Início » EVIDÊNCIAS » O que os hospitais não irão te dizer, e como a transparência poderia revolucionar o tratamento de Saúde dos Hospitais!

O que os hospitais não irão te dizer, e como a transparência poderia revolucionar o tratamento de Saúde dos Hospitais!

 

O que os hospitais não vão te dizer, e como a transparência poderia revolucionar o tratamento de Saúde dos Hospitais!Imagem

  Por Dr. Mercola –  Ed; Dr Júlio Caleiro

 Os erros médicos são uma das principais causas de morte nos Estados Unidos, o que ainda é mais chocante é que muitas vezes o dano é evitável!

   Hospitais costumam fazer erros flagrantes que variam de pequenos erros tais como tratar o paciente errado, deixando ferramentas cirúrgicas em uma pessoa após a cirurgia, ou a operação na parte errado do corpo. De acordo com o relatório de 2011 ‘Graus Saúde’, uma taxa de incidência de danos médicos que ocorrem nos Estados Unidos é estimada em mais de 40.000 erros prejudiciais e / ou letal DIÁRIOS! Será que no Brasil isso seria diferente? Numa país emergente com o nosso?  Dr. Martin Makary é o autor do best-seller ‘The New York Times Inexplicável’. O que hospitais não dizem e como a transparência poderia revolucionar a Saúde, o livro é uma história sobre as práticas perigosas e erros da medicina moderna.  Ele é um cirurgião atuante no ‘Johns Hopkins Hospital’ e professor da política de saúde pública na Escola ‘Johns Hopkins’.  Como cirurgião ativo, ele trabalhou em muitos dos melhores hospitais do EUA, e pôde testemunhar o incrível poder da medicina moderna em curar, mas ele também foi uma testemunha de erros rotineiramente em que médicos esqueçem ‘esponjas cirúrgicas’ dentro de pacientes, amputa membros errados, e prescreve overdoses de medicações em crianças e adultos por causa da caligrafia desleixada.  A alternativa para se livrar de uma estatística dessas que é ‘Gritante’ é atuar junto à nossa alimentação enfatiza o cirurgião.

 “..Alimentação saudável,  exercício e livrar-se do estresse podem ajudar a mantê-lo longe de um hospital, mas se você tiver que ir, conheça os seus direitos e responsabilidades que poderá ajudar a garantir sua permanência no hospital de uma forma segura até a cura.”.
     Variações na Qualidade Médica e Segurança dos Cuidados de Saúde Dirigido por “incentivos perversos” . Isso mesmo nem todo procedimento médico é igual para todos!  Um em cada quatro pacientes em um hospital é prejudicado de alguma forma, a partir de um erro médico, de acordo com o ‘New England Journal of Medicine’.  Muitos médicos têm se preocupado com a qualidade, mas os erros na área da saúde tem sido de  tal  maneira que ficou aberto a discussão sobre “transparência médica”. Dr. Martin Makary diz: “..Nós realmente estamos em um momento muito emocionante na medicina”,  

         “Pela primeira vez, estamos falando abertamente e honestamente sobre este problema.  Temos pesquisas agora que suporta tudoisso, e ficará impossível de esconder certas práticas que outrora eram feitas sorrateiramente, isso está mudando não só nos Estados Unidos mas em quase todos os países da América do Norte e do Sul, bem como na Europa e outros.
 Dr. Makary vivenciou um fato a partir de seus dias como um estudante de medicina; ele relata como uma experiência que nunca mais esqueceu: “… Um jovem chegou à sala de emergência com uma fratura do úmero, e o médico plantonista disse que ele precisava de uma ressonância magnética, raio-X e uma tomografia.  O rapaz respondeu que não tinha seguro de saúde para cobrir os gastos, o médico então de repente mudou de “tom”, dizendo-lhe que poderia também usar uma tipóia, e tudo ficaria bem se não pudesse arcar com os exames, isso deixou claro para ele que algo não estava certo neste sistema e passou a pesquisar, com o passar dos anos de profissão. E nasceu uma outra questão, na mente do médico Dr Martin.

 

É sua cirurgia que poderá ajudar o médico, a bater a meta no final do mês num hospital? Infelizmente sim!

 Médicos estão sob enorme pressão esses dias.  Não só eles são convidados a atender mais pacientes por hora, mas também muitos cirurgiões ainda têm cotas de cirurgia para atender durante o dia e mês.  Isso mesmo cotas para cirurgias, deflagrando situações cirurgicas irreais, será que isso acontece só nos EUA ou nos demais países? “Médicos relatam que seus administradores dizem que eles precisam fazer tantas operações em um mês”, o Dr.  Makary diz.  “Às vezes os médicos me dizem receber mensagens de texto e e-mails, dizendo: ‘Você precisa fazer tantas operações até o final do mês para atingir sua meta.”  Eles são esperados para fazer mais, muitas vezes com menos recursos. “.  As cotas não são o único sintoma de uma grande desconexão entre a cura e o problema de um paciente, e sim executar fins de esquema lucrativos de gestão de doença.  Como discutido pelo Dr. Makary, às vezes, um programa de computador irá solicitar exames e estudos automaticamente por sistemas de informática, e o médico só tem que concordar com eles.

 “Os médicos devem praticar a medicina da forma como foi concebida para ser praticada – individualizada no atendimento com ética e decência “, diz ele.

 Embora os computadores e os sistemas possam ajudar com alguma padronização na dependência crescente em medicina e diagnóstico computadorizado, ou mesmo sob atendimento de triagem também computadorizado, como protocolos de atendimento, o tratamento é um problema que precisa ser seriamente considerado e discutido pois só o médico realmente é capaz ou deveria ser, em tomar providências terapêuticas e não meramente um sistema informatizado, mesmo que sob alegação epidemiológica, não agora no momento em que vivemos isso entre alguns pesquisadores não é consensual. Sim ainda sem consenso!  Nós tivemos uma melhoria contínua e evolução da inteligência artificial, tanto que nos próximos 20 a 30 anos os computadores serão capazes de entrevistar um paciente e depois imprimir uma bateria inteira de recomendações já padronizados.   Mas a única coisa que os sistemas poderão fazer é imprimir testes e protocolos de tratamento tendenciosos e talvez viciados, dados imprecisos ou fraudulentos.  Será que possui uma taxa mais eficiente do que a análise do médico?

 O tratamento desnecessário é um grande problema!

 De acordo com um relatório do Instituto de Medicina, 30%  de todos os procedimentos médicos, exames e medicamentos podem de fato ser desnecessário a um custo de pelo menos US $ 750 bilhões anuais, e três vezes mais o custo do sofrimento emocional e complicações relacionadas e até mesmo a morte – o que é impossível colocar números para correlacionar.  Embora o uso excessivo e mau uso tornaram-se uma parte profundamente arraigada da cultura da medicina, há sinais de esperança de que as coisas estão começando a mudar.  Dr. Makary aponta uma série de recomendações padrão que foram alteradas nos últimos anos, como o regime de aspirina diariamente, o exame de PSA, e mamografias anuais, alterando para a termografias, a padronização do diagnóstico de hipercolesterolemia, pedido de exames de glicema isolado sem insulina,  e prescrição de Estatinas dentre vários outros.

    Muitos médicos estão começando a aceitar que algumas coisas que foram ensinadas na escola de medicina é simplesmente errado, e sem fundamento. Além de incrementar estratégias que até então eram banais, a atuação de toda toda a área paramédica no hospital atuando de forma individual.

 “Eu fui ensinado, por exemplo, que todo mundo tem um milhão de néfrons (a unidade em um rim).  Nós agora sabemos que não é verdade.  Sabemos agora que ele varia de 200.000 a dois milhões, e todo mundo é diferente.  
  ” Também fomos ensinados que a gordura era ruim!  Fomos ensinados, “Não comer gordura”.    Isso foi provavelmente um conselho errado que a comunidade médica deu ao público em geral.  Nós agora sabemos que o que é muito mais importante do que evitar gordura é limitar o açúcar, uma substância altamente viciante, também acreditamos que o sódio seria uma das principais indutores de hipertensão primária, e agora sabemos que o acúcar em excesso de alto índice glicêmico colabora muito mais para essa doença.  Também aprendemos que existia correlação de 100% entre obesidade e de doenças do coração além de muitos efeitos prejudiciais, principalmente do efeito hormonal de mudar o equilíbrio de armazenamento de gordura hoje não já sabe que isso não é 100%.  Pouco médicos sabem que pela gordura que no passado endemoninharam, é que sem querer estávamos incentivando alimentos ricos em carboidratos porque eles são notoriamente “baixo teor de gordura.”  A obesidade aumentou paralelamente e o tempo do lema para “evitar a gordura” na medicina está defasada.  Agora estamos lidando com uma geração viciada em açúcar e nós estamos vendo o maior crescimento da obesidade na história do país, não só nos EUA, mas também no Canadá e Brasil. É importande sempre se consultar com médicos especialistas com RQE ( Registro de Qualificação e Especialização emitido pelo CFM) que poderá ser analisados por nome no próprio site do CFM,  para que possa obter um tratamento atualizado e não venha dispendiar outros problemas de saúde no decorrer de um tratamento de doença crônica e ou aguda. Averiguar sempre no hospital o acompanhamento adequado dos paramédicos, tais como psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos, nutricionistas, fisioterapeutas etc..em que possam tratar com especialidade e não de forma generalista. Cobrar os convênios à atuar dentro do hospital à garantir  para seus pacientes os melhores equipamentos médicos, tanto para cirurgias e em todos os demais cuidados de enfermagem, inclusive em maternidades.

Evitando Assistência Médica desnecessária pode salvar sua vida ! Alimentação saudável, controle do Stress, aumentar níveis de vitamina D e praticar uma atividade física é a melhor escolha!

Uma das razões por que estou tão apaixonado por compartilhar as informações sobre alimentação saudável, exercício e controle do estresse e aumento dos níveis de vitamina D com você, é porque pode ajudar a mantê-lo longe do hospital. Mas se você tiver que se internar, você precisa saber de algumas coisas. Minha principal recomendação é evitar hospitais, a menos que seja uma emergência absoluta e que você precisa realmente salvar sua vida. Em tais casos, é aconselhável levar um advogado pessoal – um parente ou amigo que possa falar para você e garantir que você esteja garantido a receber a atenção adequada, você não pode fazer isso tudo sozinho precisa de ajuda de pessoas amigas e principalmente do advogado. Se você está tendo um procedimento eletivo médico feito, lembre-se que isso lhe dá maior liberdade e segurança de escolha pessoal, a usá-lo e poderá também escolher o método mais adequado de tratamento para seu caso.

Muitos acreditam que os hospitais de treinamento de novos médicos residentes, irá proporcionar-lhes o cuidado maior e mais recente de comprovação científica, mas eles realmente podem ser muito mais perigoso do que imaginamos! Como regra geral, evite cirurgias eletivas e procedimentos durante o mês em que há contratação de médicos recém formados geralmente Janeiro e Julho, porque é assim que os residentes também começam sua formação. Procure informações a respeito de como e quando são contratados. A prática de uma alimentação equilibrada com cuidados sob exames laboratoriais poderá garantir uma qualidade ótima do sistema imune afastando doenças, e evitando internações desnecessárias.

Referências:

[-] Sources and References

1 Comentário

  1. regina magali martins disse:

    dr julio caleiro, menos mal que ainda temos pessoas como vc, que abrem os olhos da humanidade, apesar de sabermos que muitos seres nao se importame acreditam cegamente na medicina alopática.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: