Início » EVIDÊNCIAS » Curcumina alivia a inflamação do cérebro e estimula novas células cerebrais

Curcumina alivia a inflamação do cérebro e estimula novas células cerebrais

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
——————————————————————–

14634169

Em 28 de agosto de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. F: (35) 3531-8423.

PARA UMA ORIENTAÇÃO EXPRESSA – ENVIE EMAILS PARA: juliocaleiro@hotmail.com
———————————–

A curcumina funciona de forma semelhante ao agente anti-depressivo, em que estimula a produção de neurotransmissores, como serotonina e dopamina, as quais são muitas vezes desequilibradas na depressão (Scientific World Journal. 2009 Nov 1;9:1233-41).

Além disso, a curcumina alivia a inflamação do cérebro, e estimula a neurogênese, isto é, a formação de novas células no cérebro (Mol Ther. 2011 Oct;19(10):1769-79.; Brain Res. 2007 Aug 8;1162:9-18.). Essa função da curcumina é, sem dúvida alguma, extremamente importante em diversas doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, e doenças auto-imunes, Esclerose Múltipla, e ainda, em casos de depressão (Neurosci Lett. 2010 Nov 5;484(3):201-5.; Nature. 2011 Aug 3;476(7361):458-61; Int Immunopharmacol 9.5 (2009): 575-81; Adv Exp Med Biol. 2007;595:425-51; Adv Exp Med Biol. 2007;595:197-212; J Alzheimers Dis. 2006 Sep;10(1):1-7).

Tempos atrás, acreditavam que o cérebro humano não seria capaz de formar novos neurônios na vida adulta. No entanto, novas pesquisas e estudos desde então, tem refutado essa idéia. Os adultos podem desenvolver novos neurônios em uma região do cérebro chamada hipocampo,onde as memórias são armazenadas. Essa renovação de células cerebrais beneficiam a saúde cerebral em diversos aspectos, podendo reverter estados patológicos graves, como algumas mencionadas no parágrafo anterior.

As doses de curcumina para fins terapêuticos (para tratamento e prevenção de doenças) devem ser avaliadas caso a caso, por meio de um rigoroso acompanhamento médico ou de nutricionista apto a esta natureza de terapia.

*As Referências científicas já constam no corpo do texto.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: