Início » EVIDÊNCIAS » Obesidade infantil está associada à deficiência de vitamina D

Obesidade infantil está associada à deficiência de vitamina D

obesidade_infantil2

By Dr. Julio Caleiro, nutricionista. F: 35-3558-1919.

Um artigo publicado online em 06/10/2010 no American Journal of Clinical Nutrition relata uma associação com deficiência de vitamina D e o aumento de gordura corporal em crianças na idade escolar.

O pesquisador Dr. Eduardo Villamor e sua equipe da Universidade de Michigan, avaliaram 3.202 meninos e meninas que residem em Bogotá, Colômbia, que tinham entre 5 e 12 anos de idade. Foram feitas medidas antropométricas e repetidas anualmente ao longo de um período médio de acompanhamento de 30 meses.

As crianças com deficiência de vitamina D tinham maior índice de massa corporal, maior aumento da espessura das dobras cutâneas e maior circunferência da cintura do que as crianças que tinham níveis suficientes de vitamina D.

Concluiu-se que níveis insuficientes de vitamina D pode desempenhar um papel na obesidade infantil, devido a influencia da vitamina sobre a quebra e formação de lipídios nas células adiposas. Os autores observam que o aumento dramático nas taxas de obesidade entre as crianças é motivo de preocupação porque a obesidade infantil é um fator de risco para doença cardiometabólico mais tarde na vida.

O Science Daily de 03 de agosto de 2009 publicou um estudo no qual participaram 6.000 crianças. O estudo foi liderado pelo pesquisador e médico Dr. Michal L. Melamed, do Albert Einstein College of Medicine da Universidade de Yeshiva. Os resultados surpreendentes sugeriram que a deficiência de vitamina D poderia colocar milhões de crianças em risco de pressão alta e outros fatores de risco relacionados a doenças cardíacas.

Neste estudo, as crianças obesas também estavam entre aquelas deficientes de vitamina D. O co-autor do estudo, Dr. Juhi Kumar, médico pediatra, esclareceu o seguinte:

“A mensagem para os pediatras é que a deficiência de vitamina D é um problema real, com consequências não só para a saúde dos ossos, mas também potencialmente para a saúde cardiovascular em longo prazo.”

Neste mesmo artigo foi registrada informação de um outro estudo co-liderado pelo Dr. Melamed e publicado no Archives of Internal Medicine, em agosto de 2008, no qual foi relatado que indivíduos com baixos níveis de vitamina D podem ter um risco aumentado de morte por todas as causas.

Agende sua consulta, e realize um tratamento nutricional que fortaleça sua saúde e favoreça o emagrecimento saudável!

Referências:

1. Am J Clin Nutr October 2011 vol. 94 no. 4 1020-1025
2. lifeextension.com
3. Michal L. Melamed, Juhi Kumar, Paul Muntner, Frederick J. Kaskel, and Susan M. Hailpern. Prevalence and Associations of 25-Hydroxyvitamin D Deficiency in Children and Adolescents in the United States: Results from NHANES 2001-2004. Pediatrics, August 3, 2009
4. Albert Einstein College of Medicine (2009, August 3). Millions Of U.S. Children Low In Vitamin D.ScienceDaily. Retrieved May 23, 2013, from http://www.sciencedaily.com¬/releases/2009/08/090803083633.htm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: