cardiol.2011 Fall;16(3):e17-22.). No processo de aumento de transporte de glicose para as células produtoras de energia, os níveis de glicose no sangue são reduzidos.

Informo que para que haja resultados a dose deve ser ajustada individualmente, caso contrário, poderá ser ineficaz a terapia com taurina.

Life extension

*Todas as referências científicas estão citadas no corpo do texto.

CANDIDÍASE DE REPETIÇÃO! SAIBA PORQUE OS TRATAMENTOS CONVENCIONAIS PARA CANDIDÍASE SÃO INEFICAZES!

 

By Ed, Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista  – São Sebastião do Paraíso -MG  – Brasil

Publicado em 18 de Julho de 2014 –

Para receber orientação expressa entre em contato no email  – juliocaleiro@hotmail.com   

ou  Para agendar consulta ligue – 35 3531-8423

candida

Milhões de pessoas estão atualmente lutando uma batalha contra um fungo unicelular que não podem ver. Este fungo pertence a uma família de leveduras chamadas Candida albicans, e em circunstâncias normais é inofensiva a nossa pele, intestinos, para as mulheres e homens.

Mas a Candida desenvolve rapidamente, e se o sistema imune estiver fora de equilíbrio principalmente por comer alimentos não saudáveis​​, certos medicamentos, a luta contra uma doença, e outras condições, a Candida pode crescer rapidamente fora de controle. O resultado é uma espantosa variedade de problemas de saúde que podem roubar-lhe a energia, e interferir com a sua capacidade de aproveitar a vida.

O pior é que a maioria dos médicos convencionais não reconhecem o super crescimento e os sintomas da Candida, e são possuem noção sobre como curá-la.

Porque existe o super crescimento ou a candidíase de repetição? É difícil dizer exatamente quantas pessoas podem ser afetadas, mas as estimativas sugerem que até 80 milhões de americanos podem sofrer de problemas relacionados com o fermento – e 70% cento deles são mulheres.

Algumas condições comuns que indicam que você pode ter o super crescimento de Cândida são:

Síndrome do intestino irritável

Vaginite

As alergias alimentares

Enxaqueca

asma

A fadiga crônica

PMS

fibromialgia

infecções fúngicas

câncer

O ganho de peso

depressão

Como você pode ver, a lista é longa e variada e os sintomas imitam aqueles causados ​​por muitas outras doenças.
Se você acha que pode estar sofrendo de um problema relacionado à levedura, continue lendo.

——————————–

Este é um tema muito importante para muitas mulheres, até 75% de todas as mulheres terão uma infecção por fungos em sua vida. Mas por que isso? Eu acredito que uma das razões mais importantes é o consumo excessivo de alimentos processados, ​​e alimentos ricos em açúcar, os quais servem como adubo para o crescimento de leveduras e fungos no corpo. Os contraceptivos orais são também um fator, uma vez que estes hormônios sintéticos ( NÃO BIOIDÊNTICOS) criam um ambiente que é propício para o crescimento de levedura. E, por último mas não menos importante, o uso excessivo de antibióticos que matam tanto boas e más bactérias, e promovem o crescimento de fungos e leveduras descontrolados. Quando estamos falando de Candida, é importante perceber que as infecções fúngicas vaginais não são o único problema de saúde que podem surgir. Na verdade, a fadiga crônica é talvez, uma das doenças mais comuns enraizados na levedura e crescimento de fungos. A levedura pode até ser um fator causador de câncer! Eu sei que soa surpreendente, mas eu publiquei anteriormente um artigo com um vídeo com o Dr. Simoncini, que explica isso de forma muito sucinta no Blog.

Então, como saber se a Candida é a culpada por seus sintomas?

Bem, não é possível saber com certeza, e é justamente por isso que tantas pessoas estão sofrendo desnecessariamente. Se você está sofrendo de algum dos sintomas listados acima, existe uma boa chance da Candida está envolvida. Quanto mais açúcar e grãos que você come, mais o fermento cresce fora de controle. Eventualmente, isso vai enfraquecer o sistema imunológico, o que pode permitir que o fermento possa se infiltrar em vários outros órgãos, e o mais doente ficar.

Como tratar infecções fúngicas vaginais Naturalmente?

Muitas mulheres e homens optam por tratar infecções fúngicas com cremes anti-fúngicos, e quando os sintomas desaparecem, eles assumem que são curados! Na realidade esses cremes apenas tratam os sintomas, e não fará nada sobre o crescimento de levedura subjacente descontrolada. Com infecções fúngicas ou candidíase, as causas subjacentes também estão relacionados com desequilíbrios orgânicos, como equilíbrio do pH, a correlação entre boas e más bactérias. A Levedura não prospera em um ambiente alcalino, de modo que podemos tratar com sucesso uma infecção vaginal por exemplo, equilibrando o Ph na área vaginal o do pênis. Para proporcionar alívio quase imediato para uma infecção vaginal ou peniana descontrolada, você pode tentar qualquer uma destas técnicas totalmente naturais abaixo:

O ácido bórico é uma ótima escolha para finalidade de tratamento local, adequando uma posologia correta para cada indivíduo. Estudos mostram a eficácia do ácido bórico é muito alta, especialmente em mulheres com infecções fúngicas resistentes crônicas – um estudo com 100 mulheres mostrou uma taxa de sucesso de 98% com esta condição. Adequando ao tratamento a vitamina E. Estes devem ser prescritos por profissional da saúde que entendam da terapia.

Dentes de alho dentro vagina na parte da manhã e uma cápsula de acidophilus, também é excelente!Preparação argila bentonítica, chá Arco Pau D , iogurte natural, óleo da árvore do chá e goldenseal e douche duas vezes ao dia, por 7 a 10 dias também é possui ótimos efeitos. Mergulhar um tampão diluíndo óleo de tea tree em porcentagens ideais, é outra alternativa com resulta com sucesso. A fim de impedir o crescimento de levedura, é preciso criar um ambiente que faz com que seja mais difícil para o fungo prosperar. Normalmente, você pode fazer isso e fazer as seguintes alterações de estilo de vida:

Realize uma dieta específica e Exercícios físicos com orientação profissional – Uma dieta rica em carnes, frango, ovos, sementes e nozes, vegetais e óleos saudáveis ​​(faixa livre e orgânica) -, evitar açúcares e alimentos ricos em carboidratos – restringir a quantidade de combustível para a levedura, que básicamente são os carboidratos. Idealmente, você também deve fazer uma dieta em sintonia com o seu tipo nutricional, onde analiso e aplico em consulta.
Alimentar-se em abundância de lactobacilus específicos indicados em consulta para da caso, a ingestão de probióticos como um suplemento probiótico de alta qualidade ou pela ingestão de alimentos cultivados e fermentados, como natto e chucrute. Estes contêm as bactérias boas que mantêm seu trato gastrointestinal e a vagina saudáveis, e acabará por substituir a Candida.

Evite exposição a produtos químicos e medicamentos – antibióticos, corticosteróides e pílulas, este todos precisam ser evitados. Tintas, produtos de limpeza, perfumes e aromas também podem causar reações alérgicas e sensibilidades químicas, que são muito comuns em pessoas com crescimento de levedura.
As questões emocionais e problemas psicológicos devem ser sanados através de Terapias holísticas e psicoterapia – os desejos por alimentos especialmente aqueles os doces, muitas vezes são exacerbados pela dependências emocionais.

Restrições alimentares essenciais para o controle de levedura.

Porque levedura se multiplica tão rapidamente, é necessário restringir não só açúcar puro, mas carboidratos refinados em sua dieta, e alguns outros a base de leveduras como:

álcool
Vinagre (e alimentos como mostarda e molho de salada contendo vinagre)
pão
Cenoura, batata e beterraba (legumes ricos em açúcar)
Frutas são importantes para evitar se você tem esse problema, pois o açúcar na fruta tipicamente piora aqueles que estão sofrendo com infecções fúngicas. Frutas podem ser retomadas assim que o fermento está sob controle.
Amendoim e milho (que muitas vezes contêm molde)
Cogumelos (fungos)
queijos maturados
Lembre-se também que a principal fonte de calorias na América não é o açúcar comum, mas xarope de milho (HFCS), que está incluído na maioria dos todos os alimentos processados ​​e deve ser evitado.
———————————————-

DR. J. MERCOLA MD.

Referência:
-Could Candida Be Sabotaging Your Health?