Início » 2013 » outubro

Arquivo mensal: outubro 2013

A CURA DEFINITIVA PARA O ZUMBIDO!

By, Dr. Júlio Caleiro –

A lentidão do sistema de Saúde Brasileiro, ainda não disponibiliza este tratamento por aqui, vergonhoso. Por enquanto está sendo feito na Alemanha em dezenas de cidades, e na Espanha. O Brasil possui hoje “tratamentos” totalmente ineficazes, pessoas e profissionais da saúde que atuam meramente de forma oportunista espalhado pela internet. Cuidado, a verdade é que promessas de tratamento “EFICAZ” e cura só com o ANM. ( Neuromodulação Acústica com Reset Coordenado).

http://www.youtube.com/watch?v=1W-gt8OMJaY

Imagem

A ligação entre a infertilidade e o hipotireoidismo é sabida há mais de 50 anos, diz o médico Dr. David Brownstein

8-semanas

Em 29 de outubro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Dr. David Brownsteinmédico norte-americano, autor do livro’ Overcoming Thyroid Disorders’ (Superando as Desordens da Tireoide), é graduado pela Universidade de Michigan e Wayne State University School of Medicine. É professor clínico de Medicina da Wayne State University School of Medicine. É membro da Academia de Médicos de Família, da Academia Americana de Medicina Preventiva e da Sociedade de Acupuntura de Michigan e da Academia Americana de Acupuntura Médica.

Em seu livro, Superando as Desordens da Tireóide, o Dr. David Brownstein traz a seguinte importante informação:

“A relação entre infertilidade e o hipotireoidismo é sabida há mais de 50 anos. Eu observei, atualmente, que em muitas mulheres com problemas de infertilidade não diagnosticados, possuem uma condição de hipotireoidismo. Quando a condição de hipotireoidismo é corretamente tratada, vários casos de infertilidade são resolvidos.”

Para mais informações sobre a terapia nutricional ao hipotireoidismo, sugiro a leitura das matérias abaixo:

1. https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/07/10/nao-consegue-engravidar-hipotireoidismo-pode-ser-a-principal-causa-2/

2. https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/07/25/zinco-e-indispensavel-no-tratamento-do-hipotireoidismo/

3. https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/08/15/saude-tireoidiana-l-tirosina-versus-hormonios-sinteticos-t3-t4-qual-o-melhor-para-a-saude/

Referência:

Overcoming Thyroid Disorders, Dr. David Brownstein, 2 Edition, 2008, pg. 57.

Constipação intestinal crônica em pessoas com síndrome do intestino irritável: como tratar?

Marcella2

Em 25 de outubro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório: (35) 3531-8423. São Seb. Paraíso/MG.

Síndrome do intestino irritável é uma doença crônica do intestino grosso que provoca dor de barriga, cólicas, distensão abdominal, diarréias e constipação (Journal of Gastroenterology and Hepatology. 2010;25:691–9.; Aliment Pharmacol Ther. 2005 Jun 1;21(11):1365-75.). Essa condição cria dor crônica e inchaço. Estes indivíduos, as vezes, vêem a diarréia como um bom evento, porque lhes permitem evacuar com eliminação de fezes que de outra forma permaneceriam impactadas no cólon e áreas do reto.

É preciso entender a causa, para tratar uma condição. A principal causa deste tipo de síndrome de intestino irritável (com constipação crônica) é o insuficiente ou ineficaz peristaltismo (http://www.jhu.edu/jhumag/0497web/gastro1.html) Peristaltismo é o termo que se refere a uma série de contrações musculares organizadas que move o alimento através do trato digestivo (http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002282.htm). Logo, sendo insuficiente ou ineficaz esta atividade contrátil, há dificuldade para evacuação.

O peristaltismo insuficiente é um dos principais culpados por trás de muitos casos de constipação de hoje. A boa notícia é que se ingerir os nutrientes adequados com o estômago vazio (geralmente na primeiro momento da parte da manhã), um aumento do peristaltismo ocorrerá dentro de um período de uma hora, que limpará a maioria ou toda a matéria fecal.

Mas, ainda há quem questione sobre o poder das fibras para esta condição. As fibras podem vir a ser úteis, todavia, nem sempre. Estudos publicados concluíram a taxa de falha de uso de fibras foi bastante elevada em pessoas cronicamente constipado. Um estudo que mostrou que 80 % dos pacientes com trânsito lento não respondem ao tratamento de fibra dietética (Am J Gastroenterol. 1997 Jan;92(1):95-8.; World J Gastroenterol. 2012 Sep 7;18(33):4593-6.; Cleve Clin J Med. 2008 Nov;75(11):813-24.; Ned Tijdschr Geneeskd. 1996 Oct 12;140(41):2036-9). Assim, fibra não é a solução para constipação crônica para muitas pessoas.

Assim, quais nutrientes e medidas tomar para uma solução efetiva e segura deste caso?

Na medicina convencional, por vezes, os médicos ao invés de recomendar os nutrientes necessários (ex: magnésio e vitamina C), prescrevem medicamentos como o Polietileno glicol (PEG) – BMC Pediatr. 2012 Nov 15;12:178. O problema oculto nestas constipações é o insuficiente peristaltismo, que pode levar a fecaloma de longa duração. O Polietileno glicol é utilizado tanto na fabricação de produtos industriais como na medicina – http://www.ewg.org/skindeep/ingredient/704983/POLYETHYLENE_GLYCOL. A questão é de escolha das vias de tratamento: é preferível ingerir um ingrediente utilizado em detergentes e solventes orgânicos (PEG) ou nutrientes essenciais que resultam em benefícios para toda a saúde? Regra geral, segundo o médico e pesquisador Dr. William Faloon, ‘o estabelecimento médico prefere que você ingira o polietileno glicol (PEG) – BMC Pediatr. 2012 Nov 15;12:178.

Vamos aos nutrientes.

  1. Ingerir quantidade adequada de água. Aumentando o volume de água no intestino, as fezes são amaciadas, a contração do músculo intestinal é estimulado, e a evacuação do intestino é solicitada. Dr. Ícaro Alves Alcantara, médico homeopata e ortomolecular, e professor de medicina, aconselha uma ingestão de um copo de água a cada uma hora, que resultará, por volta, de 2,5 à 3 litros de água por dia (http://icaro.med.br/)
  2. Altas doses de Vitamina C com magnésio (com boa quantidade de água): Segundo o médico e pesquisador  do grupo de pesquisas “Life Extension, Dr. William Faloon: “ao tomar pó nutricional contendo vitamina C com magnésio e/ou potássio com estômago vazio [pela manhã], é provável que você veja resultados imediatos dentro de uma ou duas horas.”

Alerto fortemente, que esses nutrientes (vit C e magnésio) devem ser consumidos com acompanhamento médico ou de nutricionista apto a esta natureza de terapia, eis que são em doses terapêuticas (altas).

*O texto acima é baseado no artigo do médico e pesquisador Dr. William Faloon. As referências científicas estão todas citadas no corpo da matéria.

BANANA evita derrames cerebrais em 40% dentre outros benefícios à saúde, segundo o médico Dr. Sérgio Puppin.

banana

Em 24 de outubro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

Segundo o médico cardiologista e especialista em nutrologia, membro da Academia de Ciências de Nova York, professor de medicina na Universidade Estácio de Sá e na Universidade Moderna de Lisboa, Dr. Sérgio Puppin, em seu livro “Alimentos Certos Hábitos Saudáveis”, a fruta BANANA pode tratar dos seguintes problemas:

1. Tensão pré-menstrual e anemias;

2. Segundo o New England Journal of Medicine, chega a evitar 40% dos derrames cerebrais;

3. Pressão arterial e palpitações, provocadas por diuréticos e ou estresse; diminui o colesterol. Porém, diabéticos e obesos devem utilizá-la com moderação!

4. Melhora a memória e desenvolvimento cerebral em crianças (estudantes);

5. Recupera e normaliza o intestino: ajuda tratar diarréias e impede a prisão de ventre;

6. Ajuda tratar o mau humor matinal e ressaca;

7. Acalma o estômago, melhora a azia e os sintomas das úlceras;

8. Acama os nervos e diminui a compulsão por doces e chocolates;

9. Esfregando sua casca em picadas de insetos e mosquitos, diminui o prurido e alergia;

10. Verrugas: recorte um pedaço da casca da banana (faca ou tesoura), coloque em cima da verruga, parte amarela para fora, cubra com esparadrapo. Depois de 24 horas, caso necessário, repita a operação por duas ou três vezes. E adeus verrugas!

O médico informa ainda que “duas bananas fornecem energia e nutrientes para quase 90 minutos de trabalho ou esporte”.

Referência:

Alimentos Certos Hábitos Saudáveis, Dr. Sérgio Puppin, Editora Rio, julho de 2006, p. 123/124.

“É negligência não otimizar os níveis de vitamina D no tratamento de alguém com câncer”, diz o médico Dr. Joseph Mercola

cancer-de-mama03

Em 20 de outubro de 2013, por Dr. Julio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

Dra. Cristine Horner, médica cirurgiã, a qual perdeu a própria mãe por vítima de câncer, é bastante familiarizada com esta patologia. Realizou inúmeras cirurgias reconstrutivas de mama em mulheres que tinham tido mastectomias totais devidos ao câncer de mama, e com isso, realizou várias pesquisas que culminou na criação do livro “Waking the Warrior Goddess: Programa do Dr. Christine Horner de proteger e combater o câncer de mama. Este livro contém todas as abordagens naturais e pesquisas comprovadas para proteger contra e tratamento do câncer de mama.

De acordo com estimativas da American Cancer Society, cerca de 232.300 mulheres serão diagnosticadas com câncer de mama em 2013, e cerca de 39.600 morrerão da doença. São números arrasadores e assustadores!

O médico Dr. Joseph Mercola diz: “Quando se trata de câncer de mama, é importante entender que a obtenção de exames regulares de mamografia não vai impedir nada. Na verdade, a mamografia, que emprega radiação, pode aumentar o risco já que a própria radiação ionizante causa câncer.”

A simples otimização dos níveis da vitamina D3 no corpo, já previne o câncer de mama em 77%, conforme estudo científico.

A Dra. Cristiane Horner diz: “Um estudo europeu publicado em 2012 descobriu que, quando aqueles que têm predisposição genética para câncer de mama (BRCA1 ou BRCA2 gene) passam a ser expostos a qualquer radiação de diagnóstico antes dos trinta anos, o risco de câncer de mama aumenta em 90% (noventa por cento)”.

Dr. Mercola informa ainda que: “apesar do nome, a vitamina D é realmente um poderoso neuro–regulador esteróide com influência epigenética ao longo de mais de 2.000 genes no corpo. Isso é cerca de 10 por cento de todos os seus genes. Há mais de 830 estudos científicos que mostram a eficácia da vitamina D no tratamento de câncer, e, pessoalmente, acredito que é praticamente negligência não otimizar os níveis de vitamina D no tratamento de alguém com câncer.”

Para mais detalhes sobre o câncer de mama, sua prevenção e diagnóstico seguro, sugiro a leitura das matérias abaixo:

https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/03/20/prevencao-ao-cancer-de-mama-evitem-mamografias-periodicas/

Referências

De quatro mil medicamentos analisados apenas 25% são úteis, diz recente estudo feito na França

medicamentos_2

Em 19 de outubro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista.

O uso de medicamentos deve ser o mais cauteloso possível. O medicamento deve ser utilizado como a última alternativa, após esgotadas as possibilidades de tratamento pelas vias normais, saudáveis, por nutrientes. Primeiro fornecemos a matéria-prima essencial e necessária ao organismo para que recobre sua saúde, e ao ver esta impossibilidade de recuperação, recorre-se a última alternativa: medicamentos.

Reforçando este raciocínio, pela extrema cautela do uso de medicação (e não sua banalização), em uma pesquisa feita na França foram analisados 4 mil medicamentos. A conclusão foi arrasadora: “(…) metade de todos os medicamentos prescritos por médicos na França são inúteis, 20% apresentam riscos aos pacientes e 5% são perigosos.” Ou seja, conclui-se que apenas 25% são úteis! Com toda certeza, no Brasil não haveria diferença neste resultado.

A partir desta constatação, continuará a colocar os ‘remédios’ na linha de frente de seu tratamento de saúde ou dará a chance para seu próprio organismo encontrar a solução, com intervenção apenas de nutrientes necessários ao seu fortalecimento?

Pensem nisso.

Fonte:

Lire l’intégralité du dossier ”Le Guide des  médicaments utiles, inutiles ou dangereux” dans “le Nouvel Observateur” du 13 septembre 2012. 

http://tempsreel.nouvelobs.com/societe/20120912.OBS2066/le-guide-des-medicaments-utiles-inutiles-ou-dangereux.html

 

Cuidado! Infecções Fúngicas Fatais podem ocorrer em indivíduos portadores de Artríte Reumatóide, que usam o Remicade ou Enbrel, Humira e outros!

Imagem

By; Ed. Dr. Júlio Caleiro – NUTRICIONISTA – Publicado em 18 de Outubro – 2013

Para uma Orientação Expressa – envie email para – juliocaleiro@hotmail.com

————————————————————————————————————–

-Drogas como Remicade, Enbrel , Remicade , Humira e Cimzia podem causar infecções fúngicas fatais! Editado e traduzido do site do (Dr. Joseph M).

Em 2008 a FDA ordenou que deveria ter avisos mais claros em quatro medicamentos utilizados para tratar a artrite reumatóide, dizendo que eles podem aumentar o risco de infecções fúngicas possivelmente fatais. Enbrel, Remicade, Humira e Cimzia pode suprimir o sistema imunológico e direcionar a atacar o próprio organismo. Para as pessoas com artrite reumatóide, o tratamento proporciona alívio das dores nas articulações inchadas e dolorosas em pequena porcentagem entre os usuários. Mas as drogas também diminuem as defesas do organismo contra vários tipos de infecções.
A FDA ficou “preocupada” após descobrir que os médicos estavam diagnosticando um determinado tipo de infecção fúngica chamada histoplasmose entre vários usuários. A infecção é prevalecente em grande parte, e que pode ter consequências graves se não for detectada precocemente e se espalha para além do sistema respiratório para quase todos os órgãos do corpo, e na maioria dos casos silenciosamente. Dos 240 casos relatados pela FDA naquele ano, em que os pacientes que tomam um dos quatro medicamentos acima citados desenvolveram esta infecção, de um total de 45 (ou cerca de 20%) morreram.  (-USA Today September 4, 2008).
————————————————————-
By Ed. Dr. Júlio Caleiro

Este é outro exemplo do por que eu continuamente alerto que medicamentos contra artrite reumatóide são simplesmente muito perigosos, e na realidade não trata a causa do problema apenas mascara! Estudos têm mostrado que pessoas que tomam os medicamentos Humira e Remicade duplicam as chances de conseguir uma infecção grave, e triplicar o risco de desenvolver uma série de diferentes tipos de câncer como dito em outro artigo recheado de referências bibliográficas. Estas drogas também têm sido associadas a linfoma, tuberculose , pneumonia e juntamente com os tumores de pele, gastrointestinais, da mama e do pulmão. O Enbrel também foi relacionado à insuficiência cardíaca congestiva, e todas as quatro drogas estão a ser investigadas ao aumento do risco de câncer em crianças e adultos jovens.

Enbrel, Remicade, Humira e Cimzia (Certolizumab), são drogas poderosas as quais bloqueiam uma proteína chamada fator de necrose tumoral (TNF) e, portanto são conhecidos como antagonistas do TNF. Eles funcionam em forma bloqueando uma parte do sistema imunitário, e são utilizados para tratar não só a artrite reumatóide mas também psoríase, doença de Crohn e outras doenças auto-imunes.
Bloqueadores de TNF estão entre os mais bem sucedidos de todos os medicamentos da biotecnologia. Remicade , Humira e Enbrel tinham vendas combinadas de mais de US $ 13 bilhões em 2007, atualmente este número triplicou!

Por que essas drogas são tão populares, apesar de seus efeitos colaterais muito graves e de preços astronômicos (tendo Remicade durante um ano em preço exorbitante? Simples,  justamente pelo fato da artrite reumatóide ser uma doença extremamente dolorosa e debilitante, a maioria dos médicos direcionam as pessoas para estes medicamentos que servem apenas de alívio. É certamente compreensível que as pessoas iriam usá-los, especialmente quando a eles, são apresentados como a ÚNICA opção, apenas uma “corda no escuro”, uma bóia velha de “salva-vidas”!

Câncer, Infecção fúngica, Pneumonia ou insuficiência cardíaca?

A maioria das pessoas simplesmente não estão conscientes do que está em jogo, ou que existem outras opções para o tratamento de artrite que não envolvam esses medicamentos, outros preferem atacar seus organismos às custas de alivio da dor, sem saber que interiormente seus orgãos podem estar a mercê de um ataque súbito pelo sistema imune todo debilitado e desregulado, por esses “medicamentos”.

O Caminho sem Drogas, pode superar Artrite Reumatóide.

Dr. Mercola Diz: “Tratei mais de 3.000 pacientes com a minha revisão do Protocolo de antibióticos do Dr. Brown , desde o final dos anos 80 , e a taxa de sucesso é bem mais de 80%. É realmente incrível o quão poderoso é o potencial de cura do nosso corpo, uma vez que os fatores causais podem fornecer as ferramentas e recursos de cura essenciais e simples”.

O protocolo para A.R pode ser:

1 . Melhorar a sua dieta usando uma combinação de minhas orientações nutricionais.
2 . Alimentar-se de gorduras omega-3 , tendo uma alta qualidade de origem animal do suplemento de ômega -3 , como o óleo de krill.
3. Obter níveis ótimos de vitamina D , se necessário tomar um suplemento se você não expor-se ao sol diariamente. Isso é absolutamente crucial e na minha opinião, a negligência médica é grosseira e abusiva se não for executada em quase todos os pacientes de A.R , pois quase todos os pacientes com AR apresentam baixos níveis de vitamina D, geralmente abaixo de 30ng/ml. Parâmetros mais atualizados postulam níveis acima de 45ng.

4. Incorporando o exercício regular em sua programação diária. Se suas articulações são dolorosas, exercícios suaves como yoga e Tai Chi são recomendados.  O importante é você passar com um profissional da saúde diferenciado, alguém que entenda de medicina natural e nutrição,  ( se o seu médico está recomendando Enbrel, Remicade, Humira, ou Cimzia, mas eles não entendem ou não explicam os danos que ocorrem quando você suprimi artificialmente o seu sistema imunitário, e eu sugiro procurar orientação em outro lugar e iniciar um tratamento eficaz, de forma a impulsionar teu sistema imune a levar à cura, e nao destruir mais ainda o sistema pelas medicações acima citada.
————————————————————
Referências:

-USA Today September 4, 2008