Início » EVIDÊNCIAS » Extrato de cereja tem atividade anti-inflamatória natural comparável a ibuprofeno e naproxeno!

Extrato de cereja tem atividade anti-inflamatória natural comparável a ibuprofeno e naproxeno!

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
——————————————————————–
cerejas

Em 21 de agosto de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone: (35) 3531-8423.

Por um motivo desconhecido, o órgão de fiscalização FDA nos EUA (equivalente a ANVISA no Brasil) proibia os produtores de cerejas em citar estudos científicos mostrando que as cerejas possuem antocianinas únicas e outros compostos que naturalmente apresentam efeitos anti-inflamatórios potentes (Behav Brain Res. 2004 Aug 12;153(1):181-8.; J Agric Food Chem. 2001;49:4924-9; J Nat Prod. 1999;62:294-6; J Biomed Biotechnol. 2004;5:253-8.)

Conforme estudo científico, estes compostos possuem atividades anti-inflamatórias comparáveis a medicamentos como IBUPROFENO (Advil) e NAPROXENO (Aleve), mas sem os severos efeitos secundários destes medicamentos no organismo (Seeram NP, Momin RA, Nair MG, Bourquin LD. Cyclooxygenase inhibitory and antioxidant cyanidin glycosides in cherries and berries. Phytomedicine. 2001 Sep;8(5):362-9.). Aqui já se percebe a surpreendente potente função anti-inflamatória das cerejas.

O tratamento padrão para dor muscular e inflamação tem sido com medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides. Mas, eles podem ter efeitos colaterais mortais, incluindo hemorragia gástrica, ataque cardíaco e insuficiência renal, por isso, a busca por agentes naturais ganhou maior atenção (Clin Drug Investig. 2012 Feb;32 Suppl 1:53-63.; Mol Nutr Food Res. 2010;55:74-82).

Os compostos encontrados em cerejas modulam inúmeros meios para se proteger contra outras condições associadas com a inflamação, incluindo: câncer, doenças cardiovasculares, síndrome metabólica e doença de Alzheimer (Crit Rev Food Sci Nutr. 2011 Jan;51(1):1-12.; Molecules. 2010 Oct 12;15(10):6993-7005.; J Agric Food Chem. 2009 Feb 25;57(4):1239-46.; Curr Mole Med. March 2003;3(2):149-59.). Em um surpreendente estudo, verificaram que os componentes da cereja promoveram uma redução em 65% de mortes prematuras por doenças cardiovasculares (FASEB J. Apr 2011;25(Meeting Abstract Supplement):980.10.).

Um dos mais potentes flavonóides são as antocianinas, e as cerejas fornecem ALTOS níveis de antocianinas, e com isso, entregam uma importante atividade antioxidante e anti-inflamatória. As cerejas foram classificas em 14º lugar entre os 50 melhores alimentos de maior teor de antioxidantes por porção, superando essas fontes de antioxidantes contidos, até mesmo, no chocolate amargo e no vinho vermelho (Am J Clin Nutr. 2006;84:95-135). Com isso, verificaram os pesquisadores que as cerejas promovem proteção contra o câncer (Cancer Lett. 2003 May 8;194(1):13-9.; Cancer Chemoth Pharm. 2009 June;64(1):201-11.), regula a glicose no corpo, sendo um IMPORTANTE auxílio para quem tem DIABETES (Recent Pat Endocr Metab Immune Drug Discov. 2012 Jan;6(1):67-72.).

Enumerarei alguns dos vários benefícios do extrato de cerejas, de forma resumida. Vejamos:

1. Extrato de cereja protege os músculos

A cereja é benéfica aos praticantes de atividade física, pois diminui a dor muscular pós exercício, protegendo contra lesão muscular, e acelerando a recuperação muscular (Am J Vet Res. 2009 Jun;70(6):758-63.; Journal Int Soc Sports. 2010;7:1; Scand J Med Sci Sports. 2010;20:843-52; Br J Sports Med. 2006;40:679-83.; Med Sci Sports Exerc. 2011;43:1544-51.).

2. Extrato de cereja trata OSTEOARTRITE

O extrato de cereja apresentou benefícios em casos de OSTEOARTRITE. Em um estudo de 2007, pesquisadores do Instituto de Pesquisa Baylor deu cerejas em forma de pílulas para pacientes com osteoartrite de joelho. Após 8 semanas, metade dos indivíduos apresentaram uma SIGNIFICATIVA MELHORA na dor e funções do joelho (http://media.baylorhealth.com/releases/Can-Cherries-Relieve-the-Pain-of-Osteoarthritis.)

Em 2013, um outro estudo, controlado por placebo, foi apresentado na reunião anual do American College of Sports Medicine, antes de sua publicação. Os cientistas mediram os impactos da cereja sobre os biomarcadores inflamatórios séricos de pacientes com osteoartrite inflamatória ((Pacientes com osteoartrite inflamatória ou erosiva são aqueles que sofrem de sinais súbitos de inflamação, tais como vermelhidão, dor e inchaço). O estudo incluiu 20 pacientes do sexo feminino entre 40 e 70 anos que tinham dores moderadas de osteoartrite. Os pacientes consumiram doses de suco de cereja, e outro grupo uma bebida ‘controle’, durante 3 semanas. Os pacientes que consumiram suco de cereja apresentaram diminuição significativa da inflamação, com redução dos níveis da proteína C reativa (Kuehl KS, Elliot DL, Sleigh A, Smith J. Efficacy of tart cherry juice to reduce inflammation biomarkers among women with inflammatory osteoarthritis. J Food Stud. 2012;1:14-25.).

Todos esses resultados comprovam os benefícios do extrato de cereja para pacientes com osteoartrite, e o melhor, sem os efeitos adversos dos medicamentos tradicionais.

3. Extrato de Cereja trata de ácido úrico elevado e gota

O Extrato de cereja apresentou excelentes resultados nos casos de gota e elevado ácido úrico no sangue. A esse respeito, o médico norte americano Dr. Joseph Mercola diz:

“Em um estudo com mais de 600 pessoas com gota, aqueles que comiam uma porção de meia xícara de cerejas por dia (10 a 12 cerejas), ou o extrato de cereja, tiveram um risco de 35% menor de um ataque de gota. Aqueles que comeram mais cerejas, até três porções em dois dias, tiveram uma redução maior ainda, de 50% no risco de ataque – (Arthritis & Rheumatism Vol. 64, Issue 10.) Elas [as cerejas] contém compostos poderosos, como antocianinas e bioflavonóides que são conhecidos para combater a inflamação. Eles também pode ser benéfico em razão do seu impacto sobre os níveis de ácido úrico. A gota ocorre quando os processos metabólicos que controlam a quantidade de ácido úrico no sangue não conseguem fazer seu trabalho de forma eficaz. Estudos descobriram que comer duas porções de cerejas a noite, provoca uma redução de 15% do ácido úrico, de óxido nítrico e dos níveis da proteína C reativa (que estão associados com doenças inflamatórias como a gota) – J Nutr. 2003 Jun;133(6):1826-9. Consumir suco de cereja diariamente durante 4 semanas pode diminuir seus níveis de ácido úrico (The FASEB Journal. 2011;25:339.2).”

4. Extrato de cereja reduz inflamação crônica da obesidade

A inflamação crônica aumenta significativamente o risco de uma série de condições, incluindo câncer e doenças do coração (Proc Natl Acad Sci USA. 2012 Oct 16;109 Suppl 2:17281-8.). Todavia, poucos sabem que a obesidade pode ser tanto causa como consequencia de uma inflamação crônica (J Clin Endocrinol Metab. 2004;89(6):2548-5; Br J Nutr. 2011 Dec;106 Suppl 3:S5-78.). Em indivíduos obesos, os depósitos de gordura na barriga geram uma torrente de moléculas pró-inflamatórias conhecido como CITOCINAS. Se nada for feito, estas CITOCINAS desencadeiam uma cascata de destruição que pode levar a uma série de doenças degenerativas ( J Neurosci. 2012 Jul 25;32(30):10201-10.; Obes Res. 2003 Apr;11(4):525-31.)

Pesquisadores demonstraram que humanos adultos obesos ou com sobrepeso que consumiram uma dose diária de suco de cereja, por 4 semanas, apresentaram significativa redução da inflamação (FASEB J. April 2011;25 (Meeting Abstract Supplement):339.2.). Cereja é uma ferramenta potente para inibir a inflamação crônica relacionada à obesidade, o que pode até mesmo inibir a própria obesidade em si.

5. Extrato de cereja tem ação anti-câncer

Estudos tem mostrado que as antocianinas encontradas em cerejas (Prunus cerasus L) pode DESLIGAR genes envolvidos no desenvolvimento de câncer, os quais incluem genes para a proliferação celular e inflamação, e por angiogênese (formação de novos vasos sanguineos para alimentar um tumor (Curr Mole Med. March 2003;3(2):149-59.; Cancer Lett. 2008 Oct 8;269(2):281-90.; Biochemistry (Mosc). 2004 Jan;69(1):75-80, 1 p preceding 75).

AS antocianinas podem também desencadear a apoptose, a morte celular programada, QUE FAZ COM QUE AS CÉLULAS PRÉ-CANCEROSAS SE ‘AUTO-DESTROEM’ (Int J Oncol. 2003 Sep;23(3):705-12.)
Em 2011, uma revisão de estudos concluíram que as cerejas exercem uma VARIEDADE de efeitos anti-cancerígenos (McCune LM, Kubota C, Stendell-Hollis NR, Thomson CA. Cherries and health: a review. Crit Rev Food Sci Nutr. 2011 Jan;51(1):1-12).

6. Extrato de cereja previne doenças do coração

Níveis elevados do colesterol LDL é um fator de aparecimento da aterosclerose e outras doenças cardiovasculares (CurrAtheroscler Rep. 2013 Apr;15(4):312.). Um estudo com animais, verificaram que o extrato de cereja promoveu redução do colesterol, da gordura corporal, do peso, e gordura abdominal. Ainda as cerejas promoveram redução da inflamação em locais como barriga e coração, locais ligados a riscos de doenças cardíacas ( FASEB J. 2010 April;24(Meeting Abstract Supplement):335.1.; FASEB J. 2011 March;25(Meeting Abstract Supplement):980.10.; FASEB J. 2008 March;22(Meeting Abstract Supplement):702.7.).

Em 2011, os cientistas relataram uma diminuição de 26% nos níveis de colesterol em ratos que receberam pó de cereja, bem como uma redução de 65% na mortalidade precoce. Esta menor mortalidade foi acreditado por ser devido à melhoria da saúde cardiovascular (FASEB J. 2011 March;25(Meeting Abstract Supplement):980.10.).

Em seres humanos, os pesquisadores investigaram o impacto do suco de cereja nos níveis de triglicérides. Eles relataram em 2011 que o consumo de uma dose diária de suco de cereja reduziram os triglicérides por mais de 17% em média! – FASEB J. April 2011;25 (Meeting Abstract Supplement):339.2.

Juntos, esses estudos sugerem que cerejas promovem a saúde cardiovascular, diminuindo de forma segura dos níveis de colesterol e triglicérides, bem como outros fatores de risco.

7. Promove defesa em face de doenças Neurodegenerativas

A combinação do envelhecimento com extresse oxidativo pode causar a morte de alguns neurônios em determinas regiões do cérebro, contribuindo para surgimento de doenças neurodegeranativas como doença de Alzheimer, Parkinson, Huntington’s, bem como esclerose lateral amiotrófica – ELA, e declínio cognitivo geral (Biochem. J.2001;358:547-57.; Drugs Aging.2001;18(9):685-716.; Progr. Neurobiol. 2000;60:409-70.). Um relatório científico concluiu que as fontes de compostos polifenólicos, como as cerejas, tem uma função neuroprotetora (Biochem. J.2001;358:547-57.).

As cerejas possuem substancias bioativas que são caracterizadas por apresentaram benefícios múltiplos contra doenças degenerativas (Crit Rev Food Sci Nutr. 2011 Jan;51(1):1-12.; J Agric Food Chem. 2005;53:9921-7.). Os pesquisadores ao verificarem que as cerejas são ricas em compostos fenólicos, incluindo as antocianinas, descreveram-nas como possuindo ‘uma forte atividade anti-neurodegenerativa.” – Kim DO, Heo HJ, Kim YJ, Yang HS, Lee CY. Sweet and sour cherry phenolics and their protective effects on neuronal cells. J Agric Food Chem. 2005;53:9921-7.

É bom saber que há duas formas de extrato de CEREJA: Prunus cerasus L e Prunus avium L.. Particularmente, indico o extrato de cereja ‘Prunus cerasus L’ por ser mais rica em antocianinas e bioflavonóides. Mas, ambas as formas apresentam resultados benéficos à saúde.

Os benefícios são diversos, e aqui, foram relatados apenas alguns deles. Um produto natural que é comparável a potentes medicamentos anti-inflamatórios como naproxeno, e ibuprofeno, sem apresentar os efeitos adversos destes, não pode ser ignorado no tratamento de saúde das pessoas, que padecem das respectivas doenças inflamatórias, concorda?

Aplique os princípios da nutrição funcional em seu tratamento de saúde!

– Lifeextension.com


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: