Início » EVIDÊNCIAS » Suplementos de zinco reduz a incidência de diarréia em crianças e outras.

Suplementos de zinco reduz a incidência de diarréia em crianças e outras.

Imagem

Suplementos de zinco reduz a incidência de diarréia em crianças e outras.

By. Dr Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 17 de Maio de 2014.
————————————————————

Os benefícios sobre o crescimento, a saúde e a sobrevivência sob a suplementação de zinco preventiva em crianças, evitam os danos em áreas com riscos relativamente elevado de deficiência de zinco, de acordo com resultados de uma revisão publicada em 15 de maio, no Cochrane Database of Systematic Reviews.

” Devemos lembrar que os suplementos não são um substituto para uma dieta bem equilibrada”, diz os autores sêniors ‘Zulfiqar Bhutta , PhD’, do Centro de Excelência em Mulheres e Saúde da Criança, ‘Universidade Aga Khan’, Carachi, Paquistão, e o Centro de Crianças global de Saúde Infantil, Toronto, Ontário, Canadá. “..No entanto, em países onde a deficiência de zinco é comum, os suplementos podem ajudar a reduzir as mortes de crianças e doenças relacionados a curto prazo”. O zinco é essencial para o bom crescimento e função dos sistemas imunológico, nervoso e reprodutivo . Ele não é sintetizado pelo corpo humano e devem ser provenientes de fontes dietéticas ou suplementar. A deficiência de zinco é prevalente no sudeste da Ásia, África e partes da América Latina; afeta mais de 1 em cada 6 pessoas no mundo inteiro; e contribui para uma estimativa de 1 em 58 mortes em crianças menores de 5 anos.

” Comer alimentos com energia equilibrada em proteínas e vários micronutrientes, provavelmente teria um efeito maior protetor para muitas crianças desnutridas”, disse o principal autor Evan Mayo -Wilson , PhD. Como a deficiência de zinco é comum em países de renda baixa e média, pode prejudicar o crescimento ou agravar a diarreia, pneumonia e malária entre as crianças, o Dr. Mayo -Wilson e colegas revisaram ensaios clínicos randomizados para estimar os efeitos da suplementação de zinco em crianças com idade 6 meses a 12 anos.

Os investigadores procuraram inúmeros bancos de dados médicos, entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013 para estudos relevantes.  Eles incluíram 80 ensaios, envolvendo um total de 205.923 crianças. Todos os estudos compararam a suplementação de zinco preventiva sem nenhuma intervenção, placebo ou um controle de lista de espera. Eles excluíram ensaios de crianças que foram internadas ou que tinham doenças crônicas.

Suplementos de zinco associada a menor morbidade

Os pesquisadores descobriram as tendências em favor do risco de mortalidade reduzida, com a suplementação de zinco. A razão de risco para a mortalidade por causa específica foram semelhantes , incluindo a mortalidade resultante da diarréia ( RR , 0,95 , 95% CI , 0,69-1,31 ; e 4 estudos com evidências de qualidade moderada), infecção do trato respiratório inferior (RR, 0,86; IC 95% , 0,64-1,15 , e estudos com provas de qualidade moderada), malária (RR, 0,90 , 95% CI , 0,77-1,06 ; também com evidências de qualidade moderada).

A suplementação com zinco foi associada com uma redução estatisticamente significativa na morbidade por diarréia e com menor incidência de todas as causas de diarréia ( RR , 0,87 , 95% CI , ,85-0,89) 26 estudos provam com qualidade moderada). Os resultados para a infecção do trato respiratório inferior e malária foram inconclusivos.
A suplementação com zinco também foi positiva para elevação dos níveis de zinco, gerando uma pequena melhoria na altura (diferença média padronizada , -0,09 , IC 95% , -0,13 para -0,06 ; estudos com provas de qualidade moderada).
Em termos de danos, a suplementação de zinco foi associada com um efeito negativo sobre o metabolismo do cobre, e um aumento do número de participantes que tiveram um ou mais episódios de vômitos.( RR , 1,29 , IC de 95 % , 1,14-1,46 ; cinco estudos de alta evidência de qualidade ). Hemoglobina ou ferro não foram claramente afetados pela suplementação de zinco.
“..Em nossa opinião, os benefícios da suplementação de zinco preventiva superam os danos em áreas onde o risco de deficiência de zinco é relativamente alto”, escrevem os autores.
—————————————————
Referências:
Cochrane Database Syst Rev. 2014;4:CD009384. Abstract
Laurie Barclay, MD

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: