Início » EVIDÊNCIAS » “Há correlação direta entre os níveis de iodo pré-natais e o QI (quociente de inteligência) da criança”, diz o médico Dr. David Brownstein

“Há correlação direta entre os níveis de iodo pré-natais e o QI (quociente de inteligência) da criança”, diz o médico Dr. David Brownstein

resize-500x334_gravida-com-azia-135631

Por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531 8423.

Dr. David Brownsteinmédico norte-americano, autor do livro ‘Iodine: Why You Need It, Why You Can’t Live Without It’ (Iodo: por que você precisa e por que não pode viver sem), é graduado pela Universidade de Michigan e Wayne State University School of Medicine. É professor clínico de Medicina da Wayne State University School of Medicine. É membro da Academia de Médicos de Família, da Academia Americana de Medicina Preventiva e da Sociedade de Acupuntura de Michigan e da Academia Americana de Acupuntura Médica.

Dr. Brownstein informa que:

“A deficiência de iodo está ocorrendo em taxas de epidemia. É importante para as mulheres em idade fértil garantir seus níveis suficientes de iodo antes de engravidar. Por que? Há muitos estudos, alguns que datam de quase 100 anos, que encontraram uma correlação direta entre os níveis de iodo pré-natais e o QI da criança (quociente de inteligência). No entanto, não é apenas um QI reduzido que resulta da diminuição da disponibilidade de iodo para o feto. Níveis de iodo rebaixados no pré-natal também estão associados com muitas doenças da infância, como autismo e  transtorno de déficit de atenção e hiperatividade – TDAH. Não tenho dúvidas de que a epidemia de distúrbios de comportamento na infância está a ser causado, em parte, pela deficiência de iodo.

 Ao longo dos últimos 40 anos, como os níveis de iodo caíram mais de 50%, a taxa de doenças autoimunes da tireóide tem aumentado a taxas de epidemia. Não podemos viver sem o iodo. Finalmente, gostaria de tirar qualquer preocupação de que o uso de iodo irá causar transtornos de hipotireoidismo ou outro problema na tireóide. Eu acredito que maioria dos distúrbios da tireóide – do hipotireoidismo a doenças autoimunes da tireóide, são causadas, em parte, da ingestão insuficiente de iodo juntamente com o aumento da exposição de iodetos tóxicos (flúor e brometo). Garantir os níveis de iodo adequados podem ajudar a conseguir a sua saúde ideal.”

Alerto que a sugestão de dosagem de 150mcg ou 250mcg (para grávidas) de iodo diário pela medicina convencional, tem apenas a finalidade de evitar o bócio, mas é ainda significativamente insuficiente para garantir níveis adequados de iodo para a saúde ideal. Para uma saúde plena as dosagens são bastante superiores, e devem ser analisadas caso a caso.

Referência:

http://blog.drbrownstein.com/dr-bs-newest-iodine-book-now-available/


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: