Início » EVIDÊNCIAS » As Novas diretrizes para o “tratamento” do colesterol pode dobrar o número de pessoas a usar esta droga. Mesmo que estes estejam perfeitamente saudáveis!

As Novas diretrizes para o “tratamento” do colesterol pode dobrar o número de pessoas a usar esta droga. Mesmo que estes estejam perfeitamente saudáveis!

Image

As Novas diretrizes para o “tratamento” do colesterol pode dobrar o número de pessoas a usar esta droga. Mesmo que estes estejam perfeitamente saudáveis!

————————————————————————-

By; Ed. Dr. Júlio Caleiro – Publicado em 01 de Dezembro de 2013.

Um em cada quatro americanos com mais de 45 anos atualmente toma uma droga do tipo ‘estatinas’, apesar do fato de existirem mais de 900 estudos que comprovem seus efeitos adversos, que causam uma gama de problemas musculares até aumento do risco de câncer.  Agora as novas diretrizes de tratamento para o colesterol “elevado”  provavelmente dobrará o número de americanos que em breve usarão estas drogas.  As novas diretrizes estabelecidas no relatório de 2013 da ACC / ‘AHA Guideline’ no tratamento do colesterol no sangue para reduzir o risco cardiovascular aterosclerótica em adultos, foram emitidas pela ‘American Heart Association e pelo American College of Cardiology’ em 12 de novembro.

As diretrizes de tratamento atualizados concentram-se em fatores de riscos, em vez dos níveis reais de colesterol.

O relatório foi preparado por um painel de “especialistas” que doaram seu tempo, e é ostensivamente com base na análise de ensaios clínicos randomizados. Não surpreendentemente, os membros do painel são filiados em mais de 50 empresas de medicamentos diferentes, muitos dos quais têm um interesse financeiro no resultado destes relatórios. Um dos autores tem até estoque em uma dessas empresas de negligência médica.

De acordo com o New York Times, “vários membros do comitê acabaram abandonando este painel de investigação porque eram descontentes com os rumos que o comitê estava tomando”

Como Que as novas orientações afeta você?

Conforme explicado pela ‘American Heart Association’, as novas diretrizes aconselham os médicos olharem para certos fatores de risco a fim de determinar se um paciente deve tomar um medicamento estatina, ou se ele(a) deve simplesmente se concentrar em mudanças de estilo de vida saudáveis. O problema é que praticamente ninguém vai cair na última categoria. Se você responder “sim” a qualquer uma das quatro questões seguintes, o protocolo de tratamento exige uma droga estatina:

Você tem doença cardíaca?
Você tem diabetes? ( tipo 1 ou tipo 2 )
É o colesterol LDL acima de 190?
É o risco de um ataque cardíaco maior do que 7,5 por cento de período de 10 anos?

O cálculo para determinar o fator de risco de ataque cardíaco foi desenvolvido por um comitê presidido pelo Dr. Donald Lloyd- Jones. Ele explicou a calculadora de risco cardiovascular, a CNN:

“… Fomos capazes de gerar equações de risco muito robustas para homens brancos não-hispânicos e mulheres, bem como afro-americanos homens e mulheres. Essas equações levam em consideração idade, sexo, raça, total e HDL (“bom ” colesterol), níveis de pressão arterial, estado do tratamento da pressão arterial  bem como diabetes e tabagismo atual. Cada um desses fatores é atribuído um valor numérico e pode ser usado para determinar o percentual de risco individual usando uma calculadora online..”.

O Dr. Stephen Sinatra escreveu um artigo em profundidade em que dizima cada um destas quatro diretrizes de tratamento. De acordo com ele as novas orientações são no máximo de 20-25 por cento exato, e aqui está o porquê:
Os critérios de doenças cardíacas, embora possa ser apropriado para homens mais velhos, realmente não funciona para as mulheres. Não há dados que demonstram que os benefícios das ‘estatinas’ superam os riscos para a saúde em mulheres de riscos, que incluem diabetes e câncer de mama.

Segundo o Dr. Sinatra : ” na minha opinião as únicas mulheres que deveriam estar em uso de estatinas são aqueles com doença arterial coronariana avançada que continuam a deteriorar-se apesar de intervenções no estilo de vida serem melhores. Eu acredito que menos de um por cento das mulheres com doença arterial coronariana se enquadram nesta categoria.
Em suma, dando uma droga que provoca diabetes para alguém que já tem diabetes é absurda! Ela só pode piorar a situação! Além do mais os dados indicam que as estatinas podem causar calcificação arterial em homens diabéticos que tomam a droga! Em terceiro lugar as estatinas podem causar cataratas que é um problema comum em diabéticos! O medicamento pode  por conseguinte aumentar esses riscos.
Isto poderia ser apropriado se você tem hipercolesterolemia familiar genética, pois isso faz você ser resistente a medidas tradicionais do colesterol ser normalizado tais como dieta e exercício. Esta condição é bastante rara, afetando uma em cada 500! Na ausência desta situação genética o tratamento dos níveis elevados de LDL tem pouca validade.
Como você verá abaixo o cálculo do risco de ataque cardíaco em 10 anos foi “programado”  de tal forma a tornar todos pacientes dependente de estatina.  Além disso o Dr. Sinatra ressalta que a complexidade de estimar riscos com base em idade, raça, pressão arterial, tabagismo e outros critérios é bastante susceptível de conduzir a prescrição e excesso de zelo.

A calculadora de risco Cardiovascular que basicamente avalia quem não se qualifica de imediato por ter doença cardíaca, diabetes ou colesterol LDL elevado e parece ter algumas falhas muito significativas! E novamente não é de surpreender que as falhas são perceptíveis propositais, pois a grande maioria das pessoas acabam por ter um risco maior do que 7,5% de um ataque cardíaco nos próximos  ’10 anos’ de vida.
Uma estratégia muito inteligente de fato: cria-se um teste que praticamente garante que todo aquele que tem certa porcentagem, será um candidato para estes medicamentos caros que estão em busca de ter as pessoas cativas para o resto de suas vidas. De acordo com um artigo de 17 de novembro, no New York Times o Dr. Steven Nissen (citado anteriormente) manifestou-se contra a implementação destas diretrizes.
” Um grande embaraço para os grupos de saúde” a calculadora parece superestimar muitos riscos, tanto que ela poderia erroneamente sugerir que milhões de pessoas poderiam ser candidatas a drogas como ‘estatina’. O problema aparente levou um cardiologista líder, ex-presidente do ‘American College of Cardiology’, pedindo a suspensão da implementação das novas diretrizes.

“É impressionante “, disse … Dr. Steven Nissen … “Precisamos de uma pausa para avaliar melhor essa abordagem antes que ela seja implementada de forma generalizada. ” Estamos cercados por um verdadeiro desastre em termos de credibilidade “, disse o Dr. Peter Libby, o chefe do departamento de medicina cardiovascular ‘Brigham’ e do Hospital da Mulher.”.

As estatinas são uma péssima alternativa para a Medicina Preventiva.

Tem-se inventado uma justificativa bizarra para estas ações, tentando fazer parecer que as novas recomendações estão focadas na prevenção através de modificações no estilo de vida, juntamente com a terapia com estatina. Esta é uma má aplicação da palavra ” prevenção”, uma vez que estas drogas não podem abordar as condições subjacentes do coração ou doenças cardiovasculares. Ainda mais chocante eles aparentemente decidiram ignorar completamente a pesquisa recente mostrando que as estatinas podem efetivamente mimetizar os efeitos benéficos do exercício físico, que é uma das estratégias de prevenção de doenças cardíacas primárias!

Mas a maior ” farsa ” de tudo é que as estatinas são direcionadas como um braço da “medicina preventiva” para proteger a saúde do coração e na verdade pode realmente ter efeitos prejudiciais sobre seu coração. Por exemplo, um estudo publicado no ano passado na revista ‘Atherosclerosis’, mostrou que o uso de estatinas está associado a um aumento de 52 por cento de prevalência e extensão da placa coronária calcificada em comparação aos não -usuários. E a calcificação da artéria coronária é a principal característica da doença cardíaca potencialmente letal. Que tipo de prevenção é essa?

Estatinas anulam os benefícios dos exercícios!

Um dos principais benefícios do exercício é o impacto benéfico que tem sobre a sua saúde do coração, e exercícios físicos é uma estratégia fundamental para manter naturalmente os níveis de colesterol saudáveis. Se você tomar um medicamento estatina é provável que você perca todo e qualquer benefício para a saúde proveniente do exercício. Como relatado anteriormente pelo ‘New York Times’! Em estudos anteriores os pesquisadores demonstraram que as estatinas reduzem o risco de um ataque cardíaco em pessoas com ALTO RISCO de 10 a 20 por cento. Para cada redução dos níveis de colesterol no sangue de 1- milimols por litro (milimols mensura o número real de moléculas de colesterol na corrente sanguínea ), e isso equivalente cerca de uma gota por 40 pontos nos níveis de LDL.

Enquanto isso melhorar o seu condicionamento aeróbico até por uma pequena porcentagem através de exercícios, também foi encontrada a diminuir a probabilidade de alguém de morrer prematuramente em até 50 por cento. Mas, até o presente estudo nenhum experimento tinha explorado as interações de drogas com estatinas e exercícios. E os resultados como se vê são preocupantes.
O estudo publicado no Journal of the American College of Cardiology, descobriu que o uso de estatinas levou a reduziu drasticamente os benefícios da aptidão do exercício, e em alguns casos na verdade fazendo com que o voluntário fosse menos apto do que antes. Os resultados mostraram que: “… Em média os participantes não medicados melhorou seu condicionamento aeróbio em mais de 10 por cento após 12 semanas, supervisionados em um programa de exercícios. Atividade mitocondrial aumentou 13 por cento..”.
Os voluntários que tomam 40 mg de sinvastatina melhora a sua aptidão por um mero 1,5 por cento  em média, e alguns tinham reduzido sua capacidade aeróbia no final do programa de condicionamento físico de 12 semanas. Atividade  e a quantidade mitocondrial diminuiram uma média de 4,5 por cento.

De acordo com o autor principal do estudo John P. Thyfault professor de nutrição e fisiologia do exercício na Universidade de Missouri, ‘ aptidão aeróbica baixa é um dos melhores indicadores” de morte prematura. E se as estatinas impedirem as pessoas de elevar a sua aptidão através de exercícios, então isso é uma preocupação!”

Como as estatinas podem Desfazer os benefícios da aptidão física e piorar a saúde do coração?

A chave para entender por que as estatinas impedem que seu corpo colha os benefícios normais do exercício, consiste em compreender o que estas drogas fazem à sua mitocôndria que são a câmara de energia de suas células e responsável pela utilização da energia para todas as funções metabólicas.
O principal combustível para suas mitocôndrias é Coenzima Q10 ( CoQ10) que é um dos principais mecanismos de danos das estatinas em geral que parece estar relacionada à depleção de CoQ10. Isso também explica por que certos usuários de estatina acabam piorando seu condicionamento aeróbico após um regime de fitness estável.

É sabido desde há muitas décadas que o exercício ajuda a construir e fortalecer os músculos mas a pesquisas mais recentes revelaram que esta é apenas a ponta do iceberg quando se trata dopotencial do exercício pode desempenhar sobre a saúde. Em 2011 uma revisão publicada na ‘Applied Physiology’ e ‘Nutrition and Metabolism’ apontou que o exercício induz alterações no conteúdo das enzimas mitocondriais, e da atividade desta organela  podendo aumentar a sua produção de energia celular e assim fazendo diminuir o risco de doença crônica.

As Novas Diretrizes é uma forma astuta para promover a venda das estatinas sem o colesterol ter nehuma Culpa!

As probabilidades são maiores que 100 para 1 que, se você está tomando uma estatina você realmente não precisaria! O único subgrupo que pode se beneficiar são aqueles que nasceram com um defeito genético chamado hipercolesterolemia familiar como já dito acima, pois isso torna resistentes às medidas tradicionais do ‘colesterol’.

Advertências especiais para usuários de estatina

As estatinas são inibidores da HMG -CoA redutase o que significa que agem bloqueando a enzima no fígado que é responsável por fazer o colesterol (HMG- CoA ). Mas lembre-se  o seu corpo necessita de colesterol – é importante na produção de membranas celulares, hormônios, vitamina D e ácidos biliares que ajudam a digerir a gordura. O colesterol também ajuda a suas memórias no cérebro e é vital para a sua função neurológica! Há também fortes indícios de que ter muito pouco colesterol aumenta o risco de câncer, perda de memória, doença de Parkinson, os desequilíbrios hormonais, acidente vascular cerebral, depressão, suicídio e comportamento violento.
Como mencionei anteriormente existem mais de 900 estudos que demonstram os efeitos nocivos das estatinas! Para saber mais sobre as estatinas por favor, procure no meu blog toda as informações correlacionadas. Também é importante lembrar que as estatinas causa graves defeitos congênitos e nunca deve ser usado por uma mulher que está grávida, ou a planejar uma gravidez. Se for prescrito é simplesmente negligência médica!

Outro factor a ter em mente é que as estatinas não podem ser tomadas com outras drogas que potencialmente salvam vidas, como antibióticos. Segundo, a pesquisa canadense recente aponta pacientes – principalmente os idosos que tomam medicamentos para baixar o colesterol como o Lipitor, deve evitar a claritromicina antibióticos eritromicina. Estes antibióticos inibem o metabolismo das estatinas. Concentrações da droga aumenta no sangue e pode fazer danos aos rins e levar a morte .

Estatina drogas podem destruir sua saúde de várias maneiras

As estatinas também foram mostrados para aumentar o risco de diabetes por meio de uma série de diferentes mecanismos , por isso, se você não foi posto em uma estatinaporque você tem diabetes, você pode acabar com um diagnóstico de diabetes por cortesia da droga. Dois destes mecanismos incluem :

O aumento da resistência à insulina o que pode ser extremamente prejudicial para a sua saúde. O aumento da resistência à insulina contribui para a inflamação crônica em seu corpo e inflamação é a marca da maioria das doenças! Na verdade o aumento da resistência à insulina pode levar a doenças cardíacas o que novamente, é a principal razão para tomar uma estatina em primeiro lugar dentro do novo Painél do Colesterol. Ele também pode promove aumento da gordura da barriga, pressão alta, ataques cardíacos, fadiga crônica, a interrupção da tireóide e doenças como Parkinson, Alzheimer e câncer.
Eleva também o nível de açúcar no sangue! Quando você come uma refeição que contém amido e açúcar uma parte do excesso do açúcar vai para o seu fígado, em seguida é armazenado como colesterol e triglicérides.  As Estatinas trabalha impedindo o fígado de fazer colesterol. Como resultado seu fígado retorna o açúcar para a corrente sanguínea o que aumenta os seus níveis de açúcar no sangue.
—————————————————————————————-

Referências:

1 American Heart Association November 12, 2013
2 Journal of the American College of Cardiology November 2013 [Epub ahead of print]
3 New York Times November 12, 2013
4 American Heart Association November 12, 2013
5 American Heart Association, 2013 CV Risk Calculator
6 CNN November 13, 2013
7 Drsinatra.com November 13, 2013
8 New York Times November 17, 2013
9 New York Times November 17, 2013
10 New York Times November 17, 2013
11 American Heart Association November 12, 2013
12 Atherosclerosis August 24, 2012: 225(1):148-53
13 New York Times May 22, 2013
14 Journal of the American College of Cardiology April 10, 2013 [Epub ahead of print]
15 New York Times May 22, 2013
16 Applied Physiology, Nutrition and Metabolism 2011 Oct;36(5):598-607
17 Science Daily August 12, 2013
18 Annals of Internal Medicine 2013 Jun 18;158(12):869-76
19 New York Times November 2, 2011
20 Time magazine November 22, 2013


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: