Início » EVIDÊNCIAS » Hipertensão: como tratar?

Hipertensão: como tratar?

Pressão-arterial

Em 01/05/2014, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Colaboração especial de Luciano Caleiro Pimenta Jr – estudante de Biologia Ortomolecular)

A pressão arterial elevada é uma epidemia silenciosa que ameaça a vida de um em cada três adultos nos EUA. Segundo um estudo, a maioria das pessoas diagnosticadas com hipertensão, mesmo tomando medicamentos, passam a maior parte do seu dia com níveis de pressão arterial perigosamente elevados (Circulation.2010; 121: e46-e215. 2009 Dec.; JAMA. 2005;294(4):466-472. doi: 10.1001/jama.294.4.466.) O aumento da pressão arterial é um fator importante para acidente vascular cerebral – AVC, insuficiência cardíaca congestiva e doenças renais, e age como cúmplice de milhões de mortes por ano (Circulation. 2011 Feb 1;123(4):e18-e209. Epub 2010 Dec 15.).

Um grande problema é que a definição da medicina tradicional do que constitui níveis de pressão arterial aceitáveis é, ainda, muito elevado. A medicina convencional define a pressão arterial elevada (hipertensão), aquela cima de 139/89 mmHG. Porém, em 2006, os pesquisadores descobriram que níveis de pressão arterial que variam entre 120-129 mmHg sistólica/80-84 mmHg diastólica estiveram associados a um risco 81% maior de doença cardiovascular em comparação com níveis inferiores a 120/80 mmHg. Além disso, os níveis de pressão arterial de 130-139/85-89mmHg foram associados com um aumento do risco de doença cardiovascular em 133% em comparação com os níveis abaixo de 120/80 (Am J Med. 2006 Feb;119(2):133-41). Pior ainda, estudos sugerem que os médicos convencionais não são susceptíveis em tratar a hipertensão até que os níveis ultrapassem 160/90 mmHg, um nível que aumenta drasticamente o risco de doença e morte (Cleve Clin J Med. 2002 Oct;69(10):793-9.).

Controlar a pressão arterial significa reduzir radicalmente o risco de doença. Estudos estimam que a redução da pressão arterial inferior a 115/75 pode reduzir o risco de morte por acidente vascular cerebral em 40% e o risco de morte por doença cardíaca ou outras causas vasculares em 30% (The Lancet 2002; 360(9349) : 1903–1913.). Dessa forma, a pressão arterial ideal é aquela até 115/75 mmHg ( Hypertension. 2003 Dec;42(6):1206-52. Epub 2003 Dec 1.).

O desenvolvimento e progressão da hipertensão é complexo e multifatorial, dessa forma, o seu tratamento possui abordagem ampla, que envolve estilo de vida, suplementos nutricionais, medicamentos, e etc. Aqui, citarei alguns dos principais suplementos  ou componentes nutricionais indicados para o controle de pressão arterial, que são:

  1. MAGNÉSIO: o magnésio pode auxiliar a reduzir a pressão arterial agindo tanto como um bloqueador do canal de cálcio natural, e servindo como co-fator para a produção da prostaglandina E1 vasodilatador (J Clin Hypertens (Greenwich) 2008 Jul.;10(7 Suppl 2):3–11. Uma análise de 12 estudos controlados com mais de 500 pacientes demonstraram que a suplementação de magnésio por 8 a 26 semanas levou uma redução média da pressão arterial diastólica de 2.2 mmHg (Cochrane Database Syst Rev 2006;3:CD004641.)
  2. CRATAEGUS OXYACANTHA: é um tônico cardiovascular tradicional utilizado desde a idade média. Crataegus melhora o consumo de oxigênio cardíaco (Cochrane Database Syst Rev. 2008 Jan 23;(1):CD005312.) Um estudo com 92 participantes hipertensos de meia idade ingeriram Crataegus durante 4 meses, ao final, verificaram uma redução importante na pressão arterial sistólica e diastólica ( Drugs Exp Clin Res 2004;30(5-6):221–225.) Em um estudo com 132 pacientes, compararam o uso de Crataegus com o medicamento Captopril (Capoten) o qual é utilizado para baixar a pressão arterial e aliviar sintomas de insuficiência cardíaca congestiva. Neste estudo, verificaram que Crataegus (no extrato de Hawthorn) teve efeitos semelhantes ao medicamento captopril sobre a tolerância ao exercício, fadiga e dispneia. A vantagem do crataegus é que não apresentou nenhum efeito adverso (Tauchert M, Ploch M, Hubner WD. Effectiveness of hawthorn extract LI 132 compared with the ACE inhibitor Captopril: Multicenter double-blind study with 132 NYHA Stage II. Munch Med Wochenschr 1994;136(suppl. 1):S27-S33.).
  3. FIBRAS: promove a redução do índice glicêmico dos alimentos e atenuação da resposta a insulina (a insulina desempenha papel na regulação da pressão arterial). As fibras solúveis podem também aumentar a absorção de minerais (como magnésio, potássio, cálcio), por vários mecanismos (J Nutr 1999; Jul;129(7 Suppl):1434S-5S.). Uma revisão de 24 estudos randomizados e controlados verificaram que o consumo diário de fibra (dose de 11,5 fibra/dia) promoveu redução na sistólica em 1,13 mmHg e diastólica em 1,26mmHg (Arch Intern Med 2005 Jan.;165(2):150–156.). Em estudos com duração maior ou igual a 8 semanas, a redução foi maior – sistólica com diminuição em 3,12 mmHg e diastólica 2,57 mmHg (J. Hypertens. 2005 Mar.;23(3):475–481.).

Além desses nutrientes, vários estudos científicos fundamentam o uso de vitaminas D3, K2, vitamina C e do minerais como potássio e cálcio no controle da pressão arterial. Porém, é determinante para a eficácia do tratamento que as doses sejam aplicadas corretamente. O uso de doses incorretas podem trazer efeitos indesejados. Além disso, é preciso a adoção de hábitos saudáveis, boa ingestão diária de água, exercícios físicos (ex: uma caminhada), e uma dieta balanceada e saudável (ex: acrescentar bons óleos – óleo de ômega 3, óleo de coco; eliminar consumo excessivo de carboidratos refinados e produtos industrializados).

*Todas as referências científicas foram citadas no corpo do texto.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: