Início » EVIDÊNCIAS » As medicações tradicionais GILENYA e TYSABRI para Esclerose Múltipla são seguras?

As medicações tradicionais GILENYA e TYSABRI para Esclerose Múltipla são seguras?

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK – https://www.facebook.com/NutricaoNoTratamentoEPrevencaoDeDoencas?ref=hl
————————————————————-

PARA “INDICAÇÃO EXPRESSA” ENVIE EMAIL PARA – juliocaleiro@hotmail.com – CONSULTÓRIO – 35-3531-8423

Dr. Júlio Caleiro – MG- BRASIL

Imagem

By Ed. Dr. Júlio Caleiro

Quando você toma medicamentos para esclerose múltipla, você pode muito bem estar negociando a Esclerose Múltipla por outro conjunto de problemas de saúde, incluindo a pagar o preço final: a morte.

Agências de saúde de vários países, incluindo os EUA Food and Drug Administration (FDA) e da Agência Européia de Medicamentos, estão investigando relatos de 11 mortes em pacientes com esclerose múltipla que tomaram o medicamento GILENYA (fingolimod).

Gilenya é o primeiro medicamento oral aprovado pelo FDA para reduzir a reincidência e atrasar a progressão da incapacidade em pacientes com formas reincidentes de Esclerose Múltipla.

Depois de ter sido aprovado nos Estados Unidos em setembro de 2010, os efeitos colaterais graves já surgiram, como doenças cardíacas, leucemia, diminuição da contagem de glóbulos brancos, e aumento das taxas de infecção.

A primeira dose do medicamento Gilenya deve ser ingerida em consultório médico, pois ele altera fortemente a freqüência cardíaca, causando a chamada bradicardia, em razão disso, os pacientes devem ser monitorados por 6 horas após a primeira dose.

A FDA anunciou em 2011 que estava investigando a morte de uma portadora de Esclerose Múltipla com 59 anos, que faleceu 24 horas após a primeira dose do medicamento Gilenya.

TYSABRI (natalizumab)que é outro medicamento muito utilizado para o tratamento de esclerose múltipla. Ele chegou ao mercado em novembro de 2004, prometendo trazer ‘benefícios extraordinários’ aos portadores de esclerose múltipla. Passados 3 meses de sua entrada no mercado, verificou-se que o Tysabri aumentam as chances de desenvolvimento de uma doença cerebral rara e fatal: Eucoencefalopatia Multifocal Progressiva – PML, uma infecção cerebral que leva a morte ou invalidez grave.

Tysabri é um tipo de medicamento conhecido como um anticorpo monoclonal, o que significa que é derivada de um anticorpo de rato que tenha sido geneticamente modificado para se espelhar em um anticorpo humano (anticorpos são proteínas que ajudam o corpo a combater a infecção).

É administrado por via endovenosa, onde os anticorpos se ligam a células do sistema imune, inibindo que atravessem ao longo da corrente sanguínea para o cérebro. Todavia, se por algum motivo qualquer chegar ao cérebro, trato gastrointestinal e articulações (circunstancia possível de ocorrer), podem causar danos graves e irreversíveis.

Por essas razões, o tratamento à base de Tysabri e Gilenya precisa ser revisto e avaliado quanto à sua segurança e verdadeira eficácia em favor da saúde.

A nutrição avançada apresenta tratamento eficaz para regressão da Esclerose Múltipla, com comprovação científica, por meio de uso, principalmente (não exclusivamente), da vitamina D3 (com doses corretas para cada indivíduo), a qual age no gene denominado “IRF8″ associado à Esclerose Múltipla, aplicado pelo Dr. Júlio Caleiro desde de o final de 2011 com grandes resultados.
Para conhecer mais sobre a ação da vitamina D nesta patologia, acessem este link: https://nutricaobrasil.wordpress.com/2013/03/16/mais-estudos-comprovam-o-uso-da-vitamina-d-no-tratamento-da-esclerose-multipla/

Referências:

1. U.S. Food and Drug Administration “Safety review of a reported death after the first dose of Multiple Sclerosis drug Gilenya” December 20, 2011
2. Neuroepidemiology. 1992; 11(4-6):304-12
3. Journal of Immunology 2004 Jan 1;172(1):661-8.
4. Fox, E. J. “Management of Worsening Multiple Sclerosis with Mitoxantrone: A Review.” Clin Ther 28.4 (2006): 461-74.
5. Ransohoff, R. M. “Natalizumab and Pml.” Nat Neurosci 8.10 (2005): 1275.
6. Mercola.com
7. http://saude.sapo.pt/noticias/peso-nutricao/vitamina-d-pode-proteger-contra-cancro-diabetes-artrite-e-esclerose-multipla.html
8. http://www.drbayma.com/regredindo-a-esclerose-multipla/

J. Mercola


4 Comentários

  1. Eduarda Assis disse:

    Esta matéria qual data? O Sr tem os novos estudos do Fingolimoid?

    • Eduarda, a matéria com seus estudos está fundamentada no site do médico e pesquisador Dr. Joseph Mercola, em uma matéria publicada em 09 fevereiro de 2012, conforme citado nas referências.

      Todavia, não é de surpreender que tais riscos ocorram com essas medicações, para tanto remeto a sua leitura para o artigo publicado pelo advogado Dr. Celso Galli Coimbra, em que comentou uma matéria de uma prestigiada revista, que tinha como título “Pesquisa examina 4 mil medicamentos na França e mostra que metade deles são inúteis, e 25% perigosos ou mortais”. Disse o advogado: (…) metade de todos os medicamentos prescritos por médicos na França são inúteis, 20% apresentam riscos aos pacientes e 5% são perigosos.” Somente 25% são úteis. E no Brasil, quem pensa que o quadro é melhor que na França? O MAIOR pagador da Indústria Farmacêutica é o Estado – assim como no Brasil. O dinheiro, portanto, são dos contribuintes, que pagam para morrer, piorar suas doenças ou tomar placebos.” Fonte: http://biodireitomedicina.wordpress.com/2012/10/31/pesquisa-examina-4-mil-medicamentos-na-franca-e-mostra-que-metade-deles-sao-inuteis/

      Por enquanto, não disponho de novos estudos sobre fingolimod, além do que foi publicado acima.
      Abraços!

  2. Raquel Braga disse:

    dr. o senhor pode me falar mais sobre o tysabri? Pois estou fazendo ele ha 1 ano e meio……..e com tantas noticias estou preocupada mas mh neurologista me disse que nao devo me preocupar……nem sei ao certo o que pensar….agradeco desde ja se puder me dar mais informacoes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: