Início » 2013

Arquivo anual: 2013

Adiponectina é o hormônio da queima de gordura. Como aumentar naturalmente seus níveis no corpo?

abreperdadepeso

Em 31 de dezembro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

A adiponectina é o hormônio de queima de gordura. Ele inicia uma cascata de reações metabólicas que rapidamente transforma gordura corporal armazenada em energia. Infelizmente, a maioria das pessoas são deficientes em adiponectina e não queimam a gordura corporal armazenada de modo eficaz.

Para resolver o objetivo de perda de peso, um passo IMPORTANTE é aumentar os níveis sanguíneos deste importante hormônio.

A adiponectina tem sido demonstrada em possuir atividade anti-aterosclerótica, anti-inflamatória, e anti-diabética. Altos níveis circulantes de adiponectina foi mostrado em proteger contra doença de artéria coronária, enquanto que os baixos níveis são observados em indivíduos com excesso de peso. Efeitos sensibilizadores de insulina, e de adiponectina representam um novo alvo de tratamento para a resistência à insulina, diabetes tipo 2, e obesidade.

Num importante estudo controlado por placebo, as pessoas que tomaram Irvingia perderam 9 quilos durante o período de 10 semanas, em comparação com 1.3 quilos do grupo placebo. Os participantes não fizeram qualquer alteração de suas dietas. – Lipids Health Dis. 2008 Mar 31;7:12.

Foi constado que o nutriente Irvingia Gabonensis não apenas resulta em um significativo perda de peso, como também aumenta significativamente os níveis de adiponectina. Neste estudo, indivíduos obesos que tomaram Irvingia quadriplicaram seus níveis sanguíneos de adiponectina e perderam impressionantes 18% de gordura corporal.Lipids Health Dis. 2009 Mar 2;8:7. Para resultados deve-se levar em consideração a dosagem o tipo, e horários. Para receber uma orientação expressa, envie email para – juliocaleiro@hotmail.com

Referências:

  1. Lipids Health Dis. 2009 Mar 2;8:7.
  2. Lipids Health Dis. 2008 Mar 31;7:12
  3. Lipids Health Dis. 2008 Nov 13;7(1):44
  4. Lipids Health Dis. 2005 May 25;4:12
  5. J Biol Chem. 2003 Mar 14;278(11):9073-85.
  6. Atheroscler Suppl. 2005 May;6(2):7-14.
  7. Int J Cardiol. 2008 May 7;126(1):53-61.
  8. Biochimie. 2004 Nov;86(11):779-84.
  9. Clin Nutr. 2004 Oct;23(5):963-74
  10. Diabetes Obes Metab. 2003 Sep;5(5):349-53.
  11. Atherosclerosis. 2007 Aug;193(2):449-51.
  12. JAMA. 2004 Jul 7;292(1):40
  13. J Am Coll Cardiol. 2007 Feb 6;49(5):531-8.
  14. Arterioscler Thromb Vasc Biol. 2003 Jan 1;23(1):85-9.
  15. Nat Med. 2001 7:941-94
  16. J Clin Endocrinol Metab. 2004 Jan;89(1):87-90.
  17. Ngondi JL, Matsinkou R, Oben JE. The use of Irvingia gabonensis extract (IGOB131) in the management of metabolic syndrome in Cameroon. Nutrition J. 2008
  18. http://www.lef.org/magazine/mag2008/images/ss2008_report_more-weight-loss_09_big.jpg
  19. http://www.lef.org/magazine/mag2008/images/ss2008_report_more-weight-loss_08_big.jpg
  20. http://www.lef.org/magazine/mag2008/images/ss2008_report_more-weight-loss_07_big.jpg
  21. http://www.lef.org/magazine/mag2008/images/ss2008_report_more-weight-loss_010_big.jpg
  22. lifeextension.com

O poder vibracional e as interferências, demonstração da alteração das moléculas de água sob músicas e palavras.

By Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 23 de Dezembro de 2013.

O poder vibracional e as interferências. Isso é sério! Cuidado com a água que você toma pode ter sido totalmente influenciada e ter efeitos nocivos a tua consciência e inconsciência corporal, por músicas,  palavras dentre outros! Abaixo a água exposta sob o ‘rock’ na foto, baseado e demonstrado no vídeo do Pesquisador Dr. Masaru Emoto.

Imagem

Referências:

Dr. Lair Ribeiro – Médico -PhD. Cardiologista e Nutrólogo. (BRA)
http://www.youtube.com/watch?v=fyEeA3vqebk

Jejum intermitente: a dieta revolucionária em perda de peso e fortalecimento de saúde!

81A0L3CNTML._AA1500_

Em 23 de dezembro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.  – Para uma Orientação Expressa – envia email para –  juliocaleiro@hotmail.com

JEJUM INTERMITENTE  –  a Dieta é rápida, perde peso, fica saudável e vive mais tempo com o segredo simples! Dr. Michael Mosley, médico norte americano, sugere que a melhor maneira de perder peso é comer normalmente durante cinco dias por semana, e jejum rápido em dois dias. Em dias de jejum ele recomenda cortar sua comida até ¼ de suas calorias diárias normais, ou cerca de 600 calorias para homens e cerca de 500 para as mulheres, além de muita água e chá.

O próprio Dr. Mosley afirma ter perdido 19 quilos em dois meses seguindo esta recomendação, mas o aspecto mais surpreendente não é a perda de peso, é a ausência de fome e os desejos de açúcar uma vez adaptado. O seu desejo de comer alimentos não saudáveis parece desaparecer, pelo menos esta foi a minha experiência.

Eu prefiro pensar em jejum intermitente como um estilo de vida em vez de uma dieta. É uma forma de vida e alimentação que podem ajudá-lo a viver uma vida mais longa e saudável. Eu ja testei e comprovei o jejum intermitente antes mesmo de se tornar-’mainstream’, fazia isso com facilidade aos finais de semana em tempo de catecismos protestante.

Na entrevista à BBC em destaque, o Dr. Mosley também aponta a importância do treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) – especialmente em conjunto com o jejum, a inatividade física é realmente mais prejudicial para a sua saúde do que a falta de exercício formal como proposto por Dr. Mosley, sempre com orientação do Professor de Educação Física, e com realização de exames de sangue antes. Ele recomenda levantar-se a cada 15-20 minutos, se você tem um trabalho sentado para evitar os riscos de saúde associados com a sessão prolongada de inatividade.

Dr Mercola diz “…HIIT , que é uma parte fundamental do meu programa de Fitness Peak, e é outro aspecto da saúde ideal que eu venho tentando falar aos meus leitores, já desde os meados de 2000 quando a ciência por trás dela estava mostrando sinais de ser realmente boa. Agora está finalmente começando a funcionar como uma prova de que realmente funciona como anunciado, e está se tornando cada vez mais evidente à medida que as pessoas estão praticando.

Tornando o jejum intermitente como Recomendação Principal de Saúde e emagrecimento.

Em notícia relacionada, MSNBC3 recentemente apresentado por ‘David Zinczenko e Peter Moore’, co-autores de outro livro com o mesmo Tema, expondo os benefícios de saúde do jejum intermitente diz:

Os americanos podem aparar suas cinturas e gastar menos tempo sentado na mesa de jantar! Em “A Dieta de 8 horas”,  best-sellers autores ‘David Zinczenko e Peter Moore’ argumentam que as pessoas podem perder peso (e combater a nossa cultura de se alimentar 24 horas sem parar) por apenas consumir alimentos durante um conjunto período de tempo de 8 horas.”

Esta é uma outra versão do jejum intermitente  em que você simplesmente restringe sua alimentação diária a período de tempo específico. Zinczenko e Moore recomendam um intervalo de oito horas o que é favorável e conveniente para a maioria das pessoas, mas você pode restringi-la ainda mais – até 4 a 6 horas ou ainda bem rígido em torno de 2 horas de alimentação naquele dia, ou mesmo o quadro mais simples de 8 horas. Isso significa comer apenas entre as horas de 11:00 até 19:00 uma alimentação correta proposta por Nutricionista sob a adaptação do Jejum Intermitente, que realmente entenda do processo. Essencialmente isso equivale a simplesmente saltar o almoço e fazer, por exemplo de sua primeira refeição do dia o Café da manhã naquele horário. Sempre com orientação do(a) Nutricionista ressalto!

Lembre-se, você não precisa passar fome! Essa não é a estratégia proposta pelo autores. Não é  obrigado a restringir a quantidade de alimentos que você come neste tipo de plano alimentar diário com horas marcadas, apenas escolher alimentos saudáveis e ter cuidado para minimizar carboidratos e substituí-los por gorduras saudáveis, como o óleo de coco, azeite de oliva, azeitonas, manteiga, ovos, abacate e nozes, castanhas de cajú..etc..

Normalmente leva várias semanas para mudar para o modo de queima de gordura, mas quando o fizer os seus desejos por alimentos não saudáveis e carboidratos parece desaparecer por completo,  você é realmente capaz de queimar a gordura armazenada e não tem que confiar em nova dose de carboidratos para combustível energético.

Discutindo a “A Dieta de 8 horas” sob jejum Intermitente!

“Considere isto; em 2007 American Journal of Clinical Nutrition’, os pesquisadores dividiram os participantes do estudo em dois grupos, e cada grupo tinha comer o mesmo número de calorias – o suficiente para eles manter seu peso. A única diferença: Um grupo comeu todas as suas calorias em três refeições durante o dia, enquanto o outro praticava o jejum intermitente, comia o mesmo número de caloria mas em um período de tempo limitado.

Entre os resultados: Os participantes que comeram em um período de tempo menor teve alteração significativa da composição corporal incluindo a redução da massa de gordura.” Ou seja, o jejum intermitente provou ser mais eficaz.

Parte da queima de calorias vem simplesmente do corpo, e vai encontrar energia na sua própria barriga. Mas, parte dele também é de uma fonte surpreendente: de acordo com a pesquisa da Panda, restringindo o período de tempo durante o qual você se alimenta, faz com que seu corpo queime mais calorias durante o dia. É isso mesmo: quanto mais tempo você passa se alimentando, mais o seu metabolismo fica preguiçoso. Mas, encaixar sua ingestão de alimentos com intervalo de 8 anos, o seu corpo queimará mais calorias dias e noite. E, as evidencias mostram que a perda de peso é apenas o começo da variedade de benefícios que o jejum intermitente pode gerar.

Tenha em mente que a forma do jejum pode ser melhor de acordo com a individualidade de cada um, isto e, de acordo com o peso, saúde, e metas em atividades físicas (ganho de músculos, competição e etc). Se o seu objetivo é de uma vida mais longa e saudável

Qual seu objetivo? Seu objetivo de viver uma vida longa e saudável? Ou você é um atleta competitivo ou elite? O jejum intermitente pode surpreender muitas pessoas a aprender que não se pode alcançar a máxima de fitness e máxima longevidade e fertilidade, ao mesmo tempo. Cada objetivo requer uma estratégia diferente, e não vai fornecer resultados finais iguais. Por exemplo, atletas de elite normalmente têm dificuldade em engravidar, a sua aptidão foi maximizada em detrimento da sua fertilidade, já que os hormônios femininos dependem de uma quantidade suficiente de gordura corporal.

Além disso, é importante a escolha dos alimentos certos. A nutrição adequada é importante quando em jejum e a escolha dos bons alimentos é o primeiro passo. O senso comum lhe levará a usar o jejum combinado com alimentos altamente processados e dieta rica em toxina desnaturada, e assim, é possível trazer muitos danos à saúde, já que não está fornecendo ao seu corpo o combustível para uma boa saúde. Logo, é indispensável um acompanhamento com profissional habilitado, até que aprenda a realizar esta terapia nutricional de maneira segura.

Como comer de forma programada pode promover a saúde geral e longevidade

Além de remover os seus desejos de açúcar e lanches, derretendo os quilos de gordura em excesso, tornando-se muito mais fácil de manter o peso corporal saudável, a ciência moderna também confirmou que existem muitas outras boas razões para jejuar de forma intermitente, tais como:

  1. Normalizar a sua sensibilidade a insulina e leptina, que é fundamental para uma boa saúde. A resistência insulina (que é o que você começa quando sua sensibilidade à insulina cai) é um fator de contribuição principal para quase todas as doenças crônicas, a partir de diabetes à doenças cardíacas até o câncer.
  2. Normalizar os níveis de grelina, também conhecido como ‘hormônio da fome’
  3. Promover produção do HGH, que desempenha um papel importante na saúde fitness, retardando o processo de envelhecimento.
  4. Reduzir os níveis de triglicérides
  5. Reduzir a inflamação e diminuir os danos dos radicais livres
  6. Melhorar/otimizar o metabolismo. Ao contrário do que se pode pensar, o jejum intermitente não prejudica o metabolismo, e há estudo onde pessoas ficaram em jejum por até 3 dias, e o metabolismo melhorou. Br J Nutr. 1994 Mar;71(3):437-47. Segundo o médico, Dr. José Carlos Souto: “O metabolismo não depende muito do que você come ou deixa de comer, e sim de sua quantidade de massa magra (músculos)…ou seja, o que vai manter seu metabolismo basal alto é a musculação (única forma de criar massa magra). A restrição calórica, quando associada à musculação, não leva a perda de massa magra.”

Consulte o nutricionista de sua confiança, adepto a esta terapia.

Referências:

  1. BBC News January 2, 2013
  2. MSNBC: Best-selling authors talk about their book “The 8-Hour Diet.”
  3. Eurekalert, Study finds routine periodic fasting is good for your health, and your heart, April 3, 2011
  4. Journal of Applied Physiology July 28, 2005: 99(6); 2128-2136
  5. American Journal of Cardiology 2008 Oct 1;102(7):814-819
  6. American Journal of Cardiology 2012 Jun 1;109(11):1558-62
  7. Washington Post December 31, 2012
  8. British Journal of Diabetes & Vascular Disease March/April 2013 vol. 13 no. 2 68-72
  9. Medical News Today April 30, 2013
  10. Am J Clin Nutr. 2005 Jan;81(1):69-73.
  11. Br J Nutr. 1994 Mar;71(3):437-47.
  12. Journal of AmericanCollege of Nutrtion 1999; 18(1): 115-121.
  13. Diabetes care 1999; 22: 684-691.
  14. Diabetes care 2002; 25: 431-438.
  15. MEDICAL SCIENCES. 2009. Vol. 64a, No. 5, 575-580.
  16. Medicne and Science in Sports and Exercise. 1995; 27(9): 1243-51.
  17. Acta Physiologica> 2009; (6): 1-9.

‘Jejum intermitente’ é uma técnica nutricional que promove emagrecimento rápido e gera inúmeros benefícios à saúde!

jejum

Em 23 de dezembro de 2013, por Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.  – Para uma Orientação Expressa – envia email para –  juliocaleiro@hotmail.com

JEJUM INTERMITENTE  –  a Dieta é rápida, perde peso, fica saudável e vive mais tempo com o segredo simples! Dr. Michael Mosley, médico norte americano, sugere que a melhor maneira de perder peso é comer normalmente durante cinco dias por semana, e jejum rápido em dois dias. Em dias de jejum ele recomenda cortar sua comida até ¼ de suas calorias diárias normais, ou cerca de 600 calorias para homens e cerca de 500 para as mulheres, além de muita água e chá.

O próprio Dr. Mosley afirma ter perdido 19 quilos em dois meses seguindo esta recomendação, mas o aspecto mais surpreendente não é a perda de peso, é a ausência de fome e os desejos de açúcar uma vez adaptado. O seu desejo de comer alimentos não saudáveis parece desaparecer, pelo menos esta foi a minha experiência.

Eu prefiro pensar em jejum intermitente como um estilo de vida em vez de uma dieta. É uma forma de vida e alimentação que podem ajudá-lo a viver uma vida mais longa e saudável. Eu ja testei e comprovei o jejum intermitente antes mesmo de se tornar-‘mainstream’, fazia isso com facilidade aos finais de semana em tempo de catecismos protestante.

Na entrevista à BBC em destaque, o Dr. Mosley também aponta a importância do treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) – especialmente em conjunto com o jejum, a inatividade física é realmente mais prejudicial para a sua saúde do que a falta de exercício formal como proposto por Dr. Mosley, sempre com orientação do Professor de Educação Física, e com realização de exames de sangue antes. Ele recomenda levantar-se a cada 15-20 minutos, se você tem um trabalho sentado para evitar os riscos de saúde associados com a sessão prolongada de inatividade.

Dr Mercola diz “…HIIT , que é uma parte fundamental do meu programa de Fitness Peak, e é outro aspecto da saúde ideal que eu venho tentando falar aos meus leitores, já desde os meados de 2000 quando a ciência por trás dela estava mostrando sinais de ser realmente boa. Agora está finalmente começando a funcionar como uma prova de que realmente funciona como anunciado, e está se tornando cada vez mais evidente à medida que as pessoas estão praticando.

Tornando o jejum intermitente como Recomendação Principal de Saúde e emagrecimento.

Em notícia relacionada, MSNBC3 recentemente apresentado por ‘David Zinczenko e Peter Moore’, co-autores de outro livro com o mesmo Tema, expondo os benefícios de saúde do jejum intermitente diz:

Os americanos podem aparar suas cinturas e gastar menos tempo sentado na mesa de jantar! Em “A Dieta de 8 horas”,  best-sellers autores ‘David Zinczenko e Peter Moore’ argumentam que as pessoas podem perder peso (e combater a nossa cultura de se alimentar 24 horas sem parar) por apenas consumir alimentos durante um conjunto período de tempo de 8 horas.”

Esta é uma outra versão do jejum intermitente  em que você simplesmente restringe sua alimentação diária a uma janela de tempo específico. Zinczenko e Moore recomendam uma janela de oito horas o que é favorável e conveniente para a maioria das pessoas, mas você pode restringi-la ainda mais – até 4 a 6 horas ou ainda bem rígido em torno de 2 horas de alimentação naquele dia, ou mesmo o quadro mais simples de 8 horas. Isso significa comer apenas entre as horas de 11:00 até 19:00 uma alimentação correta proposta por Nutricionista sob a adaptação do Jejum Intermitente, que realmente entenda do processo. Essencialmente isso equivale a simplesmente saltar o almoço e fazer, por exemplo de sua primeira refeição do dia o Café da manhã naquele horário. Sempre com orientação do(a) Nutricionista ressalto!

Lembre-se, você não precisa passar fome! Essa não é a estratégia proposta pelo autores. Não é  obrigado a restringir a quantidade de alimentos que você come neste tipo de plano alimentar diário com horas marcadas, apenas escolher alimentos saudáveis e ter cuidado para minimizar carboidratos e substituí-los por gorduras saudáveis, como o óleo de coco, azeite de oliva, azeitonas, manteiga, ovos, abacate e nozes, castanhas de cajú..etc..

Normalmente leva várias semanas para mudar para o modo de queima de gordura, mas quando o fizer os seus desejos por alimentos não saudáveis e carboidratos parece desaparecer por completo,  você é realmente capaz de queimar a gordura armazenada e não tem que confiar em nova dose de carboidratos para combustível energético.

Discutindo a “A Dieta de 8 horas” sob jejum Intermitente!

“Considere isto; em 2007 American Journal of Clinical Nutrition’, os pesquisadores dividiram os participantes do estudo em dois grupos, e cada grupo tinha comer o mesmo número de calorias – o suficiente para eles manter seu peso. A única diferença: Um grupo comeu todas as suas calorias em três refeições durante o dia, enquanto o outro praticava o jejum intermitente, comia o mesmo número de caloria mas em um período de tempo limitado.

Entre os resultados: Os participantes que comeram em um período de tempo menor teve alteração significativa da composição corporal incluindo a redução da massa de gordura.” Ou seja, o jejum intermitente provou ser mais eficaz.

Parte da queima de calorias vem simplesmente do corpo, e vai encontrar energia na sua própria barriga. Mas, parte dele também é de uma fonte surpreendente: de acordo com a pesquisa da Panda, restringindo o período de tempo durante o qual você se alimenta, faz com que seu corpo queime mais calorias durante o dia. É isso mesmo: quanto mais tempo você passa se alimentando, mais o seu metabolismo fica preguiçoso. Mas, encaixar sua ingestão de alimentos com intervalo de 8 anos, o seu corpo queimará mais calorias dias e noite. E, as evidencias mostram que a perda de peso é apenas o começo da variedade de benefícios que o jejum intermitente pode gerar.

Tenha em mente que a forma do jejum pode ser melhor de acordo com a individualidade de cada um, isto e, de acordo com o peso, saúde, e metas em atividades físicas (ganho de músculos, competição e etc). Se o seu objetivo é de uma vida mais longa e saudável

Qual seu objetivo? Seu objetivo de viver uma vida longa e saudável? Ou você é um atleta competitivo ou elite? O jejum intermitente pode surpreender muitas pessoas a aprender que não se pode alcançar a máxima de fitness e máxima longevidade e fertilidade, ao mesmo tempo. Cada objetivo requer uma estratégia diferente, e não vai fornecer resultados finais iguais. Por exemplo, atletas de elite normalmente têm dificuldade em engravidar, a sua aptidão foi maximizada em detrimento da sua fertilidade, já que os hormônios femininos dependem de uma quantidade suficiente de gordura corporal.

Além disso, é importante a escolha dos alimentos certos. A nutrição adequada é importante quando em jejum e a escolha dos bons alimentos é o primeiro passo. O senso comum lhe levará a usar o jejum combinado com alimentos altamente processados e dieta rica em toxina desnaturada, e assim, é possível trazer muitos danos à saúde, já que não está fornecendo ao seu corpo o combustível para uma boa saúde. Logo, é indispensável um acompanhamento com profissional habilitado, até que aprenda a realizar esta terapia nutricional de maneira segura.

Como comer de forma programada pode promover a saúde geral e longevidade

Além de remover os seus desejos de açúcar e lanches, derretendo os quilos de gordura em excesso, tornando-se muito mais fácil de manter o peso corporal saudável, a ciência moderna também confirmou que existem muitas outras boas razões para jejuar de forma intermitente, tais como:

  1. Normalizar a sua sensibilidade a insulina e leptina, que é fundamental para uma boa saúde. A resistência insulina (que é o que você começa quando sua sensibilidade à insulina cai) é um fator de contribuição principal para quase todas as doenças crônicas, a partir de diabetes à doenças cardíacas até o câncer.
  2. Normalizar os níveis de grelina, também conhecido como ‘hormônio da fome’
  3. Promover produção do HGH, que desempenha um papel importante na saúde fitness, retardando o processo de envelhecimento.
  4. Reduzir os níveis de triglicérides
  5. Reduzir a inflamação e diminuir os danos dos radicais livres
  6. Melhora o metabolismo. Ao contrário do que se pode pensar, o jejum intermitente não prejudica o metabolismo, e há estudo onde pessoas ficaram em jejum por até 3 dias, e o metabolismo melhorou. Br J Nutr. 1994 Mar;71(3):437-47. Segundo o médico, Dr. José Carlos Souto: “O metabolismo não depende muito do que você come ou deixa de comer, e sim de sua quantidade de massa magra (músculos)…ou seja, o que vai manter seu metabolismo basal alto é a musculação (única forma de criar massa magra). A restrição calórica, quando associada à musculação, não leva a perda de massa magra.”

Consulte o nutricionista de sua confiança, adepto a esta terapia.

Referências:

  1. BBC News January 2, 2013
  2. MSNBC: Best-selling authors talk about their book “The 8-Hour Diet.”
  3. Eurekalert, Study finds routine periodic fasting is good for your health, and your heart, April 3, 2011
  4. Journal of Applied Physiology July 28, 2005: 99(6); 2128-2136
  5. American Journal of Cardiology 2008 Oct 1;102(7):814-819
  6. American Journal of Cardiology 2012 Jun 1;109(11):1558-62
  7. Washington Post December 31, 2012
  8. British Journal of Diabetes & Vascular Disease March/April 2013 vol. 13 no. 2 68-72
  9. Medical News Today April 30, 2013
  10. Am J Clin Nutr. 2005 Jan;81(1):69-73.
  11. Br J Nutr. 1994 Mar;71(3):437-47.
  12. Journal of AmericanCollege of Nutrtion 1999; 18(1): 115-121.
  13. Diabetes care 1999; 22: 684-691.
  14. Diabetes care 2002; 25: 431-438.
  15. MEDICAL SCIENCES. 2009. Vol. 64a, No. 5, 575-580.
  16. Medicne and Science in Sports and Exercise. 1995; 27(9): 1243-51.
  17. Acta Physiologica> 2009; (6): 1-9.

 

TRATAMENTO “ALTERNATIVO” EM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA – ENTREVISTA CONCEDIDA À RÁDIO IMPERADOR DE FRANCA- SP.

Dr. Júlio Caleiro – Nutricionista – Publicado em 19 de Dezembro de 2013.

Entrevista concedida ao Jornalista Beto Pereira da Rádio Imperador de Franca, falando sobre o revolucionário tratamento à base de Vitamina D3 e outros compostos, no tratamento e prevenção da Esclerose Lateral Amiotrófica.

Ceramidas trata de pele seca, dermatite, eczemas e ainda protege a pele do envelhecimento precoce

Uma pele saudável é uma pele protegida. Não deixe de usar protetor solar!

Em 17 de dezembro de 2013, Julio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

No ano 2000, os suplementos orais de ceramida receberam aprovação governamental no Japão para uso geral, embora as mulheres japonesas já estavam ingerindo ceramidas concentradas no alimento típico konjac há vários anos. – www.fda.gov/ohrms/dockets/dockets/95s0316/95s-0316-rpt0275-04-Udell-vol211.pdf.

As ceramidas também são encontradas na pele humana naturalmente, e seus níveis diminuem drasticamente com o avanço da idade. Ceramidas vegetais ingeridas oralmente tem mostrado eficácia na reposição daquelas perdidas pelo envelhecimento e também em razão de danos da pele.Uma pesquisa sugere que este método de reposição por via oral melhora a funcionalidade das ceramidas e gera resultados não observados através de aplicação direta na pele, tópica. (Boisnic, Beranger JY, Branchet MC. Anti-elastase and anti-radicalar effect of ceramides. Product Research Report. Hitex)

Com o envelhecimento da pele aumenta-se a necessidade de se repor ceramidas. Mais do que apenas um problema cosmético, o envelhecimento da pele expõe a riscos significativos para a saúde a partir de microorganismos infecciosos, radiação UV, aumento a susceptibilidade à dermatites por contato de substancias químicas ambientais. É preciso que a pele esteja em seu melhor funcionamento, a fim de regular adequadamente a temperatura do corpo, sintetizar quantidades ideais de vitamina D e fornecer estímulos sensoriais do meio ambiente.

Estudos confirmam um declínio do teor de ceramida no envelhecimento da pele humana, possivelmente devido a um declínio na atividade da enzima que ajuda a fornecer ceramidas na forma utilizável para a pele (J Dermatol Sci. 1990 Mar;1(2):79-83.)

Em um estudo pesquisadores testaram a e eficácia de uma dose de ceramidas e os resultados foram notáveis, a fórmula restaurou quase completamente quem sofria de pele seca e coceira em 95%. – J Med Esth et Chir Derm. 2007 Dec; 34(136):239-42. Esses lipídeos vegetais não só hidratam, mas combatem doenças como eczema e dermatite, e dão suprote a integridade estrutural da pele para evitar rugas e linhas finas.

A superfície da pele representa a principal barreira ao ambiente externo, e como tal, é a primeira linha de defesa contra infecção microbiana. Os lipídios na superfície da pele, incluindo as ceramidas, compreendem uma parte principal de uma barreira antimicrobiana. Quando esta barreira se torna comprometida, em razão, por exemplo, da idade, inúmeros problemas de saúde podem surgir.

No caso da dermatite atópica, as concentrações de ceramida na pele são diminuídas Am Acad Dermatol. 2001 Jul;45(1 Suppl):S29-32.) e geralmente possuem concetranções mais elevadas de bactérias, especialmente Staphylococcus aureus sobre a superfície da pele (Br J  ermatol. 1998 Dec;139 Suppl 53:13-6.). Um estudo confirmou que o aumento da colonização pela bactéria Staphylococcus aureus está correlacionada com a redução de ceramidas da superfície da pele, e essa bactéria tem potencial significativo de causar infecções (J Invest Dermatol. 2002 Aug;119(2):433-9.; Br J Dermatol. 1998 Dec;139 Suppl 53:1-3.; Clin Microbiol Infect. 2001 Jun;7(6):301-7.; Burns. 2002 Dec;28(8):738-44.).

S. Pyogenes é outra bactéria que é causa comum de infecções de pele, incluindo, erisipela e celulite, que são caracterizadas pela proliferação das bactérias nas camadas profundas da pele (J Hosp Infect. 1997 Mar;35(3):207-14.).

A dermatite atópica, como outras condições inflamatórias da pele, é uma condição relacionada ao sistema imunológico. Por isso, os corticosteróides tópicos e outros agentes imunossupressores são os pilares da terapia convencional, mas os riscos de toxidade a partir destes agentes é alto, especialmente em crianças. Um estudo destinado a investigar a patogênese da dermatite de contato alérgica e outras doenças inflamatórias da pele descobriram que reparar a ruptura na barreira por ceramidas, aliado a medicações tópicas, alivia a dermatite atópica em criançasJ Am Acad Dermatol. 2002 Aug;47(2):198-208.

Num outro estudo, onde 560 pacientes com dermatite alérgica e dermatite irritante foram tratados com ceramidas com combinação de corticosteróides tópicos por 8 semanas, e outro grupo só com corticosteróides. Constatou-se que os indivíduos que usaram ceramidas em combinação com corticosteróides experimentaram maior alívio, em comparação com aqueles que usaram apenas corticosteróides. Contact Dermatitis. 2001 Nov;45(5):280-5.

Terapia com ceramida também provou ser eficaz no combate a coceira e inflamação causada por eczema. Além disso, o tratamento de ceramida foi mostrado para normalizar a pele e reduzir os sintomas em pacientes que sofrem desta condição. Cutis. 2007 Dec;80(6 Suppl):2-16.

*Todas as referências científicas estão citadas no corpo do artigo.

Ácido aspártico e Zinco restauram níveis de testosterona, concluem estudos.

testosterona

 

Em 17 de dezembro de 2013, por Júlio Caleiro, nutricionista. Fone (35) 3531-8423.

O Ácido D-aspártico é um aminoácido presente no organismo humano sua formação ocorre pela conversão do Ácido L-aspártico em Ácido D-aspártico mediado pela enzima ‘racemase D-aspartato. A ingestão deste suplemento ajuda na estimulação dos níveis de testosterona de forma fisiológica, que ocorre por atuação do hormônio luteinizante.

Tem sido empregado para:

•  Ajuda a restaurar os níveis de testosterona; 

•  Ganho de força muscular; 

•  Tratar a fadiga crônica;

•  Melhora da infertilidade masculina

Além do ácido aspártico, o zinco também tem sido demonstrado em restaurar os níveis de testosterona. Em um estudo, verificou-se que o zinco provocou aumento acentuado nos níveis de testosterona após 6 semanas, em homens com níveis baixos deste hormônio (Arch Androl. 1981 Aug;7(1):69-73.). Da mesma forma, outra pesquisa mostrou que a restrição do zinco levou a diminuição significativa nos níveis de testosterona, enquanto que a suplementação produziu um importante aumento (Nutrition. 1996 May;12(5):344-8.). Neste estudo, concluíram que o zinco desempenha um importante papel na modulação dos níveis de testosterona em homens.

Em mais estudos, verificou-se que o zinco está envolvido em todos os aspectos da reprodução masculina, incluindo o metabolismo da testosterona, a formação do esperma e a motilidade espermática (J Coll Physicians Surg Pak. Nov 2005;15(11):671-3.) Outro exemplo da utilidade do zinco foi comprovado em um estudo com 37 homens inférteis com diminuição dos níveis da testosterona e baixas contagens de espermatozóides. Os homens receberam uma alta dose de zinco por dia, durante 45 à 50 dias. Na quase totalidade dos pacientes, os níveis de testosterona aumentaram bastante, e a contagem de esperma aumentou entre 8 à 20 milhões (Arch Androl. 1981 Aug;7(1):69-73).

Todavia, as dosagens devem ser indicadas por um nutricionista ou médico, que compreenda a terapia acima.

Referências:

1. Topo, A.; Soricelli,  et al., The role and molecular mechanism
of D-aspartic acid in the release and synthesis of LH and testosterone in humans and rats. Reprodutive Biology and Endocrinology; 7:120; 2009.

2.  Ann Intern Med. 1996 Jul 15;125(2):142-4

3. Arch Androl. 1981 Aug;7(1):69-73
4. Nutrition. 1996 May;12(5):344-8.
5. J Coll Physicians Surg Pak. Nov 2005;15(11):671-3.
6. Arch Androl. 1981 Aug;7(1):69-73
7. Harvard, School Med, 2000