Início » EVIDÊNCIAS » Deficiência de vitamina D3 no organismo aumenta por volta de 20 vezes o risco em desenvolver Alzheimer, conforme estudo científico.

Deficiência de vitamina D3 no organismo aumenta por volta de 20 vezes o risco em desenvolver Alzheimer, conforme estudo científico.

LettraD

Em 13 de novembro de 2013. Por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531-8423. São Seb. do Paraíso/MG.

Apenas alguns anos atrás, a vitamina D era simplesmente conhecida como a “vitamina para os ossos”. Graças ao trabalho árduo de muitos cientistas, especialmente do médico Dr. Michael Holick, um pioneiro na investigação da vitamina D, os dados mostram que quase todos os tecidos e tipo de célula do corpo tem receptores para a vitamina D. Como resultado desta descoberta, são necessárias doses muito mais altas para o funcionamento ideal. Esta descoberta mudou radicalmente a forma como entendemos o papel da vitamina D no organismo.

A menos que o seu organismo esteja em níveis ideais, isto é, se estiver em deficiência de vitamina D, você está abrindo a porta para uma série de distúrbios, que vão desde doenças do coração e Alzheimer até ossos fracos e diabetes.

Na verdade, mesmo se você tiver açúcar no sangue em níveis normais hoje em dia, uma deficiência de vitamina D, faz 91% maior em probabilidade de progredir para a resistência à insulina, ou pré-diabetes, e mais do que duplica o risco para o diabetes tipo II.

Infelizmente, a deficiência de vitamina D é uma epidemia global. Estima-se que 1 bilhão de pessoas não tem quantidade adequada de vitamina D. Os resultados desta deficiência são catastróficas. Estudos já mostraram que a deficiência de vitamina D está associada com aumeto do risco de uma longa lista de doenças que se estendem por todos os sitemas do corpo. De fato, os baixos níveis da vitamina D aumentam o risco de demência de Alzheimer por aproximadamente 20 (vinte) vezesDement Geriatr Cogn Disord. 2011;32(4):273-8.

Em razão disso, é muito importante que seja feito a checagem dos níveis de vitamina D periodicamente, e que sejam mantidos os níveis de acordo com os estudos mais recentes, isto é, em níveis ótimos.

Referências científicas:

  1. Available at: http://www.sciencenews.org/view/generic/id/64101/description/
    Vitamin_D_is_essential_to_the_modern__indoor_lifestyle
    . Accessed May 21, 2013.
  2. Available at: http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=vitamin-d-deficiency-united-states. Accessed May 21, 2013.
  3. Annweiler C, Llewellyn DJ, Beauchet O. Low serum vitamin D concentrations in Alzheimer’s disease: a systematic review and meta-analysis. J Alzheimers Dis. 2013;33(3):659-74.
  4. Huang Y, Li X, Wang M, et al. Lipoprotein lipase links vitamin D, insulin resistance, and type 2 diabetes: a cross-sectional epidemiological study. Cardiovasc Diabetol. 2013;12:17.
  5. Wacker M, Holick MF. Vitamin D – effects on skeletal and extraskeletal health and the need for supplementation. Nutrients. 2013 Jan 10;5(1):111-48.
  6. Mitchell DM, Henao MP, Finkelstein JS, Burnett-Bowie SA. Prevalence and predictors of vitamin D deficiency in healthy adults. Endocr Pract. 2012 Nov-Dec;18(6):914-23.
  7. Annweiler C, Rolland Y, Schott AM, Blain H, Vellas B, Beauchet O. Serum vitamin D deficiency as a predictor of incident non-Alzheimer dementias: a 7-year longitudinal study.Dement Geriatr Cogn Disord. 2011;32(4):273-8.
  8. lifeextension.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: