Início » EVIDÊNCIAS » Um novo estudo descobriu que a vitamina D pode combater os efeitos da doença de Crohn

Um novo estudo descobriu que a vitamina D pode combater os efeitos da doença de Crohn

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
————————————————————-

PARA “INDICAÇÃO EXPRESSA” ENVIE EMAIL PARA – juliocaleiro@hotmail.com – CONSULTÓRIO – 35-3531-8423

ABAAABuQMAB-0

By Dr. Júlio Caleiro Pimenta, nutricionista. Agende sua consulta! Fone do consultório:35-3531-8423 (São Sebastião do Paraíso-MG)
julio4

Os investigadores descobriram que a vitamina D atua diretamente sobre o gene da beta defensina 2, que codifica para um péptido antimicrobiano, e o gene NOD2 que alerta para a presença de micróbios invasores. Ambos beta defensina e NOD2 têm sido associados à doença de Crohn por atuarem de forma errada, inespecificamente. Se o gene NOD2 está deficiente ou defeituoso, não é possível combater os invasores no trato intestinal. A ciência tem evidenciado há algum tempo a importância da vitamina D no tratamento de doenças inflamatórias do intestino tais como doença de Crohn e colite ulcerosa, e regularizar a resposta destes Genes de forma correta, atenuando a doença de Cronh.

A doença de Crohn é uma doença do sistema imunitário, é uma condição crônica que causa inflamação do trato gastrointestinal (GI).. Qualquer área do seu trato digestivo pode ser afetado, da boca ao ânus, mas Crohn afeta mais comumente a parte inferior do intestino delgado conhecido como íleo.

Crohn é encontrado em homens e mulheres em igual número e parece ter um componente genético. Cerca de 20 por cento dos doentes de Crohn também tem um parente – geralmente um dos pais ou irmão – com alguma forma de doença inflamatória intestinal.

A causa da doença de Crohn tem sido considerada, dentre outros fatores, como a maneira inadequada do sistema imunitário em lidar com bactérias intestinais. Esta resposta inadequada do sistema imunitário leva a uma condição inflamatória que pode resultar em uma desordem autoimune. Se você tem uma doença autoimune, significa que o sistema imunológico está atacando e destruindo o tecido saudável do corpo.

Segundo o conceituado médico norte-americano, Dr. Joseph Mercola “é condenável e irresponsável não medir os níveis de vitamina D em pacientes com esta doença”. Uma das razões que a vitamina D pode funcionar é que ela ajuda o corpo a produzir mais de 200 peptídeos anti-microbianos que ajudam a combater todos os tipos de infecções.

A vitamina D é um potente imunomodulador. Dr. Joseph Mercola esclarece, ainda, que: “a vitamina D modula a sua resposta imunitária, impede uma reação exagerada na forma de inflamação, o que pode levar a doenças autoimunes, como a doença de Crohn.”

Em mais outro estudo, comprovou-se que a administração de vitamina D3 ou calcitriol baixou indicadores de inflamação e melhorou a saúde óssea em 37 pacientes com doença de Crohn. (Miheller P, Muzes G, et al. Comparison of the effects of 1,25 dihydroxyvitamin D and 25 hydroxyvitamin D on bone pathology and disease activity in Crohn’s disease patients. Inflamm Bowel Dis 2009;15:1656-1662.)

Além da vitamina D, altas doses de PROBIÓTICOS, também, auxiliam pacientes com Crohn. Em dois estudos, ficaram demonstrados que suplementos de altas doses de probióticos trouxeram uma melhoria na saúde intestinal em pacientes portadores da doença de Crohn. (Fujimori 2007; Karimi, et al 2005)

Trechos de um importante depoimento de paciente portadora da doença de Crohn: …”Liguei imediatamente para o Dr. Júlio Caleiro Pimenta. E ele me indicou o tratamento com vitamina D3. Iniciei esse tratamento há cerca de 15 dias. Todos os sintomas citados acima foram extintos. Sinto-me muito feliz por ter sido agraciada com a vitamina D3. Nem me lembro mais que sou portadora da doença de Crohn. (Leila Miranda – Coqueiral/MG)

Assim, inicie o quanto antes o seu tratamento por meio da nutrição avançada, e agende sua consulta! Veja os depoimentos de pacientes que efetuaram o tratamento: https://nutricaobrasil.wordpress.com/depoimentos-tratamento-dr-julio-caleiro/

 

ATENÇÃO!

A dose de Vitamina D deve ser ajustada juntamente com outros suplementos para real efeito na patologia. A dose é individualizada, pois leva-se em consideração o peso, nível patológico, medicações convencionais (evitar efeitos adversos), idade, e o horário correto de aplicação, isso vale para os probióticos, pois a quantidade e as variações de cepa devem ser individualizadas.  A forma de aplicação também é outro fator, portanto não tome Suplementos SEM ORIENTAÇÃO DO SEU MÉDICO OU NUTRICIONISTA, pode ser perigoso para sua saúde.

————————————————————–

Referências:
1. Eurekalert January 27, 2010
2. Miheller P, Muzes G, et al. Comparison of the effects of 1,25 dihydroxyvitamin D and 25 hydroxyvitamin D on bone pathology and disease activity in Crohn’s disease patients. Inflamm Bowel Dis 2009;15:1656-1662.
3. mercola.com
4. J. Biol. Chem. 2010 285: 2227-2231
5. Fujimori S, Tatsuguchi A, Gudis K, et al. High dose probiotic and prebiotic cotherapy for remission induction of active Crohn’s disease. J Gastroenterol Hepatol. 2007;22(8):1199-204.
6. Karimi O, Peña AS, van Bodegraven AA. Probiotics (VSL#3) in arthralgia in patients with ulcerative colitis and Crohn’s disease: A pilot study. Drugs Today (Barc) 2005;41(7):453-9.
7. lifeextension.com

Contador

%d blogueiros gostam disto: