Início » EVIDÊNCIAS » Coma bem! Alimente-se de COLESTEROL, VITAMINA K2 E EVITE DOENÇAS CARDÍACAS E OUTRAS!

Coma bem! Alimente-se de COLESTEROL, VITAMINA K2 E EVITE DOENÇAS CARDÍACAS E OUTRAS!

 

Image

Por que o colesterol é essencial para a saúde e quais fatores de risco para saúde do coração?

Editado e Traduzido Por Dr. Júlio Caleiro

    Há muita confusão sobre o colesterol, e se os níveis elevados de colesterol são responsáveis por doenças do coração!  Chris Masterjohn PhD, que recentemente recebeu este Titulo em Ciências da Nutrição da Universidade de Connecticut, publicou cinco artigos revisados por especialistas sobre vitaminas e suplementos, e ela está atualmente pesquisando substancias solúveis em gordura como as vitaminas – A, D, e K – na Universidade de Illinois .
    O Colesterol tem sido demonizado desde o início de 1950, após a divulgação da pesquisa “Ancel Keys”. Como resultado, as pessoas atualmente dezenas de bilhões de dólares em medicamentos “redutores” de colesterol a cada ano, pensando erradadamente que devem baixar esta molécula “perigosa” no sangue para que não terem um ataque cardíaco.

    Como o poder do sistema de marketing extremamente eficaz,  a Lipitor foi o número 1 de vendas de drogas em 2011. Isso também revela que desafiar este sistema de crença errada, possui uma resistência tão grande devido a infiltração negativa das farmaceuticas! Há muitas empresas poderosas financeiramente e motivados em apoiar a crença neste mito do colesterol. Irei desmistificar isso de uma vez por todas!

O colesterol é essencial para uma vida saudável!

    O Weston A. Price Foundation tem sido um líder importante em ajudar as pessoas a compreender a verdade sobre o colesterol, e Dr. Masterjohn também palestra constantemente sobre este importante tema.
        “Devemos entender que o colesterol é realmente uma molécula extremamente importante, é realmente o nosso amigo em vez de inimigo, acho que devemos fazer a seguinte pergunta, O que acontece sem colesterol?

       Smith-Lemli-Opitz ou SLOS ( 7-dehydrocholesterol reductase deficiency), é uma doença do erro genético do colesterol nas células ou seja quando as pessoas não podem sintetizar colesterol suficiente por conta própria. Pessos que tem esta síndrome de característica recessiva,  significa que o indivíduo possui um gene defeituoso para a síntese do colesterol. Agora, o número de pessoas que carregam este gene defeituoso na população é de cerca de 1-3% da população. No entanto, o número de bebês que nascem com SLOS é muito inferior ao que se espera.  .Acontece que, se [o feto] tem genes defeituoso ao colesterol, e ao nascimento não pode sintetizar seu próprio colesterol, então isso geralmente resulta em aborto espontâneo. Então, logo vemos que o colesterol é necessário para a própria vida.” Em raros casos em que um bebê nasce com SLOS, a criança pode apresentar uma ampla gama de defeitos, tais como:
    Autismo ou retardamento mental, falha para prosperar defeitos físicos nas mãos, pés e / ou órgãos internos – Problemas visuais, Aumento da susceptibilidade a problemas digestivos e infecção.

O colesterol é essencial para a função celular

    Isso quer dizer que a deficiência de colesterol afeta praticamente todos os aspectos da saúde. Uma das principais razões para este efeito generalizado é porque o colesterol desempenha um papel fundamental dentro membranas celulares. O corpo é composto por trilhões de células que necessitam de interagir umas com as outras. O colesterol é uma das moléculas que permitem estas interacções. Por exemplo: o colesterol é o precursor de ácidos biliares, assim, sem quantidades suficientes de colesterol o sistema digestivo pode ser afetado negativamente.  Ele também desempenha um papel essencial no cérebro, que contém cerca de 25% do colesterol no corpo. É fundamental para a formação de sinapses, ou seja, as conexões entre os neurônios, que permitem pensar, de aprender coisas novas. Na verdade, não há razão para acreditar que dietas de baixa gordura e / ou medicamentos para baixar o colesterol podem causar ou contribuir para evitar a doença de Alzheimer. Baixos níveis de colesterol também têm sido associadas ao comportamento violento, devido a alterações adversas na química do cérebro.  Além disso, você precisa de colesterol para produzir hormônios esteróides, incluindo suas hormonas sexuais. A vitamina D também é sintetizada a partir de um parente próximo do colesterol: – 7-dehidrocolesterol. Para reforçar ainda mais a importância de colesterol, quero lembrá-lo do trabalho do Dra. Stephanie Seneff, que também trabalha com a Weston A. Price Foundation. Uma de suas teorias é que o colesterol se combina com o enxofre para formar sulfato de colesterol, e que este sulfato de colesterol ajuda a “diluir” “afinar” o sangue, servindo como um reservatório para as doações de elétrons que você recebe ao caminhar descalço sobre a terra (também chamado de aterramento). Ela acredita que, através deste mecanismo para “afinar” o sangue o sulfato de colesterol podem oferecer proteção natural contra doenças do coração. Na verdade há uma hipótese de que a doença cardíaca é provavelmente o resultado de deficiência de colesterol –  é o conhecimento oposto da visão convencional.

-Identificar fatores de risco para a doença cardíaca

    A doença cardíaca é claramente uma das principais causas de morte em os EUA, tornando-se imperativo para a grande maioria das pessoas, No entanto, o colesterol total vai  mostrar praticamente nada sobre o risco de doença, a menos que seja excepcionalmente elevado (acima de 330 ou mais, o que seria sugestivo de hipercolesterolemia familiar, que na minha opinião, seria sobre a única forma que um medicamento de redução do colesterol poderia ser usado, as Estatinas.

    Os 2 melhores indicadores do risco de doença cardíaca.

       Primeiro; o HDL / colesterol total: HDL é um percentual muito potente para mensurar doenças do coração. Basta dividir o seu nível de HDL pelo seu colesterol total. Esta percentagem deve ser idealmente acima de 24%. Abaixo de 10%, é um importante indicador de risco de doença cardíaca
        Segundo; Triglicérides / HDL : Esse percentual deve ser idealmente abaixo de 2.

    Quatro fatores de risco para doença cardíaca são:

        Seu nível de insulina em jejum: Qualquer refeição ou lanche rico em carboidratos, como grãos de frutose e alimentos refinados geram um aumento rápido da glicose no sangue e depois da insulina, compensando aumento do açúcar no sangue. A insulina liberada após comer carboidratos refinados com alto índice glicêmico, promove gorduras e torna mais difícil para o corpo eliminar o excesso de peso em gordura, particularmente em torno barriga e isso sim é um dos principais contribuintes para a doença cardíaca.
       Nível de açúcar no sangue em jejum: Estudos têm demonstrado que as pessoas com um nível de açúcar no sangue em jejum de 100-125 mg / dl apresentaram um percentual quase 300% em aumentar o risco de doença cardíaca coronariana do que pessoas com um nível abaixo 79 mg / dl
        Sua circunferência da cintura: a gordura visceral, o tipo de gordura que se acumula em torno de seus órgãos internos, é um fator de risco bem conhecido para a doença cardíaca. A maneira mais simples de avaliar o risco é simplesmente medir sua circunferência da cintura.  O tamanho da cintura pode ser um poderoso preditor de hipertensão e outras doenças crônicas         

        Nível de ferro: O Ferro pode apresentar um estresse oxidativo muito potente, por isso, se você tem níveis de ferro em excesso pode danificar os vasos sanguíneos e aumentar o risco de doença cardíaca.  Portanto deve monitorar os níveis de ferritina e garantir que eles não são muito acima de 80 ng / ml. A maneira mais simples para reduzi-los se estiverem elevados é doar sangue. Se isso não for possível, você pode ter uma flebotomia terapêutica e que efetivamente elimina o excesso de ferro, fazer alta ingestão de oxalato, fitatos proveniente dos alimentos e com cuidado do Nutricionista, cafeína, evitando alimentos ricos em ferro bem como de vitamina C em excesso, ajudará a manter durante um tempo os níveis sanguíneos com uma quantidade melhor de ferro no sangue.

O Que Você Precisa Saber sobre LDL e HDL com a doença cardíaca?

    LDL e HDL representam lipoproteína de baixa densidade e lipoproteínas de alta densidade, respectivamente. Enquanto a maioria das pessoas falam sobre eles como se fossem diferentes tipos de colesterol, essas lipoproteínas são realmente portadores de colesterol no sangue.  Dr. Masterjohn diz:    “Eu acho que há alguma verdade a este paradigma em termos de valor preditivo e a capacidade de LDL e “colesterol HDL” para deixar-nos saber se as coisas precisam ser otimizados no corpo ou não. Mas eu acho que é importante notar que, só porque estes marcadores tendem a se correlacionar com [a doença] do coração, não quer dizer que uma coisa é a causa do outro.

        Por exemplo, um dos preditores mais poderosos que tem sido validado em dezenas de estudos com centenas de milhares de pessoas é o colesterol total em comparação ao HDL-colesterol ou seja uma relação. Basicamente, quanto maior a proporção total do colesterol HDL, maior é o risco de doença cardíaca futura!  Agora, isso significa que um total de alta de HDL colesterol provoca doenças cardiovasculares?  Bem, a melhor maneira de colocar isso como prática seria usar uma droga que especificamente muda a relação de LDL à proporção de colesterol HDL e para ver se essa droga previne doenças cardíacas.

        Até agora,  tentaram fazer estudos sobre isso e foram  todos fracassados! O mais famoso deles foi os ensaios com “Torcetrapib”, o que inibiu a enzima que transfere o colesterol das HDLs para LDLs. Ao fazê-lo, especificamente  houve aumento do colesterol HDL e diminuição do colesterol LDL. Mas o que aconteceu? As pessoas começaram a morrer respectivamente depois de tomar a droga. Eles tiveram que cancelar [o estudo] no início.

    Segundo o Dr. Masterjohn, os pesquisadores afirmam que essas falhas não estavam relacionadas com a função específica da droga, mas sim que ela tinha “toxicidade fora do alvo”, que acabou por colocar as pessoas em perigo mortal. Ele menciona uma outra droga, anacetrapibe, que faz a mesma coisa que o torcetrapib e que também falhou. Até agora, os resultados de curto prazo têm sido promissores, mas os resultados a curto prazo para Torcetrapib também parecia promissor, se lançado provavelmente vai ter efeitos prejudicais assim como os demais.

       Existem dois reguladores primários da actividade do receptor de LDL:

       – As células individuais: As células individuais recuperar colesterol necessário, tendo em partículas de LDL do sangue
       – Hormônio da tireóide

    Segundo o Dr. Masterjohn, quando o colesterol total em relação ao HDL aumenta,  pode indicar um volume de LDLs ruins e péssimo metabolismo do colesterol, o que significa que o corpo não está usando o colesterol disponível de forma adequada. Quando as células não metabolizam adequadamente o colesterol, as partículas portadoras de LDL vão ficar em torno do sistema circulatório colocando-os em maior risco de oxidação e danos vasculares. Aí sim as partículas de LDL se tornam prejudiciais! Quando essas partículas são danificadas, então elas se tornam tóxicas para as células entopem os vasos sanguíneos. O sistema imunológico é acionado contra as partículas danificadas, criando então uma placa na artéria”, explica ele.

    Agora, como já mencionado, os hormônios da tireóide são moléculas de comunicação que ajuda a governar a atividade do receptor de LDL. Assim, quando o hormônio da tireóide não está funcionando adequadamente, a atividade “receptor de LDL” também serão afetados. O hormônio da tiróide, por sua vez é regulada em parte pela insulina.  A Insulina pode até ter um impacto direto na promoção da actividade dos receptores LDL, de acordo com o Dr. Masterjohn.  “A insulina ajuda-nos a fazer mais hormônio da tireóide, e isso ajuda a ativar o T4 em T3. Isso ajuda a aumentar a atividade do receptor de LDL metabolizar as partículas de LDL. O problema é que uma grande parte da nossa população é resistente à insulina”.

        Eu acho que corrigir a resistência à insulina é provavelmente um fator importante na normalização da função da tiróide, que por sua vez poderia normalizar o metabolismo do colesterol.  Há muito tempo afirmam que a resistência à insulina está na raiz de praticamente todas as doenças crônicas conhecida pelo homem, e isso novamente reforça a minha posição de que a normalização da sua sensibilidade à insulina devem ser prioridade em tratamento, para parar ou reverter a progressão de qualquer processo de doença, ou para otimizar a saúde e prevenir doenças de todos os tipos.

A importância da vitamina K2 para a saúde do coração

    Há um outro fator importante para a saúde do sistema vascular e que é a vitamina K2, que é responsável pela intervenção do cálcio para a placa arterial causada por partículas de LDL oxidadas. É crítico manter as artérias completamente limpa,  o que importa um conjunto de outros nutrientes o mais importante dos quais são a vitamina D, cálcio e magnésio.

    A vitamina K2 é encontrada principalmente em alimentos fermentados e gorduras animais. As melhores fontes são gemas de ovos e queijo, especialmente queijos duros. Existem evidências epidemiológicas de que as pessoas que ingerem mais vitamina k2 – mas não K1 – tem menor risco de doença cardíaca, e menor o risco de calcificação das válvulas cardíacas,” Dr. Masterjohn diz. “Existem vários experimentos com animais mostrando que a vitamina K2 é importante na proteção contra a calcificação dos vasos sanguíneos em geral.

        A calcificação ocorre basicamente em duas formas nos vasos sanguíneos, e precisamos de vitamina K2 para nos proteger disso. Em ambos os casos, sempre que ocorre uma calcificação em vasos encontramos defeito na matriz de proteína Gla ou POP. POP é uma vitamina K-dependente da proteína responsável por proteger os vasos sanguíneos e outros tecidos moles com calcificação. Se a vitamina K2 não está presente em quantidades suficientes na dieta, não poderá activar MGP, e torna-se um MGP defeituoso entao não poderá proteger contra a calcificação dos vasos sanguíneos, válvulas cardíacas, e todos os seus tecidos moles.

        Parece que a partir da evidência de que temos, que a ingestão insuficiente de vitamina K2 levaria então a uma maior calcificação e aterosclerose, que por sua vez aumenta o risco de doença cardíaca issso é particularmente irônico, porque na dieta da maioria das pessoas, as melhores fontes da vitamina k2 são ovos e queijo, que são ricos em colesterol o que nos é dito pela medicina convencional para evitarmos. “

    Segundo o Dr. Masterjohn, estudos em animais mostraram que pode provavelmente reverter a calcificação arterial com doses elevadas de vitamina K2. Isso não surpreende em nada, e além disso otimizar outras variáveis nutricionais que já conhecemos. Tais como:  normalizar perfis de colesterol, aumentar o consumo de gorduras saudáveis e restringir o consumo de óleos vegetais, níveis de vitamina D no sangue, e atividade física.

Você está obtendo bastante vitamina K2 para proteger o seu coração?

  Como temos poucos alimentos disponíveis para obtenção da vitmaina k2 no Brasil, o método mais correto é tomar suplementos para atingirmos a dose diária recomendada. Diferente de outros países que possuem alimentos fermentados, que são bem ricos em vitamina k2 tais como o Natto, que é a base da fermentação de soja. Lembrando que a soja ultilizada no Brasil, e países da america não são boas alternativas para fazer este alimento, devido quantidades excessivas de substâncias tóxicas.

Referências:

1 The Daily Lipid
2 Cholesterol-and-health.com
3 Stephanie Seneff, APOE-4: The Clue to Why Low Fat Diet and Statins may Cause Alzheimer’s

http://www.cholesterol-and-health.com/Campbell-Masterjohn.html
– -> MERCOLA.COM


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Contador

%d blogueiros gostam disto: