Início » NUTRIÇÃO ESTÉTICA

NUTRIÇÃO ESTÉTICA

Está com flacidez no seios, braços, abdômen, nas pernas e glúteos? Leia este artigo.

flacidez

PARA UMA INDICAÇÃO EXPRESSA ENTRE EM CONTATO PELO EMAIL – JULIOCALEIRO@HOTMAIL.COM. Fone do consultório: (35) 3531-8523

———————————————–——————–

By Ed. Dr. Júlio Caleiro

Todos contra a velhice e a flacidez do glúteo, pernas, abdômen, seios e braços!

Quando somos jovens, nossos corpos fabricam amplas moléculas de ceramida para manter nossa pele saudável. Estas ceramidas são um importante componente da superfície de nossa pele. Elas protegem contra a perda de umidade para manter a pele jovem e macia. Funcionalmente, as ceramidas apoia a matriz da pele, mantendo-a firme. No entanto, com a idade, diminui a produção de ceramida e a pele começa a ceder as rugas.
Os cientistas descobriram uma maneira de extrair ceramidas de grãos de trigo, para nutrir a estrutura de sua pele. A pesquisa mostrou que as ceramidas derivadas do trigo, inibiu as enzimas que destroem a elastina da pele, o que resultaria em perda de flexibilidade e maior enrugamento. Cinco ceramidas naturais proporcionam a manutenção contínua para a pele e permiti que ela mantenha a sua função de proteção saudável e umidade vital.

Este artigo irá examinar os dados laboratoriais sobre as ceramidas de trigo e derivados, afim de restaurar a estrutura da pele humana. Dados clínicos impressionantes mostram como a suplementação com estas ceramidas produz uma pele mais lisa, mais jovem livre da coceira e descamação, que é tão comum com a idade.

Ceramidas preservam a pele jovem!

O envelhecimento provoca uma perda de ceramidas encontrados naturalmente na pele. O resultado é o afinamento da camada exterior da pele que enfraquece as propriedades de retenção de umidade da pele como dito acima, a solução óbvia é a de substituir as ceramidas. Mas qual é a melhor maneira de fazer isso? Pesquisas de laboratório revela algumas melhorias para a função barreira da umidade da pele quando lipídios, incluindo ceramidas são aplicados diretamente sobre a pele. Por outro lado, estudos mostram que as ceramidas são muito promissoras, tomada como um suplemento alimentar, e pode melhorar significativamente os níveis de hidratação da pele e reduzindo o desconforto, o envelhecimento da pele seca. O suplemento oral agirá de dentro pra fora. Até 1997, as ceramidas para uso interno foram obtidas apenas a partir de fontes animais, principalmente de vacas. Pesquisadores descobriram uma série de ceramidas à base de plantas que estão disponíveis a partir de grãos como arroz, milho e trigo.
Um pouco mais de uma década atrás, uma empresa francesa decidiu explorar o potencial de ceramidas de trigo e derivados para uso como hidratante da pele que poderiam ser tomados por via oral. Isto permitiria que as ceramidas iriam atingir a camada exterior da pele de uma maneira singular, sendo emitido pela corrente sanguínea e empurrado suavemente para dentro da matriz extra celular, onde iria restaurar a função de barreira de umidade da pele saudável.

Essa mesma empresa passou a desenvolver o primeiro extrato ceramida rica de trigo. Eles usaram exclusivamente de grãos inteiros de trigo, não-geneticamente modificados como matéria-prima. O novo extrato de trigo contém óleos purificados, e foi testado para provar que não possui glúten ou outros componentes que provocam alergia.
O produto foi um sucesso instantâneo no Japão, onde, desde 1997 que tem sido usado em muitos “suplementos de nutrição estética e beleza” e populares e suplementos nutricionais. Vários estudos laboratoriais iniciais demonstraram que a forma de pó de extracto de trigo, o que é igualmente potente como a forma de óleo, pode hidratar e restaurar a estrutura juvenil na pele humana depois de ser submetida a ruptura da sua função de barreira protectora. Além disso, este estudo revelou uma redução significativa na produção de radicais livres na pele, e mostraram que o extracto de trigo poderia inibir as enzimas elastase, que normalmente destruiriam a elastina e contribuindo para a perda de flexibilidade e de enrugamento da pele.

Ensaios clínicos em humanos

Estudos clínicos com o extrato de ceramida de trigo teve início em 2005, depois de um estudo piloto encorajador seis mulheres com pele muito seca recebeu um placebo diariamente, de uma forma em pó do extracto de trigo ceramida;. Tratamento continuou durante 3 meses. Houve uma melhoria significativa na hidratação da pele tal como avaliadas três maneiras, por uma máquina, por exame de uma dermatologista, e por próprios pontuações subjectivas dos pacientes. 6 Além disso, as mulheres no grupo de extrato de trigo, mas não no grupo com placebo, sofreu uma significativa redução de manchas secas, aspereza, e coceira. Estes efeitos são exatamente o que seria de esperar que as ceramidas fizeram o seu caminho através da corrente sanguínea para a pele.

Um segundo estudo, maior foi então realizado para avaliar o extrato de ceramida de trigo na forma de óleo.

Neste estudo, as mulheres com pele muito seca usou o extrato óleo de ceramida de trigo, ou um placebo diariamente, durante três num estudo randomizado, duplo-cego. Novamente uma série de diferentes medidas, foram utilizada para determinar o impacto do complemento. A Hidratação da pele foi medida objetivamente através de uma técnica chamada “corneometria.” Por esta medida, o suplemento (mas não o placebo) aumentou significativamente a hidratação da pele dos braços, pernas e, abdÔmen, seios e glúteos principalmente com um impacto muito bom nos braços, onde a hidratação da pele tinha aumentado em mais de 35%, em comparação com menos de 1% no grupo de placebo. Os indivíduos também foram classificados em suas percepções de efeitos do tratamento (suplemento ou placebo). Em todos os pontos de medição no estudo, o extrato de trigo pontuou melhor nas seguintes medidas:. Aspereza, uniformidade da pele, hidratação da pele facial, hidratação melhor da pele da perna glúteo e seios, maleabilidade, coceira, e estado geral da pele.

Sem efeitos adversos significativos ou efeitos colaterais foram relatados, e o suplemento mostrou ligeiramente superior ao placebo em termos de aceitabilidade.
Este estudo foi uma demonstração convincente do poder de um suplemento de ceramida de trigo para melhorar muitas das características essenciais da função de barreira da pele, características que são normalmente perdidos ao envelhecimento e à exposição ambiental. Simplificando, as mulheres suplementadas com este produto experimentaram melhorias mensuráveis ​​em na beleza e firmeza da pele em geral.

O Que Você Precisa Saber

Não é qualquer produto a base de trigo que terá estes efeitos acima citados, precisa ser dosado corretamente nas proporções ideais para cada tipo de pele, idade, peso dentre outros fatores. O Dr. Júlio Caleiro aplica este composto em seu tratamento em nutrição FUNCIONAL ESTÉTICA, entre em contato pelo email abaixo, para maiores informações.

JULIOCALEIRO@HOTMAIL.COM

———————————————————–

Referências:

1. Saint Leger D, Francois AM, Leveque JL, Stoudemayer TJ, Grove GL, Kligman AM. Age-associated changes in stratum corneum lipids and their relation to dryness. Dermatologica. 1988;177(3): 159-64.

2. Rogers J, Harding C, Mayo A, Banks J, Rawlings A. Stratum corneum lipids: the effect of ageing and the seasons. Arch Dermatol Res. 1996 Nov;288(12):765-70.

3. Hashizume H. Skin aging and dry skin. J Dermatol. 2004 Aug;31(8):603-9.

4. Guillou S, Ghabri S, Jannot C, Gaillard E, Lamour I, Boisnic S. The moisturizing effect of a wheat extract food supplement on women’s skin: a randomized, double-blind placebo-controlled trial. Int J Cosmet Sci. 2011 Apr;33(2):138-43.

5. Boisnic S, Beranger JY, Branchet MC. Cutaneous Hydration Evaluation After a Vegetal Ceramide-Based Cream Application on Normal Human Skin Tissue Model Maintained Alive, Submitted to a Dehydration Model HITEX;2003.

6. Boisnic S. Clinical Evaluation of a Hydrating Food Supplement: Double blind randomized study versus placebo: HITEX;2005.

7. Yilmaz E, Borchert HH. Effect of lipid-containing, positively charged nanoemulsions on skin hydration, elasticity and erythema—an in vivo study. Int J Pharm. 2006 Jan 13;307(2):232-8.

8. Whitaker DK, Cilliers J, de Beer C. Evening primrose oil (Epogam) in the treatment of chronic hand dermatitis: disappointing therapeutic results. Dermatology. 1996;193(2):115-20.

9. Available at: http://medical-dictionary.thefreedictionary.com/stratum+corneum. Accessed October 18, 2012.

10. Bouwstra JA, Ponec M. The skin barrier in healthy and diseased state. Biochim Biophys Acta. 2006 Dec;1758(12):2080-95. Epub 2006 Jul 11.

11. Weinstein GD, McCullough JL, Ross P. Cell proliferation in normal epidermis. J Invest Dermatol. 1984 Jun;82(6):623-8.

12. Nilsson A, Duan RD. Absorption and lipoprotein transport of sphingomyelin. J Lipid Res. 2006 Jan;47(1):154-71.

13. Grove GL, Kligman AM. Age-associated changes in human epidermal cell renewal. J Gerontol. 1983 Mar;38(2):137-42.

14. Barco D, Gimenez-Arnau A. Xerosis: a dysfunction of the epidermal barrier. Actas Dermosifiliogr. 2008 Nov;99(9):671-82.

15. Mastaloudis A, Wood SM. Age-related changes in cellular protection, purification, and inflammation-related gene expression: role of dietary phytonutrients. Ann N Y Acad Sci. 2012 Jul;1259: 112-20.

16. Robert L, Jacob MP, Frances C, Godeau G, Hornebeck W. Interaction between elastin and elastases and its role in the aging of the arterial wall, skin and other connective tissues. A review. Mech Ageing Dev. 1984 Dec;28(2-3):155-66.

17. Scharffetter-Kochanek K, Brenneisen P, Wenk J, et al. Photoaging of the skin from phenotype to mechanisms. Exp Gerontol. 2000 May;35(3):307-16.

18. Pillai S, Oresajo C, Hayward J. Ultraviolet radiation and skin aging: roles of reactive oxygen species, inflammation and protease activation, and strategies for prevention of inflammation-induced matrix degradation – a review. Int J Cosmet Sci. 2005 Feb;27(1):17-34.

19. Liebel F, Kaur S, Ruvolo E, Kollias N, Southall MD. Irradiation of skin with visible light induces reactive oxygen species and matrix-degrading enzymes. J Invest Dermatol. 2012 Jul;132(7): 1901-7.

20. Sela BA. Dermatological manifestations of smoking. Harefuah. 2002 Aug;141(8):736-40, 60.

21. Imokawa G. Recent advances in characterizing biological mechanisms underlying UV-induced wrinkles: a pivotal role of fibrobrast-derived elastase. Arch Dermatol Res. 2008 Apr;300 Suppl 1:S7-20.

22. Imokawa G. Mechanism of UVB-induced wrinkling of the skin: paracrine cytokine linkage between keratinocytes and fibroblasts leading to the stimulation of elastase. J Investig Dermatol Symp Proc. 2009 Aug;14(1):36-43.
By Emily Perdue

_________________________________________________________________

Ceramidas trata de pele seca, dermatite, eczemas e ainda protege a pele do envelhecimento precoce

No ano 2000, os suplementos orais de ceramida receberam aprovação governamental no Japão para uso geral, embora as mulheres japonesas já estavam ingerindo ceramidas concentradas no alimento típico konjac há vários anos. – www.fda.gov/ohrms/dockets/dockets/95s0316/95s-0316-rpt0275-04-Udell-vol211.pdf.

As ceramidas também são encontradas na pele humana naturalmente, e seus níveis diminuem drasticamente com o avanço da idade. Ceramidas vegetais ingeridas oralmente tem mostrado eficácia na reposição daquelas perdidas pelo envelhecimento e também em razão de danos da pele.Uma pesquisa sugere que este método de reposição por via oral melhora a funcionalidade das ceramidas e gera resultados não observados através de aplicação direta na pele, tópica. (Boisnic, Beranger JY, Branchet MC. Anti-elastase and anti-radicalar effect of ceramides. Product Research Report. Hitex)

Com o envelhecimento da pele aumenta-se a necessidade de se repor ceramidas. Mais do que apenas um problema cosmético, o envelhecimento da pele expõe a riscos significativos para a saúde a partir de microorganismos infecciosos, radiação UV, aumento a susceptibilidade à dermatites por contato de substancias químicas ambientais. É preciso que a pele esteja em seu melhor funcionamento, a fim de regular adequadamente a temperatura do corpo, sintetizar quantidades ideais de vitamina D e fornecer estímulos sensoriais do meio ambiente.

Estudos confirmam um declínio do teor de ceramida no envelhecimento da pele humana, possivelmente devido a um declínio na atividade da enzima que ajuda a fornecer ceramidas na forma utilizável para a pele (J Dermatol Sci. 1990 Mar;1(2):79-83.)

Em um estudo pesquisadores testaram a e eficácia de uma dose de ceramidas e os resultados foram notáveis, a fórmula restaurou quase completamente quem sofria de pele seca e coceira em 95%. – J Med Esth et Chir Derm. 2007 Dec; 34(136):239-42. Esses lipídeos vegetais não só hidratam, mas combatem doenças como eczema e dermatite, e dão suprote a integridade estrutural da pele para evitar rugas e linhas finas.

A superfície da pele representa a principal barreira ao ambiente externo, e como tal, é a primeira linha de defesa contra infecção microbiana. Os lipídios na superfície da pele, incluindo as ceramidas, compreendem uma parte principal de uma barreira antimicrobiana. Quando esta barreira se torna comprometida, em razão, por exemplo, da idade, inúmeros problemas de saúde podem surgir.

No caso da dermatite atópica, as concentrações de ceramida na pele são diminuídas (  Am Acad Dermatol. 2001 Jul;45(1 Suppl):S29-32.) e geralmente possuem concetranções mais elevadas de bactérias, especialmente Staphylococcus aureus sobre a superfície da pele (Br J  ermatol. 1998 Dec;139 Suppl 53:13-6.). Um estudo confirmou que o aumento da colonização pela bactéria Staphylococcus aureus está correlacionada com a redução de ceramidas da superfície da pele, e essa bactéria tem potencial significativo de causar infecções (J Invest Dermatol. 2002 Aug;119(2):433-9.;Br J Dermatol. 1998 Dec;139 Suppl 53:1-3.; Clin Microbiol Infect. 2001 Jun;7(6):301-7.; Burns. 2002 Dec;28(8):738-44.).

S. Pyogenes é outra bactéria que é causa comum de infecções de pele, incluindo, erisipela e celulite, que são caracterizadas pela proliferação das bactérias nas camadas profundas da pele (J Hosp Infect. 1997 Mar;35(3):207-14.).

A dermatite atópica, como outras condições inflamatórias da pele, é uma condição relacionada ao sistema imunológico. Por isso, os corticosteróides tópicos e outros agentes imunossupressores são os pilares da terapia convencional, mas os riscos de toxidade a partir destes agentes é alto, especialmente em crianças. Um estudo destinado a investigar a patogênese da dermatite de contato alérgica e outras doenças inflamatórias da pele descobriram que reparar a ruptura na barreira por ceramidas, aliado a medicações tópicas, alivia a dermatite atópica em crianças – J Am Acad Dermatol. 2002 Aug;47(2):198-208.

Num outro estudo, onde 560 pacientes com dermatite alérgica e dermatite irritante foram tratados com ceramidas com combinação de corticosteróides tópicos por 8 semanas, e outro grupo só com corticosteróides. Constatou-se que os indivíduos que usaram ceramidas em combinação com corticosteróides experimentaram maior alívio, em comparação com aqueles que usaram apenas corticosteróides. Contact Dermatitis. 2001 Nov;45(5):280-5.

Terapia com ceramida também provou ser eficaz no combate a coceira e inflamação causada por eczema. Além disso, o tratamento de ceramida foi mostrado para normalizar a pele e reduzir os sintomas em pacientes que sofrem desta condição. Cutis. 2007 Dec;80(6 Suppl):2-16.

*Todas as referências científicas estão citadas no corpo do artigo.

______________________________________________________________________________________
Zinco no tratamento da Acne

Dr. Júlio Caleiro, nutricionista. Fone do consultório (35) 3558-1919.

* Texto da nutricionista Dra.Luisa Amábile Wolpe Simas, especialista em nutrição clínica, Coordenadora da pós graduação em nutrição aplicada a estética do Instituto Ana Paula.

Já é bem discutida a influência da dieta e de determinados nutrientes na etiologia da acne. As principais evidências mostram que a dieta induz mudanças hormonais relacionadas ao aumento na oleosidade da pele e na homeostase de citocinas, que são um grupo de moléculas envolvidas no sistema imunológico, fatores estes relacionados no desenvolvimento da acne.

Em um estudo realizado com pacientes com acne foi observado uma concentração de zinco sérico menor do que nos pacientes sem acne, concluindo que a acne pode ser consequência de uma deficiência de zinco. Em indivíduos suplementados com sulfato de zinco e gluconato de zinco, foi observada uma melhora em relação a acne severa. Quando a suplementação de zinco foi comparada ao uso de antibióticos orais pareceu ser tão eficaz quanto, porém ainda não são considerados como a primeira linha de tratamento da acne (CORDAIN, 2005).

Muitos estudos observaram que na presença da suplementação de zinco houve a redução do Propionobacterium acnes, bactéria envolvida na patologia da acne, e de ácidos graxos livres na pele causados pelo excesso de oleosidade, principalmente porque este mineral inibe a lipase da bactéria P. acnes exercendo assim um efeito antimicrobiano (CORDAIN, 2005).

Além disso, o zinco tem ação anti-inflamatória na acne, pois é essencial para a enzima antioxidante SOD-1 (superóxido dismutase citosólica), responsável por reduzir o radical superóxido a peróxido de hidrogênio e oxigênio.

O zinco também diminui a produção de sebo, um dos principais desencadeadores da acne, inibindo a 5-alfa-redutase enzima, responsável pela conversão de testosterona em dihidroxitestosterona.

Outro efeito do zinco está relacionado emmodular a insulina. A hiperinsulinemia aumenta o IGF-1 que estimula a síntese de androgênios nos ovários e testículos, porém inibem a síntese hepática da globulina ligadora de hormônios sexuais (SHBG) e aumenta a biodisponibilidade de androgênios circulantes, ou seja, aumentam a concentração de testosterona livre e sua conversão em dihidroxitestosterona, aumentando assim a produção de sebo (BODEN, G.; SHULMAN, GI, 2002).

Acredita-se também que a cascata endócrina induzida pela alimentação com ingestão de carboidratos com alto índice glicêmico leva a uma hiperinsulinemia, causando todas as alterações já mencionadas (BARBIERI, R.L.; SMITH, S.; RYAN, K.J.,1998).

Portanto o Zinco apresenta as seguintes funções no controle da acne:
• Efeito antimicrobiano (inibindo a lipase da bactéria causadora da acne)
• Efeito anti-inflamatório (envolvido na enzima antioxidante SOD-1)
• Efeito modulador da secreção sebácea (diminuindo a conversão da testosterona em dihidroxitestosterona pela inativação da enzima 5 α redutase)
• Efeito modulador da insulina (diminuindo os efeitos dos hormônios andrôgenos estimulados pelo aumento de IGF-1)
As principais fontes alimentares de zinco são: ostras, carne vermelha, semente de abóbora, amendoim, oleaginosas, grãos integrais, e fígado de frango. Porém devem ser ingeridos longe de alimentos fontes de ferro e cobre, pois estes minerais diminuem sua biodisponibilidade.

Bibliografia

BARBIERI, R.L.; SMITH, S.; RYAN, K.J. The role of hiperinsulinemia in the pathogenesis of ovarian hyperandrogenism. Fertil Steril, vol. 50, pg. 197-212, 1998.
BODEN, G.; SHULMAN, GI. Free fatty acids in obesity and type 2 diabetes defining their role in the development of insulin resistance and betacell dysfunction. Eur J. Clin. Invest, vol. 32, pg: 14-23, 2002.
CORDAIN, L. Implications for the role of diet in acne. Semin Cutan. Med. Surg. Vol. 24, p. 84-91, 2005.

Fonte: http://www.negocioestetica.com.br/zinco-no-tratamento-da-acne/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 84 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: